Fodendo a minha amiga do trabalho

Olá me chamo Iago tenho 25 anos magro versátil com o meu cacete de 19 cm grosso de pura delícia.
Eu sou bi, gosto mais de comer um cu de macho mas um bucetinha nunca se recusa né ?!
No meu trabalho tem uma mulher a Erika ( fictício) ela é uma branca de 1,59 de altura magra mas cm um quadril muito bonito, bunda grande até pro tamanho dela, seios médios e uma cara de menina calma e do lar rsr, assim que gosto.
Então um belo dia quando saímos do trabalho resolvemos ir para uma festa. Ela como tem carro fui com ela pra casa dela nos arrumar lá.

 

Não sei se ela fez de propósito mas só sei que gostei da ideia.
Entrei no apartamento dela que não era MT grande. Um quarto sala cozinha banheiro mas bem confortável.
Então eu fiquei sentado no sofá esperando ela tomar o banho dela. Então ela sai do banheiro só de toalha enrolada no corpo e aquele me deixou com um tesão da porra. Meu pau subiu logo.
– pode ir Iago tomar seu banho.
Eu fui tomar meu banho, mas quando percebi a porta do banheiro não trancava então teria que tomar banho com a porta destrancada mesmo somente encostada.
Então no box eu peguei e virei de costa pra porta e com o pau duro pra porra comecei a bater uma punheta imaginando aquela buceta.
Então me assusto com ela entrando no banheiro. Queria ajeitar a maquiagem no banheiro pelo espelho ser bem grande.
– pow vai ficar aí mesmo?!
Deixa de leseira Iago, sei que tu gosta de comer homem então não tenho perigo né?! ( Rindo)
– vai brincando comigo.
Então pra mostrar logo eu me viro de lado pra ela, meu pau ainda duro. Ela olha e fala.
– eita Iago, tá de cacete duro ?!
Culpa tua né?! Fica de toalha aí me olhando.
E tu me comeria Iago?! Pensei que tu fosse viado. Já soube que tu comeu o Carlos ( um viado fofoqueiro do trabalho), inclusive ele disse mesmo que teu pau era grande e grosso.
Já viu como ele é, agora se quiser provar ele ( rindo pra descontrair)
E não é que aquela safada veio mesmo.
Ela desenrola a toalha e abre o box. Vem na minha direção com aquela buceta linda, uma testa com pentelhos aparados deixando bem pouco pentelhos.
Ela encosta com medo no meu pau.
– tá com medo de pegar em pica pow?!
Então eu puxo ela pra debaixo do chuveiro.
E começamos a nos beijar bem intensamente. Eu agarrava ela pela nuca pra ela nem fugir.
Uma.mao na nuca e outra na descendo indo em direção a bunda dela.
Então pego e aperto a bunda dela delciosa. Dou uma palmada que faz ela tomar outro susto.
– pow Iago vai querer comer minha bunda ?! Não dou o cu não Caralho.
Mas vai dar pra mim, veio me atentar.
Então puxo ela pra fora do box enxugo o corpo todinho dela. Me abaixo pra enxugar a buceta dela. Aproveito e dou uma chupada nela ali mesmo ela em pé.
Abri a buceta dela é comecei dar uma boas línguadas. Chupei o pinguelo dela, o clitóris onde fiz ela gemer e se contorcer toda. Levantei e começo a chupar os peitos dela. Nossa estragava minha cara naqueles peitos. Médio e duros. Os bicos dos seio bem pontudos que dava pra mordiscar e brincar com a língua. me enxugo e puxo ela pra sala dela. Queria comer ela na sala dela.
Deitei ela no sofá e fiz ela chupar meu pau .. ela engolia devagar, então eu tinha que empurrar a pica pra dentro da boca dela.
Ela se engasgava como se fosse vomitar. Eu pego e volto a chupar a buceta dela, boto dela de frango no sofá e chupo até chegar no cuzinhi dela. Realmente ela não dava o cu pois até pra entrar a língua era difícil. Quando passei a língua no cu dela ela foi ao delirio.
– caralho, não é que esse negócio de chuparem meu cu é bom mesmo.
Ela pegava minha cabeça e empurrava com força. Eu sentia k cheiro daquele cu e depois eu fui e ela me fez sentir o cheiro daquela buceta melada.
Quando pergunto dela se tinha camisinha. Ela diz que não tinha, pqp. Ficar só no esfrega esfrega não é comigo. Então eu sem pensar duas vezes mwtona pica na buceta dela sem capa msm.
– depois eu toma uma pílula caralho.
Eu vou metendo a pica nela devagar pra sentir cada centímetro entrando. Com tudo dentro tiro e meto com força já. Ela dei um grito e eu me amarro em fazer minha presa gritar loucamente.
Começo a comer ela ali de frango naquele sofá. Ela agarrava na minha bunda e já pedia pra eu comer toda aquela buceta.
– vai safado, come minha buceta toda. Me mostra como se come uma buceta de verdade.
Então pego e ponho ela de 4, dou mais umas chupadas do cu até a buceta e meto a pica de novo na buceta dela.
Eu pegava e metia com maior força. Segurava na cintura dela. Meus ovos já batiam na bunda dela. Pego uma mão e puxo pelo cabelo dela fazendo ela de linha égua.
Ficamos ali um bom tempo. Até que ela avisa que ia gozar.
Eu então fui mais forte que podia.
Ela gemia tão alto que eu achava que algum vizinho iria bater na porta pra reclamar.
Ela goza no meu pau e urrava de prazer. Então eu não demorei muito e gozei na buceta dela. Cara gozar numa buceta depoisbdela gozar é muito bom fica bastante melado.
Depois eu gozei me joguei em cima da e fiquei ali uns 30 segundo. Estávamos molhados de suor já.
Tivemos que tomar outro banho. Mas valeu a pena. Acabamos por nós atrasar pra festa. Ela arranjou um carinha lá pra ficar e eu fiquei com uma guria lá.
Mas na volta voltamos juntos pra casa, se repetimos a dose ?! Claro.
Só paramos de fuder pq ela começou a namorar e não queria trair o namorado. Mal ela sabia que me amarro em fuder com mulher ou homem comprometidos.
Esperem que gostem.
Beijos safados.

Sexo por Telefone

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.