Provei esperma de outro macho na boca da minha esposa

Começo por relatar esta história, que jamais imaginaria como seria possível acontecer um dia, tendo em conta que muitas vezes sonhei, com esta fantasia pois tendo em conta que a minha esposa, não gosta de fazer o broche até fim, mesmo pedindo muitas vezes, e até “chantageando” para ela provar o meu esperma, ela sempre recusa, ou evita. Só consegui que ela prova-se o meu esperma, numa cessão ( pode ler o conto “jorrada de esperma na esposa” ) com uma “chantagem/pedido” que lhe fiz. E tive sucesso, foi uma cessão de sexo fabulosa.
Caros leitores e membros, faço recordar que tenho, melhor nós os dois, eu mais a minha querida esposa, já temos alguma experiência em sexo com mais pessoas, pois já realizei algumas Fantasias, verdadeiramente espectaculares com ela, especialmente a última do qual ela me deu como presente de aniversário, uma gang-bag de sonho ( que pode ler no conto “ a melhor prenda de aniversário)
Então desta vez tudo se iniciou de uma forma inesperada, sem eu jamais esperar tudo aconteceu da seguinte forma; estávamos nós numa queca óptimo no duche, a minha esposa adora foder durante o banho… pois é mais higiénico, temos uma casa de banho, que é um autêntico “resort” de banhos, com uma nini sala só para duche, com uma envolvência de paredes de pedra etc….. pois aqui no duche, quase sempre, sem eu pedir a minha esposa faz-me sempre uma boa mamada, acabando sempre numa foda à canzana em pé, com ela apoiada num pequeno muro de pedra.
Então estava ela a mamar no meu cacete, e eu não sei bem porquê segurei-lhe bem a cabeça, agarrando nos cabelos, de maneira que ela mesmo tentando levantar a cabeça não conseguia…..então foi inevitável, vim e abundantemente na boca dela….. ela muito malandra, veio dar-me um valente linguado, do qual correspondia na integra, saboreando todo o meu esperma, senti mesmo toda aquela logonha a ser trocada entre as nossas línguas…acabamos em apalpões e caricias de baixo do chuveiro, mas sem qualquer comentário, do que na realidade se estava a passar.
Passado alguns dias, à noite já na cama eu puxei o assunto, amor gostaste de beber o meu esperma? E ela respondeu-me e tu meu taradinho sexual gostaste de provar o teu leitinho…… Só respondi que tudo aquilo me deu um tesão enorme e queria repetir, melhor ainda enchendo-me de coragem, questionei-lhe – amor adorava era provar esperma do “nosso” amante dos nosso trios, na tua boca. Ela automaticamente respondeu-me, aposto que tu não tens coragem de provar esperma dele, nem que seja na minha boca. Eu coloquei logo o desafio, vamos apostar, se eu provar esperma dele na tua boca, fazes-me mais uma das minhas taras sexuais, se eu não conseguir provar, podes me pedir o tu quiseres amor. Então a minha esposa, falou-me de uma gargantilha, que tinha visto numa ourivesaria do qual trabalha lá uma amiga dela, mas o preço era caro….. aproximadamente dos €1000…… demos um beijo e acertamos a aposta…. Mas a minha esposa impos uma condição, queria fazer alguns exames ao esperma ( tipo um espermograma) ao leitinho do nosso amante. Assim sendo eu teria que falar com ele, mais ainda minha esposa também queria fazer teste ao sangue dele, e ela é que iria fazer as respectivas recolhas. Pois a minha esposa trabalha na área da saúde, colabora também com uma clinica de análises, eu como condições só lembrei-lhe que como já é habitual iria escolher a lingerie que ela iria usar para as festas. Após esta conversa na cama, notei que a minha esposa, estava era com saudades, de sexo com mais um macho – trio.Ela nunca admite, mas lá no fundo ela adora uma menage à trois Pois já fazia mais de 8 meses que não tínhamos tido mais nada do género.
Logo no dia seguinte liguei para Pedro ( o nosso amante de trios que já comeu a minha esposa por 3 vezes ) a contar-lhe a novidade, no qual ele ficou super contente já estava cheio de saudades nossas, e continuavam com a sua vida, de bom estudante universitário, e que iria entrar na época de exames, estaria com horário bem mais flexível para as recolhas da minha esposa, assim como para dia da festa. Eu já estava a ficar todo nervoso, e expectante pois estava perante uma bela oportunidade, de estar com ele mais a minha esposa, e com a oportunidade, mais uma vez de realizar as minhas “taras sexuais”, de provar esperma de outro macho, na boca da minha esposa. A minha esposa nem sonha, que sou bissexual e um crodresser assumido….. o que ela sabe como é claro, é do meu desejo continuo de ser corno. O meu prémio se ganhar a aposta, era de lhe pedir, para ela levar no cú, e com ele a esporra-lhe todo, para eu depois beber o esperma dele, a ser transbordado pelo esfíncter ( olho de cú ) da minha querida mulher.
Bom chegou ao dia da primeira recolha, pois a minha mulher, já tinha afirmado que seriam, no minimi duas recolhas, para iluminar o chamado” período de janela”, aumentando assim a certeza dos resultados analíticos. Tinha combinado com Pedro, que ríramos à sua residência Universitária, à hora de almoço para fazer a 1ª recolha……. Chegamos ao local, dei um toque de telemóvel, ele desceu e veio ter connosco ao parque de estacionamento, cumprimentamos Pedro salientou que a residência estava praticamente deserta, pois em época de exames a maior parte dos alunos, ausenta-se e deta forma seria tudo mais fácil, para não dar nas vistas.
Chegando ao quarto, a minha esposa estava bem boa, tinha umas calças de cabedal em tons acastanhado, muito justas ficando o cú bem volumoso e tentador, tinha um camiseiro em tons verdes escuro a combinar com os sapatos de taco alto esverdeados, também justo era o sotiem tipo “hunder – brander” que ainda realçava mais o peito dela que é um 36 D. Ela tomou todas as iniciativas, ordenou a Pedro para se sentar numa cadeira, confirmou se ele já tinha tomado banho, o que ele automaticamente respondeu, já sei como ela é a Dona Ana, acabei mesmo à meia hora de tomar banho, notava-se o óptimo aspecto dele muito higiénico.
Bom o “serviço” foi rápido e bem feito, e ao mesmo tempo super excitante; a minha esposa disse logo, tu corninho fica na cama a bater a tua, Pedro tira as calças, ela só tirou o camiseiro e ajoelhou-se aos seus pés e iniciou uma mamada divinal, sem não esquecer de tira da sua mal, um frasco de recolhas de amostras…… e em cerca de 5 a 8 minutos ela já estava a perceber que Pedro estava quase a se vir, retirou a boca com uma mão pegou no frasco, com a outra acelerou a punheta a fez-lhe vir abundantemente, Ana teve que segurar com a palma da mão os fortes esguichos, aproveitado a mão suja de logonha para encher o frasco da amostra, eu no momento em ela estava a acondicionar a amostra vim também…… Ana também picou um dos dedos de Pedro para a recolha de sangue. Despedimos Ana avisou que possívelmente daqui a dois dias, tinha os resultados e certamente iriamos acerta mais uma recolha.
No caminho de carro, Ana disse-me num tom arrogante, se os resultados não forem saudáveis, podes esquecer tudo, seu tarado sexual, também amor……..
Já tinha passado 3 dias e ainda Ana não me tinha revelado nada, eu estava impaciente ligava várias vezes para ela durante o dia, enfim um dilúvio…… Até que Ana enviou-me uma mensagem por telemóvel, os resultados foram excelentes tudo normal, daqui a 8 dias quero repetir a amostra, respondi-lhe espectáculo adoro-te e amo-te cada vez mais.
Passado os dias, Ana pedi-me para combinar com Pedro uma hora para mais uma recolha, ficou desta forma tudo a acertado para as 21:00 h, do dia seguinte. No dia da segunda recolha, não conseguimos encontrar ninguém para ficar com os nossos miúdos, Ana queria cancelar, então pedi-lhe muito vais sozinha, o Pedro é de confiança não há problema…. E assim foi quando foi me despedir dela ao carro demos um valente chupão e pedi-lhe envia uma foto quando tiveres o cacete dele na boca….ela só me repondeu-me não vou te sofrer mais hoje seu taradinho. Ela neste dia, também estava bem boa, aliás a minha adorável esposa, está sempre um espectáculo….então estava de saia preta ligeiramente curta, meias pretas com botas altas pretas de cabedal, um casaco bordou combria-lhe o resto do corpo, que ainda hoje não sei com ela estava por baixo. Cabelo estava esticado.
Ana chegou a casa por volta das 23:00 h. um bocadinho de tempo a mais para quem só ia fazer a recolha, os nosso muidos já estava na cama, já me encontrava no soja a bater uma à espera da foto e nada….. Ela chegou muita cansada, disse-me que estava um transito anormal aquela hora da noite. Perguntei-lhe amor e a foto? A cabrona não disse-me mais nada deu um beijo, e entregou-me o frasco dizendo vai por no frigorifico. Ela foi para o banho, tentei entrar no banho, mas ela não quis, estava muito cansada….. hum que estranho mas aquilo deu um tesão enorme, o de corno feliz, e pensei porra a minha esposa esteve com outro macho, até trouxe o leite dele,…. foi para a cozinha e bati uma valente punheta, com o frasco de esperma dele ao lado.
Novamente o desespero o diluvio, a aguardar os segundo resultados, e Ana outra vez com demoras, tive que tirar férias nestes dias pois não me consegui concentrara em mais nada.
Passado 4 dias na cama Ana revelou tudo, com tom de gozo a testar a minha impaciência, mas primeiro perguntou-me. Se provares o esperma dele na minha boca, o que é que vais me pedir, seu corno tarado…… Bom aquilo cheirou -me a bons resultados do Laboratório, então disse-lhe, bom amor sendo ele saudável, tenho a fantasia de ver o leite dele dentro de teu cú, e quando transbordar, e tu irás fazer por isto, vou também lamber e beijar todo o tu cú e nádegas e eu bem adoro, como tu bem sabes. Ana retorquiu estas a ver outra vez pornografia, hard e porca….. desconfio que consigas lamber o esperma de lele, depois de estar todo enterrado, nas minhas entranhas rectais….. és todo esquisito nas higienizes , e agora vais fazer isto? Mais lhe disse amor se eu fizer isto tudo, ofereço-te a gargantilha que tanto queres. Ana finalmente disse-me podes marcar tudo com o Pedro para o próximo fim-de-semana, os miúdos vão passar o fim-de-semana com a minha irmã. Estava no céu…………………
Bom chegando dia, já tinha tudo acertando com Pedro, como de costume ele iria ter nós visitar, ao apartamento, que tenho na Expo ( que da minha empresa ) às 21:00h de sábado.
Pedi a minha querida, para usar lingerie do tipo colegial, isto é meias brancas ( tipo lua de mel) com cinto de ligas branco rendando, mais um corpete muito justo igualmente branco, com jóia para este momento sublime, pedi-lhe para usar o colar de pérolas que lhe ofereci, quando lhe pedi em casamento. Claro que os sapatos seriam de taco alto, todos brancos a condizer com o conjunto.
20:30 h ainda minha mulher estava no banho, de banheira cheio de espuma, foi lá a alertei amor despacha-te o Pedro chega sempre cedo, já tinha colocado em cima da cama toda a lingerie seleccionada para a festa, já estava com o caralho tipo pedra.
20:50h toca à campainha era Pedro, fiz lhe chegar à sala e ofereci-lhe uma bebida, e estivemos a falar os dois sobre banalidades, e nada de Ana, mas ouvia-se perfeitamente o barulho do secador de cabelo, enfim ela estava a produzir-se toda, e pelos vistos a prepara-se o máximo possível, pois já eram 21:20h. Até que começo a ouvir, o som do taco dos sapatos dela, aquele som pós logo a minha piça, aos pulos….. e começo a ver pelo corredor que dá acesso directo à sala a minha esposa, sem casaco, estava à espera de vela de casaco, toda super boa, a andar de uma forma, tipo passagem de modelos ou melhor de putinha fina rica, com um sorriso maroto, chegando pé de nós de mãos nas ancas, dando meia volta expondo o traseiro, e de certa forma espetado, pois ela se curvou ligeiramente, para a cara de Pedro. Pegou na mão de Pedro fazendo levantar do sofá, e colocou noutro sofá, no grande de três lugares. Iniciou um forte marmelanço com ele, e olhando de vez em quando para a minha cara, eu já me encontrava sem calças e boxers, pois tinha que estar a aliviar, pois estava sentindo o misto de tesão com corno, que não consigo definir muito bem, mas que o coração mais o tesão fica tudo aos pulos…..
Pedro despiu-se completamente, a minha esposa estava a fazer uma mamada, fenomenal a cuspir-lhe várias vezes no cacetão de 20cm (relembro para aqueles que não conhecem os relatos anteriores), podendo ver mesmo a saliva dela em fios, entre a boca dela e o cacetão. Começo a reparar que Pedro estava, a dar suspiros mais altos, e com comentários do género sua boa, és de mais, mamas com nunca vi na vida, sua loirinha tusuda, vou te encher de porra….até que noto Ana parada, mas com o caralho dele ainda na boca, pelo nenos metade, e as bachehas dela muito redondas, ela levanta-se e vem ter comigo de boca fechada, senta-se ao lado, pega na minha piça com uma mão, e dirige-me a boca para minha, sempre fechada….então abro a minha e ela enfia-me literalmente, tudo o que tinha recolhido dele, não paramos, demos fortes linguados e ela acabou com a minha punheta, fazendo esguichar leite para cima do corpete. Eu gostei do sabor, mas não manifestei, Ana de seguida foi lavar a boca e pedi a Pedro para ir se recompor, tomar um duche, pois pelos vistos a festa dela ainda não tinha acabado.
Eu também tive que ir lavar a boca, e voltei para a sala, e Ana disse logo vamos despachar tudo hoje, tinha indo buscar vaselina, voltei logo a sentir o caralho bem duro, então Ana pedi-me, fode-me primeiro o meu cuzinho, amor cornudo. Que tesão que me deu aquele pedido….
Já estava a dar umas valentes bombadas na minha querida, quando Pedro ao meu lado a punhetar no seu caralho……então saiu e disse força amigo, ela toda tua…. Ana pedi-me vais lavar outra vez a piça, quero ela na boca. Estava na casa de banho quando ouço um gemido/berro da minha esposa…Pedro tinha acabando de enterrar tudo até ao calo, e Ana a dizer, em voz alta mete tudo cabrão, enche-me de leite, quero sentir isto dentro de mim, at+e agora só foi do meu corninho….. eu estava a ter um tesão fora de serie, ao ouvir isto dela, Ana estava hoje de mais, muito ousada muito decidida, melhor ainda muito puta. Meus amigos qual não o marido, que não gosta de ser corno, e não adora ouvir isto da sua querida mulher. Por isto é digo, isto é o maior prazer do mundo, é ser CORNUDO COM AMOR E TESÃO VENDO QUE ESPOSA T/B GOSTA.
Bom voltando ao relato, Pedro anunciou que estava prestes a se vir, tirei a piça da boca da minha esposa, foi para o lado dele para não perder nada. Pedro arfava e transpirava, começa a tirar o bacamarte muito lentamente, do interior do cú da minha esposa, e noto as primeiras logonhas a saírem do esfíncter dela, abro-lhe o máximo que posso a nádegas, peço-lhe amor faz força, como fosses peidar…. e noto grandes e espessas jorradas de esperma, a sair do interior do cú dela. Como estava ainda com o tesão descomunal, recolhi alguma parte com a boca, e foi beijar a minha querida….. Ana correspondeu-me um pouco, só de lábios desta vez ela não quis fazer linguado. ( respeitei )
Ana foi para o banho, despediu-me de Pedro e foi para o banho ter com ela, ela estava bem disposta, mas muito cansada, depois de estramos bem limpinhos, beijamos loucamente, disse-lhe que ela era a melhor mulher do mundo, foi buscar a gargantilha, que já tinha comprado sem ela saber, mesmo sabendo do risco desta cessão não se ter realizado. Mas foi mais um sonho realizando, e por isso AMO CADA VEZ MAIS A MINHA ESPOSA

Sexshop
Sexo por Telefone

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.