A primeira vez que fui corno

Minha esposa Joana e eu, somos casados por 12 anos. No começo nossa vida sexual costumava ser muito quente, cheia de aventuras, mas com o tempo as coisas foram ficando cada vez mais mornas. Ela é uma bela morena de 36 anos, cabelos negros e um corpo escultural que chama a atenção de outros homens na rua.

 

Eu sempre tive a fantasia de minha mulher com outro homem. Eu procurava ler sobre isso na internet, nos sites pornô e em revistas, mas nunca tive coragem de falar isso para minha esposa, até um dia em que estavamos fazendo sexo nas raras vezes que rolava e comentei sobre minhas fantasias com ela.Quando a gente tava transando senti que minha esposa não ficava muito animada então resolvi propor uma brincadeira e pedi que ela imaginasse outro caralho penetrando na sua boceta, que ela imaginasse que era outro homem ali fodendo com ela e não eu.

A Joana entrou no clima da brincadeira e notei que ela ficou bem mais molhada e empolgada com a transa. Ela começou a me beijar apaixonadamente e me puxava mais pra junto dela para poder sentir meu pau entrando todo naquela boceta que a essa altura já estava encharcada de tanto tesão. Não resisti e meti com força na minha safada, que gemia gostoso e me olhava de um jeito bem sexy. Essa foi uma das melhores noites de sexo que tivemos e depois quando estavamos juntos na cama conversando, perguntei se ela toparia realizar essa brincadeira de verdade.

Ela respondeu com um ‘talvez’ que me encheu de esperança e perguntou se eu tinha alguém em mente.

Eu disse que sim e falei o nome do meu melhor amigo, o Paulo e senti ela ficar bem animadinha. Ela enfiou a língua na minha boca e subiu em cima de mim. Meu pau deu sinal de vida e já fui metendo na safada. Na hora da putaria ela perguntou se eu já tinha revelado ao Paulo minhas fantasias. Respondi que sim e ela disse que por ela poderia rolar. Fiquei tão excitado que me segurei pra não gozar rápido. Depois de mais uma rodada de sexo, fomos dormir super animados com essa nova aventura que estava para rolar.

No outro dia, no trabalho, falei para o Paulo que a Joana tinha topado e ele ficou super feliz, já que quase todos os meus amigos tem a maior tara na minha esposa gostosa. Combinei com ele um jantar para nós três só pra criar um clima mais confortável.

Marquei o jantar para a sexta-feira, já que seria melhor para todos, porque não precisariamos acordar cedo para trabalhar no sábado.
Depois do jantar minha mulher queria foder

As 19 horas da noite o Paulo chegou e trouxe duas garrafas de vinho. Eu já estava pronto e o jantar sobre a mesa, mas a Joana ainda estava se arrumando para aquele encontro especial.

Quando ela entrou na sala nós dois ficamos babando! Ela tava toda gostosa com um vestido curto e decotado, que deixa os seus peitos enormes quase totalmente a mostra. Ela tava linda com um batom vermelho, um salto e um perfume delicioso que ficou no ambiente.

Nós três jantamos e conversamos animadamente, sobre várias coisas do cotidiano. Depois fomos para a sala e eu abri o vinho que o Paulo trouxe. Minha esposa é muito fraca para bebida, mas como notei que ela estava um pouco tímida, deixei que bebesse a vontade.

Depois de secarmos as duas garrafas, nós três já estávamos bem altinhos e a Joana foi quem tomou a iniciativa.

Ela me puxou e me deu um beijo bem gostoso e não pude controlar a ereção que se instalava naquele momento. Depois ela chamou o Paulo e tascou um beijo bem gostoso nele também.

O meu amigo, assim como eu, ficou morrendo de tesão e ela começou a acariciar a protuberância que se formou na calça de nós dois.

De repente, ela colocou o pau dele pra fora, que estava rígido feito uma pedra de tanto desejo pela minha esposa, e caiu de boca. Começou chupando a cabecinha enquanto olhava para mim com cara de safada.

Depois ela lambeu as bolas dele e enfiou na boca, deixando o Paulo louco de tesão e tenho certeza que ele se segurou para não gozar logo.

A Joana então levantou, tirou seu vestido e pudemos conferir que a safada tava sem nada por baixo, só deixando a mostra sua boceta bem lisinha e rosada que eu conhecia muito bem.

Ela puxou nós dois pela mão e levou até nosso quarto e disse que eu iria só assistir. Adorei ouvir isso e me sentei numa poltrona que fica em nosso quarto com meu celular pronto para filmar a putaria.

Ela deitou bem arreganhada na cama e começou a tocar uma siririca fazendo cara de safada e chamando o Paulo pra foder sua boceta.

Meu amigo logo atendeu o pedindo, subiu em cima dela e moveu sua rola enorme dentro da boceta encharcada da Joana, que soltou um gemido de dor e prazer, afinal ela tem uma xana bem apertadinha e meu amigo é super bem dotado.

Ela puxava ele pela cintura, querendo que ele enfiasse cada vez mais aquele pauzão na sua boceta e o meu amigo começou a bombar com força, fazendo ela gemer cada vez mais e ficar tão molhada a ponto de escorrer pelo lençol. Os dois ficaram ali naquele vai e vem gostoso e eu já não aguentando mais, botei meu pau pra fora e comecei a tocar uma punheta bem gostosa.

Foi uma delícia quando ouvi ela pedir pra ele meter no cuzinho dela.

Confesso que fiquei excitado pra caralho e ao mesmo tempo puto! Sempre que eu pedia o cuzinho dela a safada fazia o maior doce pra liberar, mas para o meu amigo ela liberou de primeira. Enfim, o Paulo levantou e começou a chupar a boceta dela, já sabendo que desse jeito minha gostosa goza mais rápido. De repente ela começou a tremer, a respirar mais ofegante e veio um orgasmo bem gostoso, o primeiro da noite!Ela quis retribuir e caiu de boca novamente na rola do meu amigo, que não demorou muito pra gozar e encher a boca da minha mulher com sua porra grossa.

A Joana então levantou da cama e chamou nós dois para o chuveiro. Chegando lá eu também aproveitei e junto com meu amigo comi minha esposa no banheiro e a safada gozou mais uma vez e nós dois também.

No dia seguinte depois do meu amigo ter ido embora, eu e a Joana fomos conversar sobre a noite perfeita de sexo que tivemos e ela disse que nunca se sentiu tão realizada como mulher e disse que gostaria de fazer isso sempre.

Bom, já tem um tempo que essa aventura aconteceu e isso ajudou muito a melhorar nosso casamento. Hoje eu e minha mulher somos um casal mais unido e com uma vida sexual bem quente, diferente de antes.

Até hoje nós dois continuamos com nossas aventuras e eu adoro ser corno! Só que agora minha mulher está com vontade de experimentar vários machos fodendo ela ao mesmo tempo. Em breve vamos realizar esse fetiche e volto aqui para contar.

Sexo por Telefone

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.