Minha enteada safada e inocente

Sempre fui fã de contos eróticos (principalmente os de incesto,mesmo sabendo que nem todos são verdade!) e filmes pornôs! Sempre fui muito tarada e safadinha. Lembro que com uns 9 anos descobri que tinha um buraquinho e passei a enfiar o dedo e gozava( nem sabia na época que o termo era esse) horrores com o chuveirinho do banheiro. Perdi a virgindade com 14 anos no último andar do prédio onde fica a “casa de máquina” do elevador, fiz sexo com desconhecidos, entrei pro meio liberal, fiz sexo com clientes( sou motogirl)…enfim, vamos ao que interessa.
Me chamo Isa*, tenho 26 anos e sou casada com o Valdo* que tem 31 anos desde fevereiro, quando passamos a morar juntos. Quando o conheci ainda estava junta com meu ex com quem passei quase 8 anos. Conheci o Valdo em junho, começamos a ficar sempre, já era sério o relacionamento, já nem ligava mais pro ex. Só nos assumimos no natal de 2016. No ano novo foi que ele me apresentou as filhas: Vivi* de X anos e Juju* de 6,a diferença de idade entre elas é bem pouca!. Valdo morava com a mãe dele, uma irma e as filhas. A mãe das crianças via elas somente as vezes. As meninas logo se apegaram muito a mim, logo eu que nunca quis ter filhos.
Quando a mãe delas percebeu o apego delas comigo, passou a ir buscá-las em finais de semana alternados, qdo ela não ia buscar, elas iam pra minha casa passar o final de semana e sempre saíamos os quatro juntos. Cuido muito bem delas e sempre programo passeios pra gente.
Elas sempre disputam meu celular pra ficar jogando, vendo fotos e vídeos da galeria. Nunca tinha tido nenhum pensamento indecente com nenhuma das duas. Valdo é muito rigoroso com elas e nem deixa elas usarem shortinho curto e nem vestidos sem um short por baixo por mais comprido que seja.
Dia desses…(252017), enquanto eu fazia o almoço, percebi pelo espelho do guarda roupa que a Vivi finalmente estava vendo alguns vídeos pornô no meu celular que eu tinha baixado. Eram vídeos de meninas teen, daquelas com aparência de criança mesmo, baixei em várias categorias como lésbicas, interracial, gangbang, velhos e dupla penetração. Juju só quer saber de brincar com seus brinquedos. Depois de um tempo ela chega na cozinha querendo água que de repente estava com muito calor. Me animei né…percebi que tinha gostado. A noite quando chegamos do trabalho fomos buscar elas na minha sogra e fomos pra casa. Jantei com meu marido, tomamos banho e nos deitamos todos na cama pra assistir o filme O Máscara no SBT. Vivi se deitou do meu lado e eu coloquei o braço por baixo da cabeça dela pra apoiar. Ela segurava minha mão e começou a passar na sua barriga e depois nos seus peitinhos(que mal tem ainda), logo eu percebi é comecei a alisar discretamente e ela sempre me abraçando e me dando beijos no rosto. Quando foi hoje fiz o almoço mais cedo e depois me deitei na cama. Vivi pegou meu celular e já foi logo pra galeria. Falei com ela que caso ela tivesse visto os videos no celular, não era pra comentar com ninguém porque se não seu pai ia brigar e proibir de pegar nele, mas se ela quisesse ver eu deixava e até explicava pra ela as cenas e o que acontecia.
Ela logo foi pra pasta que estavam os vídeos e começou a ver. Seus olhos eram de espanto e ao mesmo tempo de curiosidade e desejo. Perguntou se mulher podia ficar com mulher, se o vibrador não fazia mal, como fazia pra menina ficar com dois( na dp), perguntou se não dois o sexo anal e eu sempre explicando pra ela. Ela se impressionou quando viu a menina chupando o cara até ele gozar na boca dela e ela enogoliu tudo. Ela tão inocente perguntou se era leite, eu falei que sim e ela disse que era nojento. Então falei que era gostoso e que eu chupava o pai dela é tomava leite também, falei que o pai dela chupava muito gostoso e o pau dele era bem grande e grosso( realmente é, tenho que estar bem lubrificada pra ser penetrada e sexo anal só de vez em quando!) Falei que quando ela fosse namorar ela tinha que saber tudo aquilo e que os namoradinhos tinham que ser muito bons e fazerem ela gozar( expliquei que gozar era quando o sexo tava muito bom e a gente sentia um prazer muito grande). Falei que já tinha ficado com meninas, que seu pai na boate de swing ficava com outras mulheres e eu participava junto( ela tão inocente perguntou porque eu não brigava com ele por tá ficando com outras). Falei que era legal a gente se tocar com o dedo até gozar pra se conhecer mais, que eu já tinha chupado algumas amigas e que tudo era muito bom.
Eu tava mega excitada, minha bucetinha tava pegando fogo e aí perguntei se ela queria sentir um pouquinho do que as meninas no vídeo estavam sentindo, ela perguntou como que sentia e eu expliquei. Ela disse que tinha vergonha e eu falei que ia ser rapidinho!
Estávamos cobertas e a Juju continuava a brincar mais afastada da cama. Pedi pra Vivi descer um pouquinho o short que ela estava e comecei a passar a mão, noooossa! Xaninha tão pequenina, tão fechadinha! Pedi pra ela afastar mais as pernas, peguei o lubrificante e passei um pouco no seu dedinho. Pedi pra ela passar na xaninha como ela fazia quando lavava ela no banho e assim ela fez. Voltei a passar os dedos, estava mais lisinha porém, muito fechada ainda, nem consegui achar o grelinho dela. Mas mesmo assim fiquei por alguns instantes passando os dedos, fazendo movimentos circulares e de baixo pra cima num vai e vem gostoso. Nossa eu pirei, nem tava acreditando naquilo! Ela só fazia rir e dizia que estava fazendo cócegas lá e na barriga, perguntei se estava gostando e ela disse que sim. Eu queria muuuito ver a xaninha dela mais aberto já, lamber, chupar, fazer ela ter o primeiro orgasmo com minha língua! Pedi pra ela ajeitar o short de novo e disse pra ela que eu tava com aquele calor que ela tava também, que eu tinha que gozar porque não tava mais aguentando.
Tão inocente ela perguntou se isso podia fazer mal se o calor não passasse e eu falei que sim.
Falei pra ela que ia me tocar e perguntei se ela queria colocar o dedo. Ela disse que não e eu insisti mais um pouco e ela concordou. Peguei a mãozinha dela e fui guiando. Passei no meu grelinho e acariciei de leve, eu tava explodindo de tanto tesão! Pedi pra ela fazer com o dedo como se tivesse apontando pra algum lugar e enfiei o dedo na minha bocetinha, aquele dedo tão pequeno e fino mas que eu estava prestes a gozar com ele. Pedi pra ela colocar dois dedos e comecei o vai e vem dentro da minha bucetinha e alternando no meu grelinho na demorou muito e eu logo gozei, mas me conti nos gemidos pra Juju não perceber nada! Foi incrível!!!! Não sei se ela vai querer continuar…mas vou tentar algo mais, estou louca pra chupar ela!

natipink88@gmail.com

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail