Minha esposa fazendo um 69 em casa com o meu irmão

Como eu disse nos relatos anteriores, todas as nossas aventuras são verdadeiras, muitas delas registradas em vídeos e fotos. Todas elas aconteceram até 2010 e hoje não rolam mais.

LibidGel

No último relato contei sobre a experiência na estrada para Bertioga e depois disso ficou muito difícil sair novamente a quatro. Chegamos a acampar uma vez e as brincadeiras foram bem mais leves. Mas com o meu irmão sozinho as coisas esquentaram.

Eu havia publicado alguns anúncios com fotos na revista Private e mostrei para o meu irmão. Contei que eu estava fazendo alguns testes com a revista para ver o que recebíamos de respostas. A Marcia não sabia nada do anúncio e muito menos das fotos publicadas e para o meu irmão não era mais novidade ve-la nua, em fotos ou ao vivo. Ele ficou curioso e quis fazer um anúncio com fotos.

Como estávamos saindo de vez em quando nas sextas feiras para tomar umas, foi fácil um dia levá-lo em casa, com a desculpa de tirar algumas fotos para o anúncio. A Marcia não sabia de nada e chegamos na minha casa com algumas cervejas.

Sexshop

Ela também começou tomar umas e nem estranhou o fato do meu irmão estar em casa, pois andava brigando muito com a minha cunhada. Também não estranhou quando contamos a ela a intenção dele em tirar algumas fotos eróticas para publicar um anúncio na Private.

Ele não tinha idéia alguma de como seriam as fotos e eu disse que para chamar a atenção no anúncio e depois com as respostas às cartas que ele receberia, deveria ter um acervo de várias poses e situações, desde vestido, até totalmente nu e de pau duro. Minha esposa só escutava e ria.

Ela seguiu para o banheiro e foi tomar um banho, enquanto nós folheávamos a revista para ter noção das poses que ele deveria fazer. Ríamos muito a cada pose que discutíamos.

A Marcia saiu do chuveiro com um vestido de verão da época, bem solto e leve, enquanto eu preparava a máquina fotográfica no nosso quarto e dizia ao meu irmão como deveriam ser as fotos.

Fomos os 3 para o nosso quarto e ele se deitou na cama, completamente inibido. Tirei algumas fotos com ele de roupa, algumas com ele sem camisa e outras só de cuecas. A Marcia só bebia e ria.

Eu disse que precisaria aparecer o pinto nas fotos. Como estávamos meio embalados pelas cervejas, ele tirou a cueca e ficou nu. Percebi que minha esposa ficou olhando para o pau dele. Tirei mais algumas fotos, em posições diferentes e como o pau dele estava mole, pedi para que ela o incentivasse.

Ela então levantou o vestido e ficou mostrando as calcinhas para ele, sem dizer nada. Mostrava a bunda, virava de frente e eu esperando ficar duro para fotografar.

Nada, acho que ele estava inibido. A calcinha passou a ficar enfiada no rabo, quando ela esticou todinha. Continuando a olhar para o pau dele ela tirou os seios para fora, ficando com o vestido na cintura. O pau dele não dava sinais de vida.

Ela então tirou o vestido todo, sem que eu pedisse e começou a mostrar tudo para ele, os peitos, a bunda, a xoxota, agora com a calcinha toda enfiada dentro dela. Eu até tirava algumas fotos dele de pau mole e outras eu só disparava o flash.

A principio ela queria só mesmo provocá-lo, mas como não mostrava sinais de vida, a coisa foi evoluindo. Ele começou a se masturbar lentamente, olhando para ela. Eu disse que não dava para tirar foto com ele segurando. Pedi para minha esposa segurar e dar uma mexida para ver se endurecia.

Ela sentou na cama ao lado dele, virada para mim. Pegou no pau dele e começou a masturbá-lo bem de leve. Balançava, voltava a punhetar, olhava se estava duro e estava mesmo curtindo a situação.

Com certeza, eu estava doido, mas comecei a bater algumas fotos com ela segurando o pau dele e outras com ele sozinho. O pau foi crescendo (é do tamanho do meu, um pouco mais grosso e menos cabeçudo).

Ela deitou na cama, virando a buceta pra ele, tirou as calcinhas e abriu bem as pernas, continuando a punheta-lo. Eu não havia pedido nada disso. Ele tocou a xoxota dela e foi enfiando o dedo. Ela não resistiu e passou a curtir a mão dele. Sem que eu pedisse ou mandasse ela abocanhou o pau dele de uma só vez, chupando como só ela sabia fazer.

Eu fiquei mais um tempo fotografando. Mandei ela enfiar a buceta na cara dele, estava doido de tesão. Ela ainda fez algumas poses com o pau dele na boca e depois ficou só curtindo. Fizeram um 69, com ela por cima e tirei a foto abaixo. Depois mudaram de posição, com ela por baixo. Aí foi possível tirar todas as fotos que ele precisava, com o pau todinho duro. Não chegamos a gozar, nenhum dos 3, mas depois deste dia as coisas esquentaram muito entre nós.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.