Transando Gostoso na Cachoeira

Sou a Carla, tenho 1,68 de altura, 68 kg, 45 anos, loira, coxas grossas, bumbum redondinho, totalmente raspadinha na xana e também no cusinho, liberada pelo meu corninho já experimentei homens de diversas idades e calibres. Para descansar um pouco, fomos até uma cidadezinha turística em Goiás, com direito a cachoeiras e trilhas, numa quarta-feira bem cedinho saímos para conhecer uma cachoeira, vesti um biquíni fio dental bem pequeninho e uma canga transparente e como estava bem deserto o local, resolvemos tirar fotos sensuais e em pouco tempo estava peladinha, estava tão entretida posando para meu corninho que nem percebi dois machos gostosos, aparentando mais de 50 anos de idade, admirando-me, depois do susto e das apresentações, fiquei sabendo serem da região e confessaram nunca terem visto uma mulher bonita e toda raspada como eu, logico que fiquei com meu ego nas alturas e para retribuir a gentileza, tratei de continuar com as fotos mas agora com a participação dos dois homens, ao que os dois pediram para irmos pra outra trilha, rapidinho chegamos num casebre, eles jogaram um colchão velho e sujo no chão e tratamos de continuar com as fotos, agora mais quentes, com os dois exibindo suas jebas duríssimas de tesão tratei de chupar a mais próxima de minha boca gulosa e com as mãos acariciei e masturbei o outro, os dois estavam tão ansiosos que gozaram rápido demais, e quando pensei que teria que chupar os dois para ser fudida, fui presenteada com a chegada de mais dois machos, só que desta vez eles não deveriam ter mais que 24 anos e muito fogo, pois suas bermudas denunciavam volumes bem consideráveis entre as pernas, minha xana estava encharcada de vontade de ser bem fudida assim como meu rabinho piscava de vontade de ser preenchida, sem rodeios um deles deitou no colchão ficando com seu pau duro apontado para o céu, montei no garanhão e fui engolindo sua pica duríssima com minha xana gulosa, eu estava tão tarada que aquela jeba deslizava gostoso pra dentro de mim, bastaram algumas metidas para eu sentir ele todo atochado na xoxota, o outro enfiou seu pau na minha boca, tratei de salivar bastante e pedi pra ele me enrabar, sem rodeios fui atendida, num misto de dor e prazer ele meteu sem dó no meu cuzinho até o talo, depois que os dois sincronizaram os movimentos fui ao paraiso, todo meu corpo estava sendo beijado, chupado e apertado, eu gemia, gritava meu prazer, sendo insanamente fudida por dois garanhões que socavam suas jebas duríssimas com muita vontade, chamando-me de vadia, piranha, puta, eu enlouquecida de prazer só gritava enquanto meu corpo era bombardeado por orgasmos fantásticos, até receber dentro de mim suas cargas deliciosas de porra quentinha, nem bem suas jebas saíram de dentro de mim, os outros dois já socaram suas picas duras, pra não gritar muito os dois jovens se revezavam dando suas picas pra eu chupar, e para finalizar fizeram uma última dupla penetração finalizando os quatro garanhões gozando juntos sobre meu corpo. Limpei-me com uma toalha da melhor forma possível e ao me levantar veio uma boa quantidade de porra de dentro de mim molhando minhas coxas e pernas, vesti apenas o biquíni e com a ajuda do meu corninho fomos até a queda d’água para eu me lavar.

LibidGel

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.