Meu Delicioso Estagiário, Peguei Gostoso

Acordei pensando no restante da pegada com o estagiário, calma vou contar pra vocês. Certamente sabem que sou eu a mulata de 42 anos quadril largo e bumbum grande, seios volumosos. Já o Eval Celso na época deveria ter uns 22 anos, alto um pouco largo, moreno claro, boca de lábios grossos um gaúcho com jeito de lobo voraz.

 

Estamos no meio de uma ” tórrida massagem”, agora na região dos glúteos . Ele apertava com força as polpas, mordia, cheirava e beijava cada uma e eu estremecendo. Confesso tenho bundão extremamente sensual por ser redondo e de marquinha do biquíni.

Enquanto ele me cheirava eu lascívia, murmurava azedona de desejo,

-“ Confesso que essas massagens estão me deixando … aí … mais atordoada, excitada sem dormir, com apetite sexual, e aí … dificuldade de satisfazer, meu corpo queimando.”

Ele ávido me cheirando nem consegue me ouvir, então continuo.

– “Tenho que arrumar um namorado para relaxar alguns contornos inexploráveis pela massagem.”

Ele com voz rouca e visivelmente excitado.”

– “Poderia de ser eu.”

Eu me movimento sensual de um lado a outro mostrando parte do corpo e murmurava.

– “Não, você é um garoto, deve ter uma namoradinha, e nós só estamos nas massagens terapêutica.”

Ele atrevido audacioso e imprudente consegue sussurrava.

-” Não tenho ninguém e … louco por você.”

Eu dou uma volta na cama e mostro a priquita, a xana, o xibiu, a xoxota ou seja a boceta e lasciva murmuro.

– “ Não , não tem muitos impedimentos familiares e social. Além do mais você ainda é um garoto e teria que avaliar seu estágio pós massagens.”

Ele ousadamente não me ouve e tira a cueca, salta a rola grande e grossa, fico com boca seca, está avolumada e com cheiro de sexo que me embriaga de desejo e como cadela no cio, sussurei.

– “Acho que vale a pena tentar ui ,,, hummm … que um pição grosso e grande, Confesso estou vontade de ser mamada nos bicos nos mamilos dos peitões”.

E apertei os dois espremendo ele atordoado, deitou nos travesseiro e eu coloquei um seio na boca, Eval Celso fechou os olhos e …. sugava mordicava e lambia e eu rolava excitada. Murmurei.

-“Essa técnica está me deixando fogosa, com tensão, meu corpo está trêmulo, quente, febril.”

Eval Celso safado propõe com maus intenções.

– “Tenho uma dinâmica relaxante, para essa região, a pélvica.”
Sem pensar muito sussurrei.”

– “Acho que pode aplica-la, afinal preciso ser aliviada”

Eval Celso me seduzia com sequencias de erotismo e consegui despertar a leoa adormecida… me escancarei na cama e coloco o vestido quase na cintura, deixando ver parte da xoxota das ancas, e dos peitões quase todo exposto… uma cena extremamente sensual. Rosnei:

– “Minha xoxota é que mais precisa.”

Ele passa a mão e sente que está úmida, molhadinha com melzinho. Rosno outra vez.

– “Ela esta sempre molhadinha depois das técnicas de massagens.”

Rosno e grasno ele com os olhos semi cerrados eu continuo.

– Eval Celso ela está sempre avoluma-se você esta perto ou quando penso.”

Gente suas mãos grandes me escancarou … e com o indicador toca no grelinho que parece um “brinquinho” balançando … fiquei eletrizada, ele se curvou, colou a boca na xana, na priquita, no xibiu, na xoxota ou seja a boceta e sugou meu suco …

AH!! Nossa! Puxa! Oh! Ahhh!, o corpo sacudir, foi quase uma convulsão. Gemi e exclamei rosnando:

– “Pensei aí pensei que nunca iria chupa minha “ostrinha,” minha “conchinha”, sonhei … ah! como sonhei ..”.

Ele se derrete e geme com cochicho.

– “Sonhei e agoro chupo … gostosa… suculenta… carnuda e cheirosa.”

Gente da terra! : Hum!, Hem!, Raios!, Chupava e lambia meu suco do gozo … me contorço … ele mete a língua e uivo… ah! sem sexo muito tempo.

– “Isso estou em brasa quero algo latejante.”

Ele se acomoda na cama … eu sem pudor … procuro e seguro sua pica… abocanho quase toda, sinto cheiro de sexo… e excitação … lambo … a cabeça rosada e de esfera grande … me delicio… ele me chupa e metia a língua e gozei morna e leve. Ele disse:

– “Vou apagar o fogo que você me provoca. Quero-a nua pra sentir a rola de uma macho.”

Gente! Gente ofego sem respiração, levantei o vestido pelos lados e deixei-o no ombro. Ele veio e tirou com uma pressão, deixando-me … nua …

Me escancarei de quatro na cama e ele se posicionou e colou na enfiou na xana … ou priquita … ou xibiu … ou xoxota ou seja na boceta … Confesso senti a carne me invadindo gulosamente minha “ostrinha” eu tremia … suava … e mexia o quadril e ele urrando… anestesiando minha xana, tirava e metia … gozei … gozei … gozei com gosto de mais … ele me comendo sem trégua e gozamos.

Caríssimos leitores!! Passamos a manhã nas “massagens” ele sem tirar a mão larga e grande do “brinquinho”, alias eu aberta e ele balançando meu lóbulo vaginal, meu “ brinquinho”.

Ficamos na cama, perguntei por fez a brincadeira da massagens, ele disse que a muito tempo queria me comer, me tarava quando passava da piscina, então armou o estágio com a mãe, depois a carona e por fim a ideia das massagens. Sorri, ele mamando gulosamente sempre.

Adotamos a estratégia de fazer massagens no trabalho para não perder o clima,o tesão o desejo do proibido. Eval Celso mudou de Setor, veio para a minha ante sala, aleguei que preciso de um digitador. Para as massagens deixei no armário calcinhas e soutiens de reservas e duas almofadas.

Gente da Terra!! As vezes deliciosamente ele digitando e eu sentada nas suas pernas escancarada com a pica na mão pincelando minha xoxota … ou priquita … ou xibiu … ou xana ou seja na boceta … e ele com a boca nos peitões.

Mas vezes ficava encostada na escrivaninha e ele me chupando e culminava com uma rapidinha escancarada em pé. Podemos ainda transar ppmm no tapete com um homem me comendo sem trégua, ostensivamente. Vivia sempre massageada.

Gente para enlouquece-lo de vez numa sexta-feira nada de sexo desde ontem, a noite fomos num barzinho e ele disse em casa que dormiria na casa de algum colega. Comprei uma fantasia de executiva assim que chegamos em casa fui ao banheiro banho rápido e coloquei a fantasia, ultra sexy. Vi desejo no seus olhos.

-“ Uma executiva … eficiente … gostosa … sua chefe..”

Gente! Psiu! Pasmem! Eval celso já nu, gesticulo com a cabeça… me escancaro na cama ele vem e abre a camisa tipo, camisaria estou sem soutien, meus seios doloridos e são sugados. Chupa com fome e eu excitada me delicio e rosno com sua boca nos bicos … ah! nos mamilos me enlouquecendo.

Quero excita-lo e me abaixo e chupo sua rola e mamo, seguro massageio e chupo… cheirosa e deliciosa e agora me comendo sempre. Numa paixão o tesão é grande, me levanto e ele tira a saia justa e … estou .. nua … nuinha ..
.
Minha boceta com o bigode fica na sua mão, sente minha excitação e já armado, me escancaro mas quer o “rabinho”… no botãozinho … no cuzinho mesmo. Coloco-me nos travesseiros ele vem e pincela … a xoxota … ou priquita … ou xibiu … ou xana ou seja na boceta … e mete com pericia no cuzinho… vai cadenciado e sinto me rasgando a região anal um estouro de desejo… mete mete e gozo ele vai e acelera e com misto de desejo … gozamos.

Eita! Nossa! Época boa, estamos sempre namorando, com gestos rápidos, mas sem faltar as chupadas e mamadas nos peitões com apetite de lobão … esfomeado e com fúria… gemi. Vivia com hematomas. hoje estou com saudades dele.

Quando estava com vontade simulava uma ” coceira” nos meus seios e ele no seu tórax.

Comentem e releiam…

Sexo por Telefone

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.