Todo Corninho Gosta

Olá me chamo Clara, sou baixa, magra, peitos médios, tenho cabelos longos e castanhos e tenho a pele branca.

Sexshop

Contarei o relato do meu ex namorado corninho!

Eu e Daniel, a gente ficava comentando bastante sobre sexo, muitas vezes ele tinha dito que morreria de tesão ao me ver com outro macho na cama, ele sempre quis ser um corninho, ele não me satisfazia na cama, gozava muito rápido e seu pau não era tão grande!

Disk Sexo

Até que chegou o dia do aniversário dele, eu tinha dito para ele uma semana antes que no dia de seu aniversário eu realizaria o maior desejo dele.

Ele estava muito empolgado a semana toda, esperando o dia chegar, eu fui na Internet procurei e telefonei para dois rapazes bonitos, sarados e pauzudos, já tinha combinado tudo com eles.

Enfim, na quinta-feira à noite estava falando com ele, dizendo que amanhã era o dia que ele ia morrer de tesão, ia ser corninho pela primeira vez. Ele apertou minhas bochechas e me deu um beijão, disse que iria esperar chegar a hora, com muito tesão.

Era sexta-feira, já estava tudo combinado, quando chegou a noite, Daniel já tinha chegado do trabalho, a gente estava esperando os rapazes chegarem.

Quando os rapazes chegaram, eu peguei o Daniel pela camisa e o joguei na cadeira, ele só ia ficar vendo.

Disse para os rapazes tirarem suas roupas, que agora era a hora, tirei a blusa e o short que eu estava, e fiquei apenas de calcinha e sutiã transparentes, os rapazes que iam me comer ficaram loucos!

Pedi para que o Guilherme (um dos comedores) fosse me comer primeiro e depois era a vez do Paulo ( o outro comedor ) O caralho do Guilherme, era grande, maior do que o do meu ex namorado, era grosso, devia ter uns 19 centímetros.

Ele começou beijando meu corpo depois, chupou meus peitos, eu fiquei com muito tesão, até que ele desceu até minha bocetinha que ficou chupando por um tempo, nessa hora eu estava com muito tesão.

Daniel nessa hora devia está morrendo de ciúmes e com muito tesão, ele tava batendo punheta e já tinha gozado.

Guilherme deu um tapa no meu rosto e disse, você vai me chupar por inteiro hoje, você vai ser a minha putinha!
Ele segurou no meu cabelo e eu comecei a fazer um boquete nele, deixei o pau dele todo babado, me lambusei toda com o seu pau.

Ele se deitou e disse, vai cavalgue no meu pau, sua vagabunda!
Eu comecei cavalgar, ele dava muitos tapas na minha bunda enquanto me chamava de putinha ou vagabunda.
Eu gemia bastante, estava com muito tesão, e nessa hora eu provoquei muito o Daniel, falando:

– Seu corninho, olha aqui sua namorada sentando em outra rola, você nem aguenta transar direito, seu filho da puta, goza muito rápido e depois vai dormir!
E eu gemia muito enquanto falava isso.

Guilherme me botou de quatro e disse agora é no cuzinho, que estava meio apertadinho, mas enfim, o pau do Guilherme entrou, ele estava perto de gozar, não aguentou muito tempo no cuzinho e ele gozou dentro, meu cu ficou cheio de porra.

Guilherme apertou minhas bochechas e disse:

– Lambe meu pau sua safada!

Eu lambi toda a gala que tinha no pau do Guilherme. E ainda provoquei mais o Daniel que já devia ter gozado mais de 3 vezes!
Eu disse:

– Aprenda a comer uma mulher como um homem seu corninho!

Agora era vez do Paulo, eu vi que o pau dele tava latejando!
Olhei para o pau dele, e olhei para seu rosto e dei um sorrisinho safadinho, Paulo estava louco de tesão para me comer!

Ele pegou na minha bunda, me deitou de barriga pra cima e começou a enfiar seu grande pau com muita força na minha bucetinha, eu tive um orgasmo gostoso nessa hora.

Eu dizia:
– Enfia com muita força Paulo, seu filho da puta!

Eu até chorei um pouco no pau dele, ele disse para me obedecer ele e começar a cavalgar em seu pau
e me deu um tapa na bunda.

Eu obedeci o Paulão, ele começou a socar seu caralho com muita força, na minha bucetinha, eu gemia e pedia para ele aliviar um pouco, ele não parava e tinha dito para eu não falar nada pois eu era uma vagabunda!

Isso tava dando um tesão grande no Daniel, ele tava batendo uma punheta forte!

Paulo, me botou de quatro, pegou meu cabelo e começou a enfiar o seu pau no meu cuzinho, meu cuzinho que estava um pouco apertado, nessa hora devia está arrombado!
Ele botava todo o peso do seu corpo.

Eu tava com muito tesão nessa hora, acabei gozando novamente, Paulo estava botando com muita força no cu, ele tirou seu pau do meu cuzinho e disse:

– Abra a boca, vagabunda!

Minha boca tava abertinha e Paulo se masturbando, até que gozou na minha boca e no rosto.
Ele disse para me engolir toda porra. Eu engoli toda aquela gala.

Os rapazes tomaram banho, vestiram sua roupas e foram embora, eu fui tomar banho também.

Meu ex ficou me olhando tomar banho, e falou:

– Obrigado, por ter feito isso por mim!

Eu olhei para ele, com um olhar meio safado e dei uma risadinha, dizendo:

– Foi por você, meu amor!

Ele pegou no meu rosto me deu um beijão.
E continuou agradecendo!

Depois do banho, a gente foi para cama, e nós dois desabamos e dormimos…

Sexo por Telefone

One Comment

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.