A transa com um amigo virtual

Meu primeiro conto erótico aqui… Me chamo Jéssica e tenho 19 anos
Há dois anos atrás conheci um carinha pela net e em uma semana conversando já pegamos intimidade e só falávamos de sexo, até que, eu o surpreendi com um nude. Ele adorou e retribuiu, quando percebemos era um nude diferente pod dia, dai decidimos aprimorar e fazer uns vídeos… ELE TEM UM PAU ENORME, os vídeos dele batendo punheta me deixava louca, e eu logo me gravava na siririca também o deixando maluco.

Sexshop


Ele mais velho (20 anos) e com uma certa independência comprou uma passagem pra SP e me avisou só no dia que estava vindo, eu fiquei chocada de primeira mão, mas depois fiquei animada. Ele chegou e ficou num hotel, me mandou uma mensagem com uma proposta de passarmos o dia seguinte juntos, eu não pensei duas vezes e aceitei. Disse pra minha mãe que iria fazer um trabalho voluntário e depois iria dormir na casa de uma amiga e que voltaria na metade do dia seguinte, ela aceitou de boa. Marcamos as 13h em frente um shopping, mas naquele dia eu acordei cedo, peguei um dinheiro guardado, fui num salão e fiz aquela depilação e produção que ele merecia… 13h10 e nada dele, até que eu ouço a buzina de um carro do outro lado da rua, eu olho, era ele… O coração acelerou, eu não sabia se ia ou não, quando eu vi já estava no carro dando várias risadas mas com a imagem do pau dele na minha cabeça. Eu fui preparada pra dar a minha bucetinha pra ele, entao estava com um vestido decotado e soltinho que valorizavam meus seios (médios para grandes ) e minha cintura, estava com uma langerrie branca mto sensual. Comecei a secar ele insinuando que queria algo mais, ele percebeu e não falou nada, simplismente ligou o carro e foi embora. Parou na frente de um prédio grande e disse que iriamos subir, ERA O HOTEL. No elevador, já estava com aquele clima de putaria no ar, nós nem tinhamos nos tocados e já rolava uma química sensacional, eu queria fazer algo pra provoca-lo, entao fingi que pulseira tinha caído no chão e me impinei pra pegar ela, esfregando minha bunda no seu pau, em seguida ele deu um tapa e disse : o quarto já é nesse andar, vou te fuder todinha, pegando a chave pra entrarmos. Assim que entramos, ele me grudou na parede, começou a beijar meu pescoço e afastando minhas pernas, levantou
as minhas mãos e colocou a sua dentro da minha calcinha… Eu ja estava molhadinha pois ele era muito sedutor

Sexo por Telefone
Tags:

One Comment

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.