Dando o rabinho na varanda

Há algum tempo, em uma noite quente de verão, saí na varanda da minha casa pra tomar um ar fresco, devia ser por volta da meia noite, estava uma noite maravilhosa.como estava calor eu estava com uma sainha minúscula, uma camisetinha sem sutiã, e sem calcinha que era prá ela respirar melhor.meu marido assitia TV, mas ficou com calor também e resolveu ir lá comigo, ficamos conversando um pouco observando a noite quando parou um carro branco em frente a minha casa e como estava escuro o dono do carro não viu que estávamos ali, e passados uns minutos o carro começou a balançar, comecei a imaginar o que o casal deveria estar fazendo dentro do carro, ele devia estar chupando, fudendo bem gostoso e eu ali querendo fazer a mesma coisa, comecei a rossar a bunda no pau do meu marido que até então só estava me abraçando por trás, ele percebeu minha intenção e começou me alisar a passar a mão na minha bucetinha que já estava babando de tesão imaginando tudo que podia estar sendo feito naquele carro, quando ele percebeu o quanto eu tinha ficado excitada começou a chupar minha bucetinha, socar aquele dedo no meu cuzinho me deixandi ainda msis louca de tesão eu não perdi tempo e comecei a mamar , lamber engolir ao maximo aquela pica gostosa que estava pulsando na minha boca comecei a implorar prá ele me foder com força, ele começou na minha bucetinha que estava toda sedenta por levar pica e quando estava quase gozando pedi prá ele foder o meu cuzinho o que ele fez muito bem começou socando a língua nele prá deixar bem molhadinho, colocou o dedo eu comecei a arrebitei bem o meu rabinho e fui rebolando e encaixando a cabecinha até entrar Todinho e ele começar a me fuder freneticamente, mas um barulho atrapalhou um pouco nosso momento a porta do carro abriu levamos um susto, era só a garota que queria cuspir a porra, ela não aguentou engolir, mas continuamos nossa foda no meu cuzinho, e ele pediu prá gozar na minha boca e eu não recusei deixei ele gozar bem gostoso e engoli até a última gotinha,lambi tudinho e ainda queria mais. E teve mais, afinal o que não faltou em nós foi tesão.

Sexo por Telefone

One Comment

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.