Entrei no cine pornô e chupei uma piroca

Sou casado a 30 anos, hoje com 54 anos…estava no centro da cidade – tinha acabado de tentar resolver um assunto num banco – saí de lá chateado e muito estressado, pois o banco não aceitou o acordo que eu fiz para parcelar uma dívida. Muito puto, não quis ir pra casa e entrei num cine pornô pra relaxar. Assim que entrei, aquele cheiro de sexo e de porra já me deixaram com tesão. Sentei e comecei a assistir ao filme e logo apareceu um manja rola que ficou ali de pé me encarando e logo sentou-se ao meu lado e se pôs a olhar fixo pra minha rola. Dei uma ajeitada e botei pra fora. O cara esticou o braço e logo se colocou a punhetar de leve minha pica. Que delícia. estava bom demais e ele se curvou e começou a fazer um boquete muito gostoso. Deixei e relaxei, esticando as pernas e arriando minha calça até o joelho e deixando a rola e o saco pra ele brincar. O viado mamou muito e deixou minha pica toda babada e pediu leitinho. Não consegui segurar por muito tempo e gozei naquela boca que com muita habilidade ia engolindo e lambendo o resto, deixando a pica limpinha e eu satisfeito. Ele se levantou e se foi. Fiquei ali, de pau pra fora, satisfeito com a minha gozada e o pau foi amolecendo. Logo percebo que outro cara se encontrava em pé e me olhando, mas esse alisava o pau, que estava pra fora da calça, e arregaçava a cabeça e apontava pra mim. Fiquei sem jeito, mas ao mesmo tempo não conseguia tirar os olhos do pau dele. Tava duro e cheio de nervo e bem perto de mim a essa altura. Ele se sentou e ficou ali se punhetando bem devagar e eu olhando aquela piroca. De repente ele estica o braço e segura a minha mão e leva até o seu pau. Segurei e apertei de leve. Era grosso e muito duro. Respirei fundo e comecei a bater uma punheta naquele pau. Ele me dá um abraço de forma que seu braço força a minha cabeça pra baixo. Não resisto e vou descendo a cabeça e fico bem perto daquela cabeça e o cheiro vem logo invadindo meu nariz. Abro a boca e começo a enfiar a cabeça e sugando bem devagar. Ele se estica na cadeira, segura minha cabeça e atola o pau todo na minha boca. Fico engasgado e consigo sair e respirar. logo volto a aboncanhar o pau dele e começo a chupar , botando tudo na boca e subindo até a cabeça latejante na minha boca. Faço uma punhetinha, enquanto chupo seu saco. Ele se estica mais ainda e começa a gemer e eu ali com as bolas na boca e batendo uma punheta naquele mastro. De repente ele me pede pra chupar de novo que ele vai gozar. Enfio o pau todo na boca e ele explode um gozo na minha garganta. Fico parado, quieto e só recebendo os jatos de porra e engolindo o que posso, enquanto um resto escorre pelo canto da minha boca, que logo passo meu dedo e enfio na boca novamente. Ele gozou e se arrumou e saiu. Eu me levantei e fui ao banheiro lavar minha boca e cuspir um pouco. Fui embora satisfeito. Gozei e fiz gozar. Vou voltar lá sempre.

Sexo por Telefone

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.