Fodida Gostoso no Carnaval

Oi, turma, aqui estou eu outra vez… Quem quiser me conhecer e entender como sou, leia o meu outro bico, “FODIDA NA CALOTE “; Agora vou alegar as deliciosas fodas que estou dando com a minha amada, que se chama Regina, possui 17 aninhos, morena, cabelos curtos na altura dos ombros, de 1,70 e uns 70 kg – efetivamente, ela é um tanto acima do peso, porém possui um corpo agradável, com coxas grossas e seios grandes, com mamilos grandes e rosados, que eu adoro, além de ser atraente de anverso e ter um alegria bem safadinho… Eu e ela parecemos a apetite e desejo de alimentar-se com correlação a coito, porém como somos timidos, aos poucos estamos encontrando a nossa abuso e liberando as nossas fantasias… No alvoroço agora, eu ela e mais um acervo de colegas viajamos aqui para o areal sul de São Paulo, com o objetivo de pegar uma praia, descansar e nos afastar muito; Até esse hora, não tinhamos transado também, por falta de aberta, porém já tinha rolado algumas brincadeiras, como eu mamando bom nos seios dela, passando as mãos pelo seu corpo, e masturbado ela por cima da calça (e ficou tão molhada que aquele cheiro agradável ficou na minha mão) e ela me já tinha me chupado uma vez e abordado umas punhetas bemgostosas para mim (porém de modo algum até eu achincalhar), porém ficou apenas nessa coisa; No momento em que vamos alucinar-se, costumamos sair de madrugada, umas 4 horas da manhã desta vez, porém isto não impediu que eu ficasse excitado apenas de imaginar o que ia acontecer por lá no momento em que chegássemos, e acho que ela percebeu isto no momento em que se deitou no meu bocal para dormir… Chegamos lá por volta de 9 horas da manha, por causa de à imensa leva de indivíduos que desceram para o areal no alvoroço, desfizemos as malas e eu já fui correndo pegar um quarto para eu e meu amor (hehehe) ficarmos sossegados; Apos aproveitarmos a praia, a noite (que prometia bastante) veio ágil, e aqui já haviamos realizado compras (leia-se varias bebidas), e estavamos os homens fora da casa jogando conversa fora, e as meninas estavam preparando e bebendo os aperitivos enquanto dançavam axé, inclusive aí a minha amada; Após se embebedar muito, ela foi para o quarto deitar, dizendo que aparecia mal; Uma amante nossa a Ana Victória,amada de um colega meu, me disse dessa maneira: “A Regina está te chamando lá no quarto!vai logo!”, e eu fui correndo, achando que a coitadinha aparecia passando mal, porém no momento em que entrei percebi que a desejo da nossa amante era outra… rs… E deu certamente… Me deitei ao lado dela, e ela aparecia fora de si de tão bebinha, com os olhos fechados, porém eu não pensei em me adiantar dela… pelo contrário, tinha que acontecer naturalmente… aí ela me chamou: “mô, estou mal…” e eu perguntei o que ela aparecia sentindo, e antes que eu pudesse dizer outra coisa, ela me pediu, com uma voz bem adocicado: “faz amor comigo…” Entao eu fui trancar a acesso, e pegar uma das diversas camisinhas que eu tinha na apetrecho, fui em cima dela e comecei a beija-la, primeiro atenciosamente e aumentando a intensidade, e logo estávamos pegando fogo, as nossas linguas brincando, e apenas no adorável pude sentir o que ela queria, uma vez que aparecia aumentando todo o nosso atração (que aparecia abarcado há bastante tempo) e eu aparecia so com um shorts limitado sem cueca (adoro dormir dessa maneira, sem nada pra importunar) e ela com uma camiseta folgada com um auge por baixo e sem calcinha, ela puxou o meu bermuda para baixo, liberando o meu pau que já aparecia duríssimo e eu retribuí tirando a sua blusa, deixando à amostra aquele casal de seios enormes e deliciosos, que já fui sugando e lambendo os mamilos até ficarem bem durinhos e empinados e ela já gemendo de atração, me pediu: “me fode…”; por isso eu pus a camisa-de-vênus e enfiei meu pau todinho na buceta dela, que aparecia bastante quente e molhada, e antes de começar os movimentos fiquei apreciando a percepção de ter o pau todo cravado naquela buceta, é bastante bom… comecei os movimentos de vai e vem, ela gemendo bom: “ai, ai, ai… me fode” ai, como ele fode bom… quero realizar amor todos os dias com vc…” e aqui sinto a buceta dela apertar o meu pau, ficar mais molhada e ela mordeu forte o meu pescoço… ela aparecia tendo um clímax, já na primeira vez que transamos…. por isso acelerei os movimentos e gozei pouco em seguida, bastante forte… pelo agigantado agradar que ela me deu… como era o primeiro dia, nos beijamos e dormimos abraçadinhos, e em seguida contarei o que resultou nos mais dias de alvoroço… Você, menina ou mulher que queira se afastar comigo, me escreva… irei oferecer loucos momentos de agradar a vc, faço tudo o que voces quiserem

LibidGel

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.