Meu sobrinho me comeu forte

Oi meus amores, como esse é meu promeiro conto vou me apresentar, meu nome é Ania, tenho 46 anos, sou meio gordinha, bunda grande, durinha, peitos grandes, muitos homens viram o pescoço quando passo na rua rsrs’ moro em Joinville-SC, sou casada a 20 anos, com Marcelo, um executivo que vive viajando a trabalho, então eu fico sempre carente de piroca rsrsrs’.
Bom, tenho uma irma que mora no interior do rio grande do sul, que tem um filho de 19 anos, que a tempos eu não via, alguns dias atrás minha Irmã me ligou, perguntando se eu poderia receber meu sobrinho por alguns dias, pois ele teria uma prova para fazer por aqui, para talvez ingressar na faculdade de direito, topei de imediato, meu marido estava viajando, e seria bom uma companhia em casa.
No dia marcado fui a rodoviária buscar meu sobrinho, quando cheguei lá me impressionei com o garoto, vou chama-lo de fê, o muleke tinha crescido, estava lindo, um homem moreno, com mais ou menos 1,80 cm de altura, e forte, do tipo que vai a academia todo dia, quando ele desceu do ônibus, nos abraçamos, e sem querer ele me deu um beijo no cantinho da boca, ele ficou todo envergonhado na hora, mas confesso que minha buceta enxarcou na hora, no caminho indo pra casa, eu não conseguia prestar atenção no que ele dizia, fui todo caminho lembrando daquele quase ” selinho ” do gostoso do meu sobrinho, mas tentei esquecer, chegando em casa entrei na frente, estava calor, e eu estava com um vetido colado daqueles que tem um decote do lado da perna, fui na frente do meu sobrinho, pensando como provoca-lo, tava louca pra sentir aquele caralho preenchendo minha buceta sedenta por piroca, então fui rebolando que nem uma puta, hora ou outra olhava pra trás, numa dessas olhadas percebi que meu sobrinho estava excitado, pois a bermuda fazia volume, seu pau já estava duro, entrando em casa logo tranquei a porta e não dexei-o dizer nada, meti um beijo naquela boca carnuda, e na mesma hora fui retribuída, fui abaixando beijando aquela barriga cheia de “gominhos”, até chegar na bermuda, então olhei pra ele, com uma cara de vagabunda, e tirei aquela piroca pra fora, me impressionou o tamanho daquela jeba, devia ter uns 23cm, toda depilada, mal cabia na boca, mas não me fiz de rogada, engoli tudo, enquanto ouvia meu sobrinho dizer.
– não sabia que a titia era tão safada, e tão gostosa
– a Titia é safada mesmo, e ta louca pra tomar teu Leitinho, e depois dar a buceta bem gostoso pra ti meu gostoso.
Logo voltei a chupar, lambia das bolas até a cabecinha, e ele gemia dizendo ” chupa minha tia puta, chupa o pau do teu sobrinho, eu vou te foder todos os dias enquanto eu estiver aqui”.
Logo ele anunciou que ia gozar, chupei mais rápido, batendo uma punheta ao mesmo tempo pra ele, não demorou muito e ele encheu minha boca de porra, engoli tudinho, ele era perfeito, até a porra dele era gostosa, limpei o pau dele, não demorou muito e já estava duro de novo e ele me falou:
– agora eu quero foder a titia
– então fode a bucetinha da tua tia fode.
Nem terminei de falar ele arrancou minha meu vestido todo me deixando só de calcinha, pois não costumo andar de sutiã, então ele começou a mamar meus peitos, como se estivesse faminto, logo me colocou de 4, e desceu pra minha buceta, nesse momento eu já não me cobtrolava mais, a lingua dele preenchia minha buceta, volta e meia ele passava a lingua no meu cuzinho, não demorei muito e gozei na boca dele, eu gemia alto dizendo:
– vai caralho fode tua puta fode.
Eu ainda de quatro, só senti aquela jeba gigante me arrombando a buceta, ele fodia forte, e rápido, tive uns 3 orgasmos em menos de 2 minutos, nunca ninguém tinha me feito gozar daquele jeito, eu já estava mole, minhas pernas já estavam trêmulas, ele batia na minha bunda forte e dizia que eu ia ser a Putinha dele, que a partir daquele dia ele seria meu macho, e eu não parava de gemer, não respondia mais por mim, então ele falou.
– agora teu sobrinho vai comer teu cu
No começo eu neguei, mas não tinha escapatória, ele já mandava em mim naquele momento, ele cuspiu no meu cuzinho, lubrificando bastante, e de repente botou tudo de uma vez, eu urrei de dor, mas logo a dor passou e o tesão tomou conta, eu não sabia como eu estava aguentando aquela piroca Monstra, então ele me fodia forte e eu dizia, vai meu macho come meu cu, come, logo ele anunciou outra vez o gozo, e eu também gozei mais umas duas vezes, logo ele inundou meu cuzinho de porra.
Deitamos cansados do lado um do outro, nos recompomos e fomos pro banho, lá ele me comeu mais uma vez e eu tomei todo Leitinho dele, agora toda manha tomo leitinho quando meu marido sai pra trabalhar, convidei meu sobrinho para morar conosco, não sou boba né kkk, logo trago outro conto pra vocês, espero que tenham gostado. Beijos meus amores <3

LibidGel

One Comment

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.