Tirando meu cabaço com a irmã

Já fazia tempos que precisava transar,todo mundo que conhecia já havia e eu era o único virjão da faculdade inteira.
Naquele tempo nunca havia pensado que eu era boa pinta(com toda humildade):tenho cabelos e olhos escuros,tenho pele levemente branca,era magro na época e tenho uma pica gigante de 20cm que nunca foi usada.Apesar de meus amigos me encorajarem toda hora a dar em cima de alguém eu nunca consegui toda a coragem.
Enquanto isso tinha minha irmã que já tinha visto ela transar 3 vezes (ler meus outros contos),dizem que era fenomenal na cama e só é submissa quando ela quer.Ela é uma menina muito bonita apesar de não ter coragem de falar:pele branca,olhos e cabelos liso escuros,ela tem peitos grandes e suculentos e uma bunda muito gostosa.Foi sua bunda inclusive que lhe rendeu o apelido de Lulu gostosa.
Naquele tempo era ela comendo todo mundo e eu comendo ninguém.
Foi quando voltei pra casa porém que aconteceu o inesquecível.Como de costume um dos amantes da Lulu estava indo embora e eu chegando (eu e a lulu dividimos um apartamento).A lulu estava de camisa regata preta e um short curto só para me provocar.Ela me olhou e falou:
-“E aí virjão”.
Eu ignorei e fui fazer outra coisa,porém uma hora depois estava indo em direção quando ela para na minha frente,ela não me deixa andar,começa a me provocar de virjão de novo e do nada pega no meu pau e fala:
-“o virjão vai ficar feliz em saber que a irmã que vai tirar o cabaço dele?”
Fiquei desconcertado mas ela continuou:
-“Vô deixar essa pirocinha molhadinha já que ela nunca foi usada.”
Ela então tirou minha calça e minha cueca junto revelando meu pau gigante semi-duro,ela começou a cuspir nele deixando todo lambuzado.Eu queria impedir ela no começo mas estava tão bom que depois de 1 minuto só cuspindo meu pau já estava totalmente duro e molhado.
-“Menino nem peguei nesse treco e tu já está duro?”
Ela agarrou meu pau e falou “Quero que você saiba que o primeiro boquete de sua vida é da sua irmã”,e ela começou a pagar um boquete muito gostoso,pelo visto ela esqueceu que eu era virgem pois ela foi muito agressiva nele tendo que me segurar pra não gozar.Ela ficou 3 minutos no boquete e eu havia tirado minha camisa.
Já todo pelado ajudei ela a tirar a camisa e o sutiã,abocanhei aqueles peitos por 2 minutos enquanto ela me punhetava.Ela ficou de 4 na cama,tirou primeiro o short e depois a calcinha,fiquei boquiaberto ao ver aquele rabão ali na minha frente pronto pra ser comido,ela puxou meu cabelo e pude saborear o rabo por 5 minutos e que rabo gostoso.
Ela mandou eu sentar na borda da cama e ela de costas pra mim,em pé enfiou meu pau na buceta cabeluda dela.Ela rebolava a bunda dela de um jeito muito gostoso e depois sua bunda batia na minha virilha *ploc,ploc,ploc*,eu pedia pra não parar mesmo me segurando pra não gozar e só depois de 7 minutos que ela parou.
Ela se apoiou numa mesa e comigo atrás comecei a enrabar minha irmã,puxei o cabelo dela e em uma encarada nós nos beijamos de tanto tesão.Só paramos depois de 5 minutos.
Depois eu me deitei no chão,e minha irmã pra me provocar passou o pé dela na minha cara,eu como bom irmão comi o pé dela todinho enquanto ela me provocava.Com o mesmo pé todo babado ela lambuzou todo o meu pau.Ela sentou com o rabo virado pra mim e continuou me fudendo dando pra perceber sua buceta molhadinha.2 minutos desse lado e 2 minutos de frente pra mim,ela foi bem contida até agora,sem berrar e esse tipo de coisa só gemendo baixo.Ela interrompeu ao gozar em mim.
Ela mandou eu provar a buceta dela e eu fui logo atrás,3 minutos lambendo aquela delícia de buceta molhada.Eu logo me levantei após isso e mandei ela pagar um boquete,e de novo ela pagou um boquete gostoso sem se esquecer das bolas,e nessa hora ela conseguiu enfiar meu pau inteirinho na boca dela e continuou pagando por 4 minutos.
Sem timidez nós nos beijamos e ela deitou na cama,apoiu seus pés em meus ombros e continuei a comer ela enquanto lambia seus pés por mais 3 minutos.
Sem aguentar mais pedi pra ela se preparar,e ela ficou de joelhos no chão esperando a goza.
Quando ela chegou,meus amigos,acho que ninguém nesse mundo gozou tanto quanto eu gozei naquela vez,foi na cara dela,no cabelo dela,no chão,na cama.Foram 14 jatos de porra,isso mesmo 14,me segurei por um tempão e a goza veio poderosa.
Ela se levantou e eu massageava a bunda dela enquanto beijava seus ombros.Aí ela me jogou na cama e falou:
-“Tem muito o que aprender ainda.”
E saiu do quarto pelada com seu rabo me chamando pra comê-la de novo.

Sexshop
Sexo por Telefone

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.