Querendo trair meu namorado

Já havia passado alguns dias e meu namorado ainda iria ficar mais uns dias viajando e nós sempre conversávamos por celular e era muito rápido devido ao seu trabalho mas era muito bom falar com ele pois tinha muito carinho em suas palavras.
Chegou o final de semana e estava de boa em casa quando minha amiga chega e me convence a sairmos a noite pois ela tinha um encontro marcado e que eu poderia me dar bem também.
Combinamos o horário eu me arrumei pra noitada e quando deu a hora passei na sua casa e pegamos a estrada rumo ao prazer.

Chegando fomos direto pro lugar que ela tinha marcado com seu namorado, era uma lanchonete bacana, mas era um pouco pequena pro seu movimento e tinha que colocar algumas mesas e cadeira do lado de fora junto à calçada, mas isso não era problema pra nós.
O namorado da minha amiga já estava La e foi nos ajudar pegar cadeiras pra nós e pra minha sorte o Helio estava La conversando com um rapaz da sua idade aproximadamente e veio ao meu encontro, me cumprimentou cordialmente e apresentou seu amigo Rubéns (fictício) os dois ficaram disputando minha atenção mas o Helio estava levando vantagens por já me conhecer e ter me feito gozar no seu pau gostoso mas as insinuações do Rubéns me deixava um pouco ansiosa e curiosa para o que pudesse acontecer, depois de muita conversa a história se inverteu e o Rubéns foi ficando mais convincente e confiante e o Helio percebendo não questionou e aos poucos foi nos deixando mais a vontade pra nos conhecermos melhor e foi conversar com uma menina que estava próximo de nós.
Então o Rubéns aproveitou da situação e já sabendo que tinha ganhado minha atenção começou a me elogiar pegando na minha mão e até me deu um beijo de leve no rosto e assim foi aumentando suas ações e eu sempre aprovando seu ataque deixando ele mais confiante e eu sabia o que viria em seguida e estava a fim de gozar naquela noite e apresentar um novo Pau pra minha bocetinha.
Conversamos bastante e depois de uns beijos e mãos bobas pra todo lado ele me convidou pra sair dali e irmos onde a gente poderia ficar mais a vontade e eu aceitei logo.
Eu queria ir no meu carro mas ele insistiu que fossemos no seu e convencida fui no carro dele, ele morava ali por perto e conhecia bem a cidade pegou uma estrada de terra e sem iluminação e parou o carro e ali mesmo começamos a nos beijar e caricias em todo lugar do corpo.
Ele beijava muito meu pescoço e com as mão retirou meu peito pra fora e começou a chupar gostoso meu peito e sua mão procurando minha bocetinha e ao encontrar foi enfiando um dedo e eu delirando de prazer ele enfiou outro dedo ficando os 2 fazendo o movimento de vai e vem dentro da minha bocetinha toda molhada e com isso eu gozei neles, eu o encostei no seu banco e tirei seu pau pra fora e estava duro como pedra devia ter entre 16 a 18 cm mas muito grosso e comecei a chupar seu pau e ele ficou muito loco e pediu pra mim parar e logo foi abrindo a porta do carro dizendo que queria me comer de pé La fora.
Eu sai e fiquei esperando encostada na minha porta e ele veio com muita vontade e já com o pau na mão e eu fui chupar seu pau na mesma hora e parecia que ele estava com raiva pois ele queria que eu engolisse tudo e ficava estocando com tudo dentro da minha boca e ele queria muito sentir seu pau todinho dentro da minha boca deslizando fácil sem pegar em dente nenhum mas era muito grosso mas mesmo assim eu tinha experiência e sabia fazer um bom boquete e foi quando percebi que ele estava quase gozando e ele também e no mesmo instante se levantou colocou-me de costas pra ele pediu pra mim abrir as pernas e levantou minha mini saia até a cintura e quando viu minha bunda gostosa ficou loco e eu usava uma calcinha minúscula e ele um momento de piração arrebentou minha calcinha jogando ela na estrada eu fiquei com o tesão a mil e ele com suas pernas entrou no meio das minhas e pediu pra abri-las mais e com uma mão ele segurou na minha cintura e com a outra tocava minha boceta e me elogiava muito e começou a passar a cabeça do seu pau na entrada da boceta e numa estocada só seu pau grosso estava dentro da minha bocetinha.
Entrou bem no fundo e com movimentos rápidos e com poucas estocadas que ele delirava e eu gemia muito e alto eu gozei no seu pau grosso e gostoso ele continuava sendo preciso e seu pau entrava e saia fácil da minha bocetinha toda lubrificada e ele do mesmo jeito que eu gemia no mesmo ritmo e não aguentando mais encheu minha bocetinha de porra quentinha e ainda delirando de prazer ele apoiou seu corpo sobre o meu e deixou seu pau amolecer e sair todo melado de dentro da bocetinha.
Ele se recompôs e eu também abaixando minha minissaia, pois minha calcinha tinha sumido no meio da estrada.
Ficamos ali mesmo pra fora do carro conversando e aos poucos seu entusiasmo voltou e seu pau já estava duro de novo e eu logo me coloquei de 4 abaixando na sua frente e chupando gostoso seu pau que rapidamente ficou mais duro ainda e ele aproveitando que já estava de 4 me virou e meteu seu pau sem dó dentro da minha bocetinha e numa velocidade que jamais tinha visto ele ficou mexendo forte eu gozei acho que umas 2 vezes e ele ainda no mesmo ritmo não parava e foi quando ele percebendo que tinha gozado pois meus gemidos me denunciavam ele com um dedo enfiou no meu cuzinho que estava todo livre naquela posição eu delirei e ele percebeu e em seguida tirou seu pau da minha boceta e disse que iria colocar no meu cuzinho e eu só empinei mais ainda minha bunda pra ele e olhando por traz pra ele aprovando disse que sim.
Ele muito louco que parecia que não acreditou que ia comer meu cuzinho, mas pra não judiar de mim eu pedi pra ele colocar de vagar, pois seu pau era muito grosso.
Ele lambuzou seu pau com saliva e fez o mesmo no meu cuzinho deixando bem lubrificado e assim com jeitinho encaixou seu pau na porta do meu cuzinho e bem sutilmente entrou fácil até o fundo, pois deu pra sentir suas bolas perto da minha bunda ele segurava firme na minha cintura e parecia que era pra eu não fugir de tão forte que me segurava ele foi mexendo com seu pau grosso e eu sentia um pouco de incomodo devido a grossura, mas aos poucos foi transformando em tesão e muito desejo e eu gemia muito e ele também até parecia que era seu primeiro cuzinho que ele comia e eu rebolava e empinava cada vez mais pra ele e jogava minha bunda para traz acompanhando seus movimentos e seu pau tinha acesso livre dentro de mim, gozei pra caramba e ele aumentou a velocidade percebi que ele ia gozar então rebolei mais ainda pra ele que logo gozou gostoso dentro do meu cuzinho fazendo sua porra escorrer na minha perna.
Ficou alguns segundos com o pau dentro até que seu pau saiu mole e pingando de dentro da minha grutinha.
Foi uma delicia e nós dois estávamos satisfeitos, mas na verdade acho que ele não ia conseguir levantar o pau de novo, mas já estava satisfeita também.
Nos arrumamos e voltamos pro bar e eu só de mini saia e sem calcinha me dava uma sensação de liberdade muito boa mas era estranho pois podia sentir um pouco da sua porra no meu cuzinho me na buceta e tinha medo dela escorrer pela minha perna e estava com o cuzinho um pouco dolorido devido a grossura do seu pau mas ao mesmo tempo gostoso.
Ele pegou uma cerveja pra nós e ficamos conversando e nisso o Helio chegou e ficou conversando conosco numa boa e assim ficamos até minha amiga chegar com seu namorado e nos despedimos deles deixando os 2 na mesa conversando e voltamos pra nossa cidade e dentro do carro ela me questionava como tinha sido e se foi bom e eu fiz a mesma pergunta pra ela e assim fomos sorrindo satisfeita pra casa.
Continua …
vejam minhas fotos amores Já havia passado alguns dias e meu namorado ainda iria ficar mais uns dias viajando e nós sempre conversávamos por celular e era muito rápido devido ao seu trabalho mas era muito bom falar com ele pois tinha muito carinho em suas palavras.
Chegou o final de semana e estava de boa em casa quando minha amiga chega e me convence a sairmos a noite pois ela tinha um encontro marcado e que eu poderia me dar bem também.
Combinamos o horário eu me arrumei pra noitada e quando deu a hora passei na sua casa e pegamos a estrada rumo ao prazer.
Chegando fomos direto pro lugar que ela tinha marcado com seu namorado, era uma lanchonete bacana, mas era um pouco pequena pro seu movimento e tinha que colocar algumas mesas e cadeira do lado de fora junto à calçada, mas isso não era problema pra nós.
O namorado da minha amiga já estava La e foi nos ajudar pegar cadeiras pra nós e pra minha sorte o Helio estava La conversando com um rapaz da sua idade aproximadamente e veio ao meu encontro, me cumprimentou cordialmente e apresentou seu amigo Rubéns (fictício) os dois ficaram disputando minha atenção mas o Helio estava levando vantagens por já me conhecer e ter me feito gozar no seu pau gostoso mas as insinuações do Rubéns me deixava um pouco ansiosa e curiosa para o que pudesse acontecer, depois de muita conversa a história se inverteu e o Rubéns foi ficando mais convincente e confiante e o Helio percebendo não questionou e aos poucos foi nos deixando mais a vontade pra nos conhecermos melhor e foi conversar com uma menina que estava próximo de nós.
Então o Rubéns aproveitou da situação e já sabendo que tinha ganhado minha atenção começou a me elogiar pegando na minha mão e até me deu um beijo de leve no rosto e assim foi aumentando suas ações e eu sempre aprovando seu ataque deixando ele mais confiante e eu sabia o que viria em seguida e estava a fim de gozar naquela noite e apresentar um novo Pau pra minha bocetinha.
Conversamos bastante e depois de uns beijos e mãos bobas pra todo lado ele me convidou pra sair dali e irmos onde a gente poderia ficar mais a vontade e eu aceitei logo.
Eu queria ir no meu carro mas ele insistiu que fossemos no seu e convencida fui no carro dele, ele morava ali por perto e conhecia bem a cidade pegou uma estrada de terra e sem iluminação e parou o carro e ali mesmo começamos a nos beijar e caricias em todo lugar do corpo.
Ele beijava muito meu pescoço e com as mão retirou meu peito pra fora e começou a chupar gostoso meu peito e sua mão procurando minha bocetinha e ao encontrar foi enfiando um dedo e eu delirando de prazer ele enfiou outro dedo ficando os 2 fazendo o movimento de vai e vem dentro da minha bocetinha toda molhada e com isso eu gozei neles, eu o encostei no seu banco e tirei seu pau pra fora e estava duro como pedra devia ter entre 16 a 18 cm mas muito grosso e comecei a chupar seu pau e ele ficou muito loco e pediu pra mim parar e logo foi abrindo a porta do carro dizendo que queria me comer de pé La fora.
Eu sai e fiquei esperando encostada na minha porta e ele veio com muita vontade e já com o pau na mão e eu fui chupar seu pau na mesma hora e parecia que ele estava com raiva pois ele queria que eu engolisse tudo e ficava estocando com tudo dentro da minha boca e ele queria muito sentir seu pau todinho dentro da minha boca deslizando fácil sem pegar em dente nenhum mas era muito grosso mas mesmo assim eu tinha experiência e sabia fazer um bom boquete e foi quando percebi que ele estava quase gozando e ele também e no mesmo instante se levantou colocou-me de costas pra ele pediu pra mim abrir as pernas e levantou minha mini saia até a cintura e quando viu minha bunda gostosa ficou loco e eu usava uma calcinha minúscula e ele um momento de piração arrebentou minha calcinha jogando ela na estrada eu fiquei com o tesão a mil e ele com suas pernas entrou no meio das minhas e pediu pra abri-las mais e com uma mão ele segurou na minha cintura e com a outra tocava minha boceta e me elogiava muito e começou a passar a cabeça do seu pau na entrada da boceta e numa estocada só seu pau grosso estava dentro da minha bocetinha.
Entrou bem no fundo e com movimentos rápidos e com poucas estocadas que ele delirava e eu gemia muito e alto eu gozei no seu pau grosso e gostoso ele continuava sendo preciso e seu pau entrava e saia fácil da minha bocetinha toda lubrificada e ele do mesmo jeito que eu gemia no mesmo ritmo e não aguentando mais encheu minha bocetinha de porra quentinha e ainda delirando de prazer ele apoiou seu corpo sobre o meu e deixou seu pau amolecer e sair todo melado de dentro da bocetinha.
Ele se recompôs e eu também abaixando minha minissaia, pois minha calcinha tinha sumido no meio da estrada.
Ficamos ali mesmo pra fora do carro conversando e aos poucos seu entusiasmo voltou e seu pau já estava duro de novo e eu logo me coloquei de 4 abaixando na sua frente e chupando gostoso seu pau que rapidamente ficou mais duro ainda e ele aproveitando que já estava de 4 me virou e meteu seu pau sem dó dentro da minha bocetinha e numa velocidade que jamais tinha visto ele ficou mexendo forte eu gozei acho que umas 2 vezes e ele ainda no mesmo ritmo não parava e foi quando ele percebendo que tinha gozado pois meus gemidos me denunciavam ele com um dedo enfiou no meu cuzinho que estava todo livre naquela posição eu delirei e ele percebeu e em seguida tirou seu pau da minha boceta e disse que iria colocar no meu cuzinho e eu só empinei mais ainda minha bunda pra ele e olhando por traz pra ele aprovando disse que sim.
Ele muito louco que parecia que não acreditou que ia comer meu cuzinho, mas pra não judiar de mim eu pedi pra ele colocar de vagar, pois seu pau era muito grosso.
Ele lambuzou seu pau com saliva e fez o mesmo no meu cuzinho deixando bem lubrificado e assim com jeitinho encaixou seu pau na porta do meu cuzinho e bem sutilmente entrou fácil até o fundo, pois deu pra sentir suas bolas perto da minha bunda ele segurava firme na minha cintura e parecia que era pra eu não fugir de tão forte que me segurava ele foi mexendo com seu pau grosso e eu sentia um pouco de incomodo devido a grossura, mas aos poucos foi transformando em tesão e muito desejo e eu gemia muito e ele também até parecia que era seu primeiro cuzinho que ele comia e eu rebolava e empinava cada vez mais pra ele e jogava minha bunda para traz acompanhando seus movimentos e seu pau tinha acesso livre dentro de mim, gozei pra caramba e ele aumentou a velocidade percebi que ele ia gozar então rebolei mais ainda pra ele que logo gozou gostoso dentro do meu cuzinho fazendo sua porra escorrer na minha perna.
Ficou alguns segundos com o pau dentro até que seu pau saiu mole e pingando de dentro da minha grutinha.
Foi uma delicia e nós dois estávamos satisfeitos, mas na verdade acho que ele não ia conseguir levantar o pau de novo, mas já estava satisfeita também.
Nos arrumamos e voltamos pro bar e eu só de mini saia e sem calcinha me dava uma sensação de liberdade muito boa mas era estranho pois podia sentir um pouco da sua porra no meu cuzinho me na buceta e tinha medo dela escorrer pela minha perna e estava com o cuzinho um pouco dolorido devido a grossura do seu pau mas ao mesmo tempo gostoso.
Ele pegou uma cerveja pra nós e ficamos conversando e nisso o Helio chegou e ficou conversando conosco numa boa e assim ficamos até minha amiga chegar com seu namorado e nos despedimos deles deixando os 2 na mesa conversando e voltamos pra nossa cidade e dentro do carro ela me questionava como tinha sido e se foi bom e eu fiz a mesma pergunta pra ela e assim fomos sorrindo satisfeita pra casa.
Continua …Já havia passado alguns dias e meu namorado ainda iria ficar mais uns dias viajando e nós sempre conversávamos por celular e era muito rápido devido ao seu trabalho mas era muito bom falar com ele pois tinha muito carinho em suas palavras.
Chegou o final de semana e estava de boa em casa quando minha amiga chega e me convence a sairmos a noite pois ela tinha um encontro marcado e que eu poderia me dar bem também.
Combinamos o horário eu me arrumei pra noitada e quando deu a hora passei na sua casa e pegamos a estrada rumo ao prazer.
Chegando fomos direto pro lugar que ela tinha marcado com seu namorado, era uma lanchonete bacana, mas era um pouco pequena pro seu movimento e tinha que colocar algumas mesas e cadeira do lado de fora junto à calçada, mas isso não era problema pra nós.
O namorado da minha amiga já estava La e foi nos ajudar pegar cadeiras pra nós e pra minha sorte o Helio estava La conversando com um rapaz da sua idade aproximadamente e veio ao meu encontro, me cumprimentou cordialmente e apresentou seu amigo Rubéns (fictício) os dois ficaram disputando minha atenção mas o Helio estava levando vantagens por já me conhecer e ter me feito gozar no seu pau gostoso mas as insinuações do Rubéns me deixava um pouco ansiosa e curiosa para o que pudesse acontecer, depois de muita conversa a história se inverteu e o Rubéns foi ficando mais convincente e confiante e o Helio percebendo não questionou e aos poucos foi nos deixando mais a vontade pra nos conhecermos melhor e foi conversar com uma menina que estava próximo de nós.
Então o Rubéns aproveitou da situação e já sabendo que tinha ganhado minha atenção começou a me elogiar pegando na minha mão e até me deu um beijo de leve no rosto e assim foi aumentando suas ações e eu sempre aprovando seu ataque deixando ele mais confiante e eu sabia o que viria em seguida e estava a fim de gozar naquela noite e apresentar um novo Pau pra minha bocetinha.
Conversamos bastante e depois de uns beijos e mãos bobas pra todo lado ele me convidou pra sair dali e irmos onde a gente poderia ficar mais a vontade e eu aceitei logo.
Eu queria ir no meu carro mas ele insistiu que fossemos no seu e convencida fui no carro dele, ele morava ali por perto e conhecia bem a cidade pegou uma estrada de terra e sem iluminação e parou o carro e ali mesmo começamos a nos beijar e caricias em todo lugar do corpo.
Ele beijava muito meu pescoço e com as mão retirou meu peito pra fora e começou a chupar gostoso meu peito e sua mão procurando minha bocetinha e ao encontrar foi enfiando um dedo e eu delirando de prazer ele enfiou outro dedo ficando os 2 fazendo o movimento de vai e vem dentro da minha bocetinha toda molhada e com isso eu gozei neles, eu o encostei no seu banco e tirei seu pau pra fora e estava duro como pedra devia ter entre 16 a 18 cm mas muito grosso e comecei a chupar seu pau e ele ficou muito loco e pediu pra mim parar e logo foi abrindo a porta do carro dizendo que queria me comer de pé La fora.
Eu sai e fiquei esperando encostada na minha porta e ele veio com muita vontade e já com o pau na mão e eu fui chupar seu pau na mesma hora e parecia que ele estava com raiva pois ele queria que eu engolisse tudo e ficava estocando com tudo dentro da minha boca e ele queria muito sentir seu pau todinho dentro da minha boca deslizando fácil sem pegar em dente nenhum mas era muito grosso mas mesmo assim eu tinha experiência e sabia fazer um bom boquete e foi quando percebi que ele estava quase gozando e ele também e no mesmo instante se levantou colocou-me de costas pra ele pediu pra mim abrir as pernas e levantou minha mini saia até a cintura e quando viu minha bunda gostosa ficou loco e eu usava uma calcinha minúscula e ele um momento de piração arrebentou minha calcinha jogando ela na estrada eu fiquei com o tesão a mil e ele com suas pernas entrou no meio das minhas e pediu pra abri-las mais e com uma mão ele segurou na minha cintura e com a outra tocava minha boceta e me elogiava muito e começou a passar a cabeça do seu pau na entrada da boceta e numa estocada só seu pau grosso estava dentro da minha bocetinha.
Entrou bem no fundo e com movimentos rápidos e com poucas estocadas que ele delirava e eu gemia muito e alto eu gozei no seu pau grosso e gostoso ele continuava sendo preciso e seu pau entrava e saia fácil da minha bocetinha toda lubrificada e ele do mesmo jeito que eu gemia no mesmo ritmo e não aguentando mais encheu minha bocetinha de porra quentinha e ainda delirando de prazer ele apoiou seu corpo sobre o meu e deixou seu pau amolecer e sair todo melado de dentro da bocetinha.
Ele se recompôs e eu também abaixando minha minissaia, pois minha calcinha tinha sumido no meio da estrada.
Ficamos ali mesmo pra fora do carro conversando e aos poucos seu entusiasmo voltou e seu pau já estava duro de novo e eu logo me coloquei de 4 abaixando na sua frente e chupando gostoso seu pau que rapidamente ficou mais duro ainda e ele aproveitando que já estava de 4 me virou e meteu seu pau sem dó dentro da minha bocetinha e numa velocidade que jamais tinha visto ele ficou mexendo forte eu gozei acho que umas 2 vezes e ele ainda no mesmo ritmo não parava e foi quando ele percebendo que tinha gozado pois meus gemidos me denunciavam ele com um dedo enfiou no meu cuzinho que estava todo livre naquela posição eu delirei e ele percebeu e em seguida tirou seu pau da minha boceta e disse que iria colocar no meu cuzinho e eu só empinei mais ainda minha bunda pra ele e olhando por traz pra ele aprovando disse que sim.
Ele muito louco que parecia que não acreditou que ia comer meu cuzinho, mas pra não judiar de mim eu pedi pra ele colocar de vagar, pois seu pau era muito grosso.
Ele lambuzou seu pau com saliva e fez o mesmo no meu cuzinho deixando bem lubrificado e assim com jeitinho encaixou seu pau na porta do meu cuzinho e bem sutilmente entrou fácil até o fundo, pois deu pra sentir suas bolas perto da minha bunda ele segurava firme na minha cintura e parecia que era pra eu não fugir de tão forte que me segurava ele foi mexendo com seu pau grosso e eu sentia um pouco de incomodo devido a grossura, mas aos poucos foi transformando em tesão e muito desejo e eu gemia muito e ele também até parecia que era seu primeiro cuzinho que ele comia e eu rebolava e empinava cada vez mais pra ele e jogava minha bunda para traz acompanhando seus movimentos e seu pau tinha acesso livre dentro de mim, gozei pra caramba e ele aumentou a velocidade percebi que ele ia gozar então rebolei mais ainda pra ele que logo gozou gostoso dentro do meu cuzinho fazendo sua porra escorrer na minha perna.
Ficou alguns segundos com o pau dentro até que seu pau saiu mole e pingando de dentro da minha grutinha.
Foi uma delicia e nós dois estávamos satisfeitos, mas na verdade acho que ele não ia conseguir levantar o pau de novo, mas já estava satisfeita também.
Nos arrumamos e voltamos pro bar e eu só de mini saia e sem calcinha me dava uma sensação de liberdade muito boa mas era estranho pois podia sentir um pouco da sua porra no meu cuzinho me na buceta e tinha medo dela escorrer pela minha perna e estava com o cuzinho um pouco dolorido devido a grossura do seu pau mas ao mesmo tempo gostoso.
Ele pegou uma cerveja pra nós e ficamos conversando e nisso o Helio chegou e ficou conversando conosco numa boa e assim ficamos até minha amiga chegar com seu namorado e nos despedimos deles deixando os 2 na mesa conversando e voltamos pra nossa cidade e dentro do carro ela me questionava como tinha sido e se foi bom e eu fiz a mesma pergunta pra ela e assim fomos sorrindo satisfeita pra casa.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.