Vendo minha mãe sendo arrombada

Vendo minha Mãe ser arrombada Olá amigos, meu nome é Marcos, tenho 17 anos, sou filho de Renata ela é casada com meu pai um corno de carteirinha, ela tem 42 anos, é morena bem clara, 1,75, 59 kl, tem uma bunda grande e arrebitada, seios médios, cabelos longos e bem pretos, é uma puta na cama, adora chupar um pau e que goze em sua cara, gosta também de dar sua bunda, adora levar uma rola no rabo. Desde os 14 anos vejo minha mãe sendo comida por outro macho sem ser meu pai, via principalmente caras bem dotados fuder minha mãe, mas ela nunca notava eu sempre me escondia ou no forro da casa ou no armário de roupas dela, ela sempre dizia ao meu pai que amava ele e que não conseguia traí-lo nunca. Mas eu sabia das trepadas dela, um dia quando eu tinha 15 anos cheguei da escola e entrei no quarto
dela sem querer não imaginava ela estar em casa e vi uma sena maravilhosa, minha mãe estava com as pernas bem abertas e entre elas estava um baita de negrão metendo com força na buceta dela, foi de mais aquela sena eu sai correndo e só voltei pela noite, minha mãe me esperava fingindo chorar me pedindo para eu não falar nada ao meu pai que aquilo foi um momento de fraqueza e nunca mais isso ia acontecer, e eu respondi Mão por mim vc pode continuar trair meu pai mas você tem de tomar mais cuidado para ele não saber, eu sei que ele não dá mais amor a você e toda mulher necessita de amor foi assim que tudo começou aos poucos ela foi se acostumando com minha atitude. Foi ai então que planejei tudo. Falei pra um amigo meu a minha fantasia e ele até ficou surpreso e disse que eu era louco, mas adoraria comer minha mãe, pois achava ela muito gostosa e me confessou que sempre teve vontade de comer aquela bunda dela. Combinei tudo com ele e marquei de ele ir na minha casa num sábado a noite. Estávamos lá eu e minha mãe, e foi quando ele chegou, chamei ele pra sala e ele se sentou no sofá, minha mãe me chamou na cozinha e perguntou o que ele estava fazendo lá, disse pra ela que iríamos assistir um filme apenas, mas ela ficou meio desconfiada. Fabio tinha 18 anos era alto e forte tinha quase 2 metros de altura e tinha fama de bem dotado na escola. Voltamos pra sala e ficamos tomando e comendo uns aperitivos, num certo momento minha mãe já estava um pouco alta por causa da cerveja e começou a ficar mais descontraída,. E eu já estava ficando excitado de imaginar o que poderia acontecer ali, foi quando uma sena de sexo começou a passar eu sair na hora e o Fabio começou a alisar seus seios, eu cheguei na sala e ela me olhou de um jeito bem safado e passou a mão no pau do Fabio , foi quando ele começou a tirar a roupa dela, ela ficou sem nada eu cheguei perto e disse pega cara ela é toda sua, e fiquei só olhando. Meu amigo abraçou ela, e deu um beijo em sua boca, ela já estava muito excitada e o beijava com muita vontade, ele a deitou no sofá com as pernas abertas e se ajoelhou na sua frente e começou a chupar sua buceta, ela gemia muito e ele chupava com muita vontade, ela gozou umas duas vezes, e então ela disse que era sua vez, ela se levantou e tirou sua camisa, e começou a beijar seu peito, e abaixou sua calça, e pude notar o grande volume de sua cueca, foi quando ela ficou ajoelhada e abaixou a cueca e viu aquele pau enorme, devia ter uns 22 cm e grosso, ela até se assustou, e disse nossa que pauzão, será que vou agüentar tudo isso, e começou a chupar, mas não conseguir engolir muito, só a cabeça e punhetava ele com as duas mãos, ficava passando a língua por toda sua extremidade e lambia a cabeça, ele já não estava agüentando, quando ela parou e ele a colocou de quatro e se posicionou atrás dela, começou a pincelar a cabeça do seu pau na entrada da sua buceta e ela já gemia com vontade, ela pedia enfia esse pau gostoso, mete gostoso na sua putinha, foi quando ele começou a enfiar ela, gritou e ele enfiava devagar, foi entrando, até que entrou metade e ele parou um pouco e deixou ela se acostumar, e começou a fazer movimentou lentos, e foi acelerando, até chegar a um ponto que dava estocadas fortes em sua buceta, ele metia e batia em sua bunda, chamando ela de puta safada, e ela gritava e gemia de prazer, ficaram assim por uma meia hora e ela já devia ter gozado mais uma três vezes, foi quando ele anunciou que iria gozar, ele tirou o pau de sua buceta, e ela se virou e ficou sentada na sua frente, e ele gozou tudo na sua carinha, nossa quanta porra tinha Fabio, ela ficou toda melecada de porra, e escorria pelo seu corpo. Depois disso ela foi tomar banho, e fiquei conversando com Fabio, que me confessou que eu tinha sorte de ter uma mãe assim, ela é demais. Depois desse dia costumo arrumar machos para ela pela net e pelo MSN já foram 4 você pode ser o 5º. Se algum homem quiser nos escrever e enviar fotos, estaremos aguardando, um abraço. acolspaker@hotmail.com
E-mail= acolspaker@hotmail.com

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail