Priminha safada

Tudo aconteceu quando tínhamos na faixa etária entre 13 a 16 anos.
Éramos 5 primos sendo 4 meninos e uma menina vany ela com 15 anos. Tudo aconteceu quando essa prima, veio morar na casa de uma tia mãe do fabricio de 15 e outros 2 primos órfãos o dado a o Dudu. O dado o mais novo de 13 o dudu com 16 E eu max com 15. Tudo aconteceu quando ela veio da casa de seus país. Meu tio descobriu que ela tinhas vários namoradinhos e que ela não era mais virgem.


Então ela era uma morena de pele rosada cabelos negros e compridos tipo Índia. Muito linda e safada. E nós, na era do descobrimento. Ainda aprendendo sobre a safadeza.
Minha tia trabalhava no campo saia sempre de madrugada. Aí ficava essa prima cuidando de um dos primos menores de 3 anos. Até que ela começou a vestir roupas muito curtíssimas. Nos começamos a reparar mas nunca fizemos nada que ela percebece, até ela da umas investidas no Primo mais velho o Dudu. Então ficaram os 2 só nos beijinhos sem ir pros finalmente por o Dudu achava que ela aínda era virgem. Até que ela começou a passar perto da gente se esbarrando sempre deixava cair alguma coisa no chão só pra ela se agaichar mostrando a calsinha. Ela quase nunca usava sutiã vivia sempre deixando a mostra o bico dos seios que eram pontudos feito um mamãozinho. Aquilo começou a perturbar agente, que não escondia o nervosismo e o tesão por ela. Até que ela abriu o jogo pro Dudu, o mais velho. E disse que não era mais virgem. O Dudu trabalhava na parte da manhã numa loja de vídeo game a tarde estudava. Só se encontrava com ela a noite escondidinho no quintal, já nós estudamos de manhã e ficávamos em casa a tarde. Quando nós os primos mais novos descobrimos que o primo mais velho o Dudu estava ficando com ela, nos começamos ficar zoando ela. Falando que já sabíamos dos dois. Ela dizia que era mentira. Que não estava ficando com ninguém. Vivíamos sempre nós os primos mais novos jogando dominó no quarto eu o Fabrício e o dado. Ela sempre entrava no quarto querendo jogar também, mas sempre com o mesmo trage de roupa. Quando ela ia jogar a peça no tabuleiro. Sempre abaixava o máximo, só pra nós ver os seu peitinhos pontiagudos durinho e com o bico espetando a blusa. Nisso nós já ficávamos sempre de Pau duro até que ela percebeu que nós estávamos excitados. Daí pra frente ela começou a ficar mais safada. O dia seguinte fizemos a mesma coisa voltamos da escola direto pra casa de minha tia. Ela sempre chegava tarde do trabalho, e a vany tomava conta do primo de 3 anos. Quando meu primo de 3 anos dormia ela vinha pro quarto jogar dominó com agente, e nesse dia ela estava com uma saia de deixar qualquer um louco. Então começanos a jogar e não parava de tirar o olho entre as pernas dela. Ela sempre dava um jeitinho de tirar a mão quando ia jogar só pra nós olhar a sua calsinha branquinha, Meu pau nessa hora quase salta pra fora do short. Ela percebeu que nós ficávamos muito excitado. Ela parou e falou.
– O que qui vocês tem? Porque qui vocês estão assim? Bando de pervertidos Perece que nunca viu uma calsinha não?
– caraca velho. Ela ficou de pé na nossa frente meteu a mão por baixo da saia e arrancou a calsinha e ficando só de saia, e jogou a calsinha no meio do jogo. E disse vamos jogar apostado. Quem ganhasse a próxima partida do jogo ela dava um prêmio. Velho ela acabou ganhando a partida. Ela disse
– eu quero ver o pau de vocês.
Nos levantamos e colocamos o pau pra fora. E o pau estava latejando de tanto tesão que chegava escorrer na ponta do pênis aquela baba do pré gozo. Depois de mostrarmos o pau em seguida eu ganhei a partida ela me perguntou o que eu queria. Eu pedi pra que ela pegasse no meu pau. Ela pegou nele deu umas 10 a 15 punhetada e eu já tava quase gozando na não dela. Tive que tiralo da mão dela pra não gozar. E assim ficamos nos 4. Eu a vany o dado e o Fabrício naquela brincadeira. E Aquela brincadeira so ia ficando séria .Até que ela teve a brilhante idéia que deixar nois meter nela, e ela dizia pra gente
– que era só um pouquinho pra não meter muito tempo, porque corria o risco de engravidar ela. Pois eu e o Fabrício já gozavamos. Vocês vão ter que limpar bem o pau pra meter em mim. Porq a camisinha não cabe no Pau de vocês.
E nós fazíamos direitinho. Cada um metia uns 20 a 30 segundo tirava o pau secava e metia dinovo. Mas aí eu tive a brilhante idéia disse vany, porq que voce não deixa nois ir atrás? Eu sempre tive a curiosidade de gozar dentro. e nao queria correr o risco de engravidar ela. E no cuzinho não correri o risco. Ela concordou e deixou. Passamos a tarde toda nessa surubinha com a vany. Toda hora ela limpava o pau de quem metia na bucetinha linda dela, até que o dado sugeriu que fizéssemos uma DP. Um na buceta e outro no cú. Eu já estava nas últimas não aguentava mais ficar cortando a vontade de gozar, ja tinha perdido as vezes que tinha tirado o pau pra fora pra não gozar. Eu fiquei por baixo ela veio por cima e o dado em cima dela, eu tinha certeza que não foi uma boa idéia. E ela gemendo com o Fabrício metendo no cuzinho dela. Ela esqueceu de tirar o meu pau de sua bucetinha apertadinha que já tava toda melada , até que ela deu um gemido bem alto dizendo
-mete mete mete safado. vai vai vai. não para, não para. Eu tô ficando louca. Eu vou gozar. Eu vou gozar. Ela me lascou um beijo molhado na minha boca aquilo me subiu um calor, e a bucetinha dela parece que estava me sugando pra dentro, aquilo eu ia nas nuvens. Eu fiquei louco esqueci completamente, até que não me aguentei mais. Explodi minha porra dentro daquela bucetinha gostosa, a gozada foi tão forte e quente que parece que minha porra endureceu dentro dela. Aí ela caiu em si e me xingou tudo.
– filho da puta você gozou dentro de mim?
– disse que sim.
-porque você não falou aí ia gozar?
– eu disse que tinha sido na hora que você me beijou, e foi bem na hora que você acelerou a cavalgada . Eu não tinha como sair de baixo. E que era você que tinha que ter saído. E não eu tirar. Porque pra mim foi você que pediu quando falou pra não parar.
Ela saiu de cima de mim. Deu uns 3 pulos e tentou tirar a porra de dentro e a porra não saia, e o Fabrício tava so na punheta louco pra meter com o pau já todo melado. Ela deixou ele meter assim mesmo com a minha porra lá dentro, ele meteu o Pau dentro dela, e ela dizendo pra ele gozar fora, gozar fora. Até que ele acelerou as bombada e falou eu também quero gozar dentro
– ela disse não!!! Não. Por favor. Por favor!!! Goza fora. Goza fora seu louco assim vocês vão me engravidar.
– e o Fabrício dizia se o max pode eu tambem posso. E ela vendo que ele ia gozar dentro de sua bucetinha resolveu deixar pois já estava louca de tesão também pediu ele pra acelerar pediu
– mete mete seu cachorro. Fode minha bucetinha sem dó, fode sua priminha gozar dentro goza. Eu to louca pra engravidar de vocês. Eu quero essa porra todinha minha buceta
E ele
– eu vou gozar vany. Eu vou encher sua bucetinha. Toma sua putinha. E gozou dentro dela.
Foi uma tranza a 4 tão gostosa que viciamos. Queríamos foder a tarde toda. Todos os dias. E todos gozavam dentro da buceta de vany. Todos querian meter um filho nela. Era tão bom aquilo. E nós comentavam querendo saber com quem ela iria ficar já que nós com certeza achava que já a tinha a engravidado. A noite ela transava com camisinha com o mais velho o Dudu todo certinho. que se achava que já era o seu namorado. E não sabia que nós comíamos ela a tarde toda. E foi assim a nossa história durante 3 meses. Até que ela descobriu que não conseguia engravidar. Ela Era estéril. tenho outro. conto depois eu conto.. Quem já viveu casos assim que quiser compartilhar experiência chama no zap 12 981297574

Sexo por Telefone

One Comment

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.