Comendo a putinha rica do prédio

Estou deitada na cama do porteiro do prédio de luxo onde moro com minha tia, estou peladinha em sua cama, com as pernas abertas, sou magrinha, de bundinha dura, branca, peitinhos rosadinhos e grandes. Minha bucetinha está sendo aberta por seus dedos, ele está fazendo uma transmissão ao vivo pelo whatsapp com um colega, enquanto soca dos dedos dentro de mim, vai filmando na transmissão, seu colega do outro lado está batendo punheta e assistindo. Ele aperta meu clitóris, e mete os dedos do meio e soca forte, abro mais as pernas porque está gostoso. Fica falando com o colega:

 


– Olha q delicia, essa aqui é a putinha q todo homem quer, a mulherzinha dos homens aqui no prédio… olha como sua bucetinha engole… olha….
Seu colega mandou ele chupar meus peitinhos, ele foi pra cima e filmou meus peitinhos e começou a lamber e chupar um por um, eu gemia e contorcia com as mordidinhas nos bicos… delicia… puxei sua cabeça e nos beijamos de lingua… pedi mamadeira, estava com fome.
Então me pediu pra sentar na beira da cama com as pernas pra fora, tirou a vara de dentro da cueca e me deu pra mamar, enquanto mamava ele filmava e transmitia ao vivo pro seu colega, mamei gostoso aquela tora imensa, lambia ela toda, chupava as bolas e sugava a cabeçona, não demorou ele gozar…. seu colega tb gozou batendo punheta. Me levantei e vesti minha roupinha.
Seu Arnaldo pediu pra eu ficar mais, so q eu tinha prova da facul e tinha q estudar. Depois q vesti a roupa, nos demos um beijo de lingua demorado e fui para o apartamento onde moro. Me chamo Anabele, me chamam de belinha. Minha tia é muito rica, assim como eu, so q ela administra tudo. Nunca se importou comigo desde muito sempre. Não sabe o que os homens fazem comigo a muito tempo e mesmo se soubesse nem ligava. Fui para o meu quarto estudar. Logo mais recebo uma mensagem do seu Euclides, um senhor que mora no prédio.
– Belinha, estou com saudades do cheiro da sua xoxota…. vem aqui..
– Estou ocupada estudando…
– Vai ser rapidinho, quero só cheirar e dá umas mordidinhas do jeito q vc gosta.. anda bebê, vem…
– Sua mulher onde está ?
– Foi ao shopping e vai demorar.
– Estou indo, mas não posso demorar .
– Não vai demorar…
Bem, banhei e vesti um vestidinho curto rosa, e não coloquei calcinha, cheguei em seu apartamento e ele me abraçou chupando minha lingua e me apalpando a bunda. Fomos pro seu escritório ao lado da sala, me sentou em sua mesa e me deitei, ficando com as pernas pro lado de fora. Ele abriu minhas perninhas e ficou entre elas, subiu meu vestido quase todo, ficando meu corpinho quase todo pelado, amassando meus peitinhos e lisando meu corpinho todo, abriu minha bucetinha com os dedos e baixou a cabeça e cheirou ela por dentro, começou a beijar seus lábios, aos poucos foi passando a lingua no grelo bem rápido, como se estivesse bebendo agua que nem um cachorro. Me contorcia de prazer e eu mesma apertava meus peitinhos. Ele metia sua lingua dentro de mim e cuspia na minha xoxota e ficava chupando, com chupões intensos… meu corpo suava indicando q iria gozar… ate q gozei em sua boca. Depois ajoelhei e ele em pé na minha frente, tirou a rola pra fora do short, abocanhei sua vara e lhe fiz um boquete, ate q gozou na minha boca. Depois fomos pro sofá, deitei em seu colo como um bebê e ficamos nos beijamos de língua, ele lisava minha xana de leve e conversava:
– Belinha, vc podia dormir uns dias aqui comigo, minha mulher vai viajar, ficar duas semanas fora.
– Não sei, são semanas de provas e tenho q estudar.
– Vc é rica, não precisa de escola, so de rola…
– rsrs… lembro quando me estuprava.. vc era malvado..
– Lembra minha coelhinha? Hum… delicia… vc sofria debaixo de mim… cheguei a te amarrar na minha cama, nossa, fazia tudo q queria nesse seu corpinho gostoso…
Ele me abraçou forte e nos beijamos de novo… seu pau estava duro novamente. Me pegou no colo e me levou pro quarto dele, onde me deitou na cama, foi ate o criado mudo e pegou uma cordinha, amarrou minhas mãos na cabeceira da cama, disse q era pra lembrar os bons tempos, abriu minhas pernas e deitou sobre mim socando fundo sua rola, me beijava de lingua enquanto socava ligeiro, abriu minhas pernas com as mãos e segurou bem abertas e metia sem parar ate que gozou. Depois me soltou e fui embora antes q sua mulher chegasse, depois lhe daria resposta. Seu Euclides foi meu primeiro homem, tinha por ele uma certa obediência, ainda mais porque me estuprou muitas vezes. Foi ele q me apresentou para os outros homens do prédio. Hj a noite vou no aniversário aqui no prédio, do filho do seu Eneias, vai ter muitas pessoas lá, seu Eneias disse q eu fosse bem gostosa porque ele estava com saudades… q hoje me daria um trato no meu rabo no banheiro.

Sexo por Telefone

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.