Sexo Com Minha Cunhada e Minha Sobrinha

Quando me casei a 10 anos minha cunhada estava com 12 anos, e minha sobrinha tinha 4 aninhos de idade, elas se apegaram muito a mim, o tempo passou e depois de 4 anos a mãe da minha sobrinha no caso minha cunhada mais velha sumiu no mapa, e o pai dela também, ai aconteceu da menina vir morar comigo, pois meus sogros não tinham condições de cuidar dela e da minha cunhada que já estava la em casa a algum tempo, minha cunhada era tímida calada, tinha somente uma amiga na escola, mas em casa ela gostava de ficar a vontade, de saia curta, sentava com as pernas abertas, tomava banho com a porta aberta, e minha sobrinha que estava com 8 anos era a mesma coisa, na escola era suepr comportada tímida mais em casa ficava a vontade, ate sem calcinha somente de camiseta ela ficava, mas aconteceu que minha mulher se formou em odontologia, e abriu seu próprio consultório, e eu passei a trabalhar em casa, assim podia cuidar das meninas, mas foi ai que tudo começou, eu via minha cunhada tomando banho a vagina já cabeluda, e minha sobrinha já fazendo pergunta pra ela, fui ai que certo dia elas vieram me perguntar, se era normal sair uma gosma branca da vagina que estava saindo da minha cunhada que já tinha 16 anos e ainda nem menstruou, e na minha sobrinha de 8 anos, então eu falei que era normal, se não tivesse mal cheiro não tinha problema, fui ai que minha sobrinha nem pensou tirou a calcinha e me mostrou ai perguntou se tinha mal cheiro, eu cheirei e disse que não, confesso que mexeu comigo, mas eu reprimia aqueles pensamentos, ai ela falou tia tira a sua e da pro tio ver, minha cunhada tirou e me deu eu cheirei e ela estava com muita gosma branca, eu não resisti e lambi, as coisas estavam se desperntando em mim e eu me envolvendo, ate que certo dia minha eu levei minha sobrinha a escola e minha cunhada não foi pois tinha descido pra ela, e ela estava se sentindo mal, naquele dia ela estava sem forças pra nada, ate que ela tentou ir ao banheiro mas quase caiu e me pediu ajuda, eu a ajudei, ela estava tonta ai eu a sentei no vaso abaixei a calcinha dela, e ela mijou, depois ate o papel eu passei na vagina dela, ajudei ela a subir a calcinha com o absorvente e ela foi pro quarto, la chegando la ela me pediu ajuda pra tirar o sutiã, eu tirei e cheirei, ai ela falou esta fedendo né? eu disse que não, foi ai que eu nem sei o que me deu mas comecei a passar a mao no seios dela, e ela falava eu estou suada devo esta fedendo, e eu falei não imagina, ai cheguei o nariz bem perto e cheirei os seios dela, e quase gozei, ai ela falou que estava sensíveis, ai eu passei a mao na bunda dela quase na buceta e falei aki também esta sensível, e ela falou só ta sujo, por causa da menstruação, eu fui cuidando dela, e depois de 1 semana eu já tinha ate mais liberdade com ela, e ela já usava o banheiro sem nem encostar a porta, me pedia calcinha eu levava e ela nem mesmo se importava comigo, ai certo dia eu falei com ela, vc tem que raspar a vagina, esta parecendo uma mata atlântica, ai ela falou, não tenho medo de me cortar, ai eu falei não tirana cera, visto que eu depilo minha mulher na cera eu certamente seria também o depilador da minha cunhada, e ela aceitou, eu coloquei a cera pra aquecer e ela deitou na cama sem calcinha e com as pernas aberta, eu, e eu fui depilando aos poucos, eu passei o óleo na vagina depilei-a e deixei lisinha, ela gostou muito e falou que eu teria que depila sempre, e ela falou pra minha mulher e ela nem ligou, foi ai que certo dia ela me perguntou se eu tinha pelo no saco e como era, pois ela nunca tinha nem imaginado como era um, ai eu tirei pra fora e mostrei a ela, e falei eu também depilo as vezes mas não deixo assim tao lizinho, e faço no barbeador mesmo, ela segurou ele logo enfureceu, e ela com o rosto bem perto ai eu falei cheira pra vc ver, eu tinha acabado de lava-lo, ela cheirou e falou com certeza não fede nada em comparação com minha vagina, ai eu perguntei quer por na boca? ai ela falou com um pouco de nojo, ah não, e a IE(é como ela chama minha mulher) não vai gostar de saber isso, ai eu falei, mas isso ela não precisa saber, nem deve, é só pra ver como é, e ela falou, ta bom mas acho que não vou gostar, e foi colocando a pontinha da língua, e eu fui me excitando e falei vai sair esperma, ai ela se afastou um pouco e saiu uma gota de esperma, ela passou o dedo cheirou e falou parece cândida, ai levou a boca e falou que não tem gosto de nada, e eu perguntei não deu nojo? e ela falou que não, então eu falei quer continuar, e ela colocou meu pau na boca e foi chupando bem devagar, e eu fui ficando excitado e puxava a cabeça dela ela colocavaum pouco mais na boca e eu falei passa a língua, falei meu tremulo, e ela passavaa língua, ate que eu não aguentei e gozei, e ela foi bebendo toda a porra que saiu, depois que gozei fui afastando o rosto dela aos poucos, assim que meu pau saiu ficou um fio de porra saindo do meu pau ate na boca dela, ela viu e deu uma linguada, e eu fui as nuvens, com as pernas tremulas sentei ao lado dela no sofá, e ela falou vc gostou? e eu falei claro que sim muito bom hummm, ai eu falei é bom sua irma não saber mesmo, e ela falou, não nunca jamais devemos deixar ela saber, e eu perguntei e vc gostou? ela falou, ah meio estranho mais gostei, me beija pra eu ver como é, e eu imediatamente a beijei um beijo longo e profundo, e falou, ah o beijo é uma delicia, mas ninguém pode ficar sabendo, mais tarde depois que peguei minha sobrinha na escola, minha mulher chegou ai jantamos e fomos dormir, no dia seguinte minha mulher saiu pro consultório, eu levei minha sobrinha a escola pois haveria uma festa e ela e a amiguinha iriam ficar ate o período da tarde la, quando cheguei minha cunhada falou que não quis ir a escola, pois tava com vontade, e eu perguntei com vontade de que? ela falou, de beijar, e logo veio e nos beijamos, loucamente, ai ela perguntou se eu queria que ela me chupassse de novo, ai eu falei, quero muito, e quero chupar vc também, ai ela falou, credo vc não tem nojo? e eu falei claro que não, e vc vai gosta muito, ela falou, ah não sei, mas se vc quer, vamos la, eu a deitei na cama tirei a calcinha dela e já cai de boca na buceta dela, que eu já depilava a uns meses, chupei muito ela se contorceu e a respiração foi ficando cada vez mais forte e ela falou, ahhhhh que calor, e eu continuei a chupar bem no clirotis e ela começou a pressionar minha cabeça na buceta dela, que já estava quase enterrada, e eu quase sem ar, derrepente so senti escorrer um liquido quente delicioso, e depois uma esguijadade mijo, ela não soltou minha cabeça e mijou tudo, eu ate tomei um pouco de mijo, mas foi delicioso, depois eu a levei ao banheiro peguei o lençol todo mijado e coloquei na maquina de lavar, e coloquei o colchão no sol, ela meio tonta ainda sentada no vaso falou que nunca tinha sentido algo tao bom, e enquanto ela sentada ali tirei meu pai pra fora e coloquei na boca dela, ela lambeu forte, chupou muito, engoliu ate onde pode, depois tirava da boca respirava e voltava a engolir, e e ulogo gozei gostoso na boca dela, ela tomou tudo e depois ainda ficou beijando meu pau na cabeça, ai eu a levantei a sequei e a levei pro quarto passando a mao na bunda, na buceta, nosseios, e ela falou fica só entre nós, ta bom?: e eu concordei é calro, ai quase todos os dias nos transavamos, com penetração em varias posições, ficamos assim por 4 anos transando em segredo, nem mesmo minha sobrinha que estava com 12 pra 13 anos não sabia, minha cunhada já estava com 20 pra 21 anos, e as coisas contiaram assim, depois de 3 anos, eu e minha cunhada ainda na mesma transando sempre, eu a chupava muito e ela também, já fazíamos ate anal, e minha sobrinha uma jovem deliciosa, 16 anos muito linda, ai aconteceu que minha cunha começou a trabalhar num com minha mulher, e la conheceu um rapaz que trabalhava no prédio, e eles se gostaram e começaram a namorar, mas mesmo assim ainda transavamos sempre da mesma forma, mas minha cunhada começou a falar com minha sobrinha, que já estava bem espertinha, mas bem tímida, e assim ela começou a despertar curiosidade sexual, e eu tinha que responder as duvidas, comecei a depilar ela também, e minha cunhada certa vez na frente dela me chamou e falou pra ela, que aquilo nõa podeira deixar ninguém saber, e minha sobrinha concordou, ai ela falou pra eu mostrar meu pau, eu mostrei, minha sobrinha arregalou os olhos, ai minha cunhada foi falando pra ela cheirar, e dizia pra minha sobrinha que era uma delicia, ai minha sobrinha abocanhou de vez, hummm uma delicia, eu nme pude explicar nada, só gozei na boca da minha sobrinha, ela tomou tudo e nem expressou nojo, e falou ai que bom tio, ai minha cunhada falou pra ela deixar eu chupa-la, ela tirou a calcinha e nem perguntou nada, so foi me puxando, eu ao ver que estava meio meladinha mete a boca, lambi e ela começou a rebolar, eu continuei e so senti o melzinho dela descendo, hummm que delicia, ela ate peidou mas eu continuei com a língua na xana dela, e minha cunhada só falava, não deixa ninguém saber ta bom? e ela falava, não ninguém vai saber, no dia seguinte eu a penetrei, e ela amou, gozou muito, minha cunhada ficou noiva, e logo se casou e foi morar com o rapaz, mas mesmo assim contiamos transando, eu só nõa faço é chupa-la, pois fico com nojo de fazer isso com mulher que da pra outro homem, mas ela me chupa muito, as vezes ela me chupa, e com a boca cheia de porra beija o marido, que é super apaixonado por ela, já com minha sobrinha é uma delicia, ela gosta de sentar na minha cara, eu a chupo tanto que da ate câimbra na língua, é muito bom. e minha cunhada sempre inventa algo, e nos encontramos pra transar igual doidos, bom espero que gostem do meu conto fazendo sexo anal