Pauloão e sua esposa Parte 2

Dona Rita gostava de ver seu homem fodendo com outro homem, eu estava ali para isso, eu também queria sinceramente te lo para mim, ela há medida que me ia maquilhando ia me contando o plano dela
-o Paulo já sabia que eu ia sair depois que ele chegasse mas é tudo mentira, ele não gosta muito que eu o veja a fazer isso, é ainda por cima ele já não faz a muito com eu a ver, e nem sabe que vc vai tar assim kkk e por isso ele pediu me para estar primeiro a sós contigo e depois eu me juntava, mas não vai ser assim, eu vou estando a assistir até o fim sem entrar no vosso meio, vc vai seduzi lo primeiro provocando, e depois vc será uma putinha para ele entendeu?

Sexshop

Aquela mulher estava cheia de fetiches, quem diria uma mulher daquelas daquele jeito, só de ouvi lá aquilo já me deixava de pau feito só de imaginar
-sim entendi, é onde vc vai estar?
-ainda não sei, depois eu vejo quando apareço
Acabou de me maquilhar, colocou me batom, e uma peruca, depois me deu um sutiã e preencheu os com umas almofadas de silicone , e uma cuequinha das dela, deu me uma camisola justa e umas leggins pretas que eram transparentes, , tava tudo a justa
-bela putinha mesmo, Paulo vai adorar, vá ver ao espelho
-nem me reconheci, parecia uma mulher mesmo
-tá perfeita para o Paulo, agora é só entrar na personagem kkk ele deve tar chegando
Paulo não tinha dito nada durante o dia e mandou uma mensagem a dona Rita, que ia chegar mais cedo e que iria acabar uns trabalhos por casa, e que depois de terminar, então que ela já podia ir,
Finalmente Paulo acabava de chegar, dona Rita foi até a porta o cumprimentar, enquanto eu tava escondido, Paulo perguntou por mim no qual Rita respondeu que eu estava no quarto ajeitar minha mala, então lhe disse que ia até o escritório e depois trataria de mim, e dona Rita o disse que ia indo resolver umas coisas, mas não foi como é óbvio
Rita veio ter comigo, dizendo que Paulo ia até escritório e que seria uma boa oportunidade de me exibir, mas para levar algo para ele tomar, é lá fui eu, ansioso….
Chegando lá bato a porta
-ar Paulo posso entrar?
-sim João, podes entrar
E entrei, Paulo ficou pasmado a olhar para mim
-quem é vc?
-sou a Joana, prazer, vim fazer uma entrevista para vir para cá trabalhar
-kkk tou a ver que minha mulher preparou te bem, mas vou entrar nesse jogo kkk
E entrou, minha ansiedade diminui, e entrei na personagem, e fizemos um bom cenário
-sua mulher já foi, disse que era com vc para me contratar,
-problema é que tou aqui acabando isto, mas ta quase
-e vc vai conseguir acabar?
Chego perto dele e me inclino na secretaria, com os braços apousados e deixando o rabinho arrebitado para ele, sentado na cadeira e apreciar me,
-assim vc não me deixa acabar
Aquela mão grossa invade meu rabinho, ele alisando, e meu pau dando sinal,
-se o sr Paulo quiser, posso ir para seu colinho
Sem ele dizer nada, sentei me em seu colo, seu pau já tava com vontade, e meu buraquinho também, do nada Paulo agarra me e sussurra
-desta vez vc parece mesmo uma putinha, e quem mandou comer minha mulher? Kkk
Levantei me, ajoelhei me perante ele, sentado em sua cadeira, comecei tirando sua calça, seu boxer até ao joelho, e começei mama do seu mastro, saudade de sentir aquele pau em minha boca, Paulo já nem dizia nada, mamei o como uma putinha, parei antes que ele goza se, e comecei rebolando em seu pau ainda de leggins, esfregue me todo nele, provoque o ao máximo, mas Paulo com tanta tesao, rasgou com suas próprias mãos as leggins de sua esposa, Paulo estava diferente daquele que tinha visto, devia ser por causa da vontade de fazer sexo, fazia semanas que não comia nada, afastou minha calcinha, seu pau tava tão babado com minha saliva, que foi só meter, mas Paulo podia estar diferente, mas mesmo assim foi carinhoso e meteu devagarinho, mas eu tomei controle da situação e fui num vai e vem intenso, pela primeira vez estava a senti lo dentro de mim sem camisinha, hmm que delícia, éramos quase do mesmo tamanho mas Paulo pegou em mim, e colocou me na sua secretária, mas deta vez num posição diferente, virado para ele de pernas abertas, enquanto me comia, me masturbava, que tesao incrível,
-vc comeu muito bem minha esposa, será que ela vai aguentar nós dois? Kkk
-eu agora quero é saber de vc, vc vai gozar dentro de mim desta vez? Kkk
-se é isso que queres, vais ter
-goze e continue me comendo, meu cuzinho é só teu
-é bom saber kkk
Paulo acabou se gozar em meu cuzinho, e do nada entra sua esposa, e Paulo fica surpreso e pasmado
-já chegaste?
-vc arrebentou esse cuzinho todo, ao tempo que estou aqui, a minha putinha portou se bem
-vcs combinaram?
-sim espero que tenhas gostado amor, tanto como eu
-oh sr Paulo, não precisa de ter vergonha kkk continue me comendo
É Paulo continuou me comendo, enquanto sua mulher ficou ali a olhar, dona Rita ficou admirada porque nunca tinha visto seu marido com tanta vontade de comer um rabinho seja o dela ou de outro homem
-até tou com inveja de ele te comer desse jeito João, ele nunca me comeu assim kkk
Dali fomos até ao quarto deles, do meu buraquinho só escorria leitinho, e dona Rita fez questão de o limpar kkk
Fomos tomar um duche o três, dona Rita não parava de roçar em mim, pedindo para lhe comer como Paulo me tinha comido a mim,
-agora quer ver ao vivo, vc comendo ela João
-com certeza Paulo, e vc vai aguentar só nos vendo?
-vou tentar, vcs são uns bons pedaços de prazer, mas temos estes dias todos para trocarmos kkk
Dona Rita queria ser comida por mim, ver seu marido me comer e ser comido, e também dominar estas duas putinhas, teoricamente ela era a rainha da casa, adorava dominar e ser dominada, hmmm iriam ser uns dias bem interessantes, cheios de fantasias para eles e ela concretizar hmmm
Vai continuar….

Sexo por Telefone

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.