Olhando meu tio se masturbar

Eu estava de férias, e tenho o costume de passar na casa dos meus tios.
Eles são casados há muito tempo, e tenho dois primos, mas eles não ficam em casa nesse período.

 

Meus tios são bem receptivos, ficam bastante feliz quando passo um tempo com eles e sempre durmo no quarto dos meninos, já que eles não ficam por lá.
Pela tarde fico assistindo televisão e mexendo no celular, pela noite colocamos um filme e nós 3 ficamos assistindo até dar o horário e todos irem dormir, praticamente era isso quase todos os dias.

As vezes eu escutava alguma coisa pela madrugada vindo do quarto dos meus tios, mas nunca me importei e não ficava curiosa de saber o que era.
Numa sexta-feira, minha tia foi para a igreja, e naquela noite ficamos apenas eu e meu tio.

De tarde, continuei assistindo, ele tinha saído e não demorou muito pra retornar, mas minha tia já tinha ido pra igreja.
Ele me perguntou se eu queria alguma coisa, neguei, e ele subiu para o quarto.

Eu estava um pouco cansada de assistir, e fui para o quarto dos meus primos. O quarto deles para o quarto dos meus tios ficam apenas um cômodo de diferença, e não demorou muito pra eu escutar um barulho, e dessa vez bateu uma curiosidade.

Abri a porta calmamente e caminhei pelo corredor, com o maior cuidado de não fazer barulho. A porta estava entreaberta e fiquei escondida, olhando o interior do quarto.
Meu tio estava arrumando as gavetas da cômoda e tirou uma calcinha de dentro. Até então não vi nada de diferente, até ele cheirar e passar a mão na sua bermuda que estava usando.

Aquela cena mexeu bastante comigo, meu coração estava acelerado e não sabia o que fazer, mas fiquei ali, parada, olhando tudo.

Ele se sentou na cama e continuou a cheirar a calcinha, foi desabotoando sua bermuda, descendo o zíper até ficar de cueca. Vi o volume enorme na sua cueca box e meu coração quase saiu pela boca. Ele abaixou a cueca e seu pau saltou pra fora, era bem grosso e mediano, com alguns pentelhos e a cabeça roxa, estava bem duro.

Meu tio começou a se masturbar sem tirar a calcinha da mão, que ainda estava cheirando. Seus olhos estavam fechados e ele batia uma punheta com mais intensidade, sempre aumentando o volume e as vezes parava, passava o dedo na cabeça que estava bem dura e grossa, e apertava suas bolas.

Fiquei arrepiada vendo meu tio se masturbar, eu estava de vestido e automaticamente minha mão desceu pra baixo dele, afastei minha calcinha pro lado e fiquei me dedando. Minha xota estava muito apertada, mas já sentia um melzinho escorrer sobre ela. Comecei a me dedar mais rápido, eu estava louca de tesão, aquela cena do meu tio e o perigo da minha tia chegar e ver tudo só aumentou a adrenalina.

Meu tio se masturbando na cama e eu me tocando vendo tudo atrás da porta, até que o inesperado aconteceu:

– Ju, sei que ta aí. Vem aqui com o tio, vem. – Ele disse.

Eu congelei na hora, não sabia se corria ou se ficava parada pra ver se ele estava blefando, e ele insistiu:

– Vem ju, sai de trás da porta, sua tia vai demorar pra chegar, sei que quer dar uma mamada. Pode vir. – Ele insistiu.

Pronto, fui pega. Aos poucos abri a porta e entrei bem devagar no quarto, ele mandou eu fechar, e obedeci.
Permaneceu sentado na cama, batendo uma punheta bem lenta e pediu pra eu ajoelhar.
Fiquei de joelhos na sua frente e ele afastou meus cabelos pro lado, deixando seus dois braços livres e eu no comando.

De imediato, segurei bem firme no seu pau e senti ele preenchendo minha mão. Meu tio soltou um gemido quando deixei todo arregaçado com a cabeça a mostra e fui aproximando minha boquinha do seu cacete, com a língua pra fora.
Fui colocando cada cm até ela encostar na minha garganta e eu babar em cima dele. Comecei a pagar um boquete bem lento, sempre que colocava mais um pouco, eu engasgava, e isso deixava meu tio mais excitado. Seu pau era muito grosso, e tentei colocar na boquinha o quanto conseguia, ele gemia de olhos fechados, segurando minha cabeça e me fazendo mamar sua rola, que estava toda babadinha na minha mão.

Com uma mão, eu batia uma punheta pra ele, a outra eu levantava um pouco meu vestido, e começava a me tocar. Dessa vez, minha xota estava muito molhada, escorria um melzinho sob ela e eu passava meus dedos por cima, levando até a boca do meu tio fazendo ele chupar.

Ficamos nisso por alguns minutos, ele disse pra eu continuar que ele ia gozar e eu estava me segurando ao máximo também. Aumentei o ritmo da punheta pro meu tio, bati sua cabecinha na minha língua que estava pra fora e quando fiz isso, senti seus primeiros jatos de porra na minha boquinha. Ela estava aberta, então ele deu uns 4 jatos bem forte e o restante ficou escorrendo pela cabeça, que logo comecei a chupar e a limpar seu pau com a minha língua. Quando continuei a mamar seu pau que ainda estava bem duro e grosso na minha boca, enfiei dois dedos na minha bucetinha e dei mais algumas dedadas. Gemi com seu pau na minha boca e comecei a gozar, era um tesão completamente diferente e eu estava muito ofegante, enfiando dois dedos dentro dela e meus dedos todos melados.

Eu e meu tio nos recompomos, antes dele ir tomar banho me disse pra voltar pro quarto ou continuar assistindo na sala que em breve minha tia iria chegar, e que outro dia ele queria de novo, mas dessa vez, não iria ficar no boquete.

Sexo por Telefone

One Comment

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.