Menage a Tróis com Colegas de Trabalho Enquanto o Noivo Dormia Chapado

Olá, meu nome é Cris sou loirinha cabelos longos 1,65M 55kg com seios siliconados em 250 ml barriguinha chapada, e um bumbum arrebitado. Este fato ocorreu numa viagem há algum tempo atrás com pessoal do escritório. Éramos cerca de 20 pessoas numa mesma casa em Arraial do Cabo, ficaríamos num feriadão entre quinta feira e domingo. Fui com meu noivo Bruno, e na primeira noite tudo ainda estava normal, fora alguns casais e um trio que estavam mandando ver… Bruno alegando cansaço da viagem foi um dos primeiros a deitar. Como já conhecia todos não sentiu nenhum tipo de ciúme, e se mandou para o quarto reservado para nós. Ainda a beira da piscina, nada além de algumas trocas de olhares maliciosos com dois carinhas o Edu e o Rodrigo. Os dois eram deliciosos, Edu 1,78M 85kg moreno quase mulato, cabelos raspados à máquina e uma boquinha carnuda que enlouquece qualquer uma… Já o Rô, branco 1,86M 90 kg, todo grandão e forte, peitos peludos, e cabelo raspado também. Nesta noite fui dormir cheia de tesão, pois aqueles dois gatos MARAVILHOSOS não tiravam seus olhos gulosos de cima de mim. Cheguei no quarto e o banana do meu noivo só faltava roncar, fui dormir literalmente chupando dedo. Durante toda a madrugada ouvi barulho de pessoas trepando, a casa cheirava a sexo por todos os locais onde se passava. Mas no dia seguinte com certeza daria minha xaninha para alguém, mesmo que não fosse o Bruno. Na sexta feira, alugamos uma escuna e passeamos pelas principais praias do balneário. Eu me insinuava o tempo todo para meu noivo, esfregava minha bundinha gulosa em sua pica, mais parecia que o Edu e o Rô, estavam mais excitados que Bruno, já nem disfarçavam o volume sob suas sungas. Aquela brincadeira me deixou molhadinha, fiquei imaginando como seria ser possuída por aqueles dois cavalões.

Sexshop

No fim de noite não teve jeito, Bruno ficou chapado antes de meia-noite e foi para cama. Discutimos e ele dormiu sozinho no quarto, pois estava decidida a entrar na rola naquela noite. Voltei lá pra fora e continuei bebendo com os meninos. Aos poucos a turma foi saindo, uns foram para Búzios outros Cabo Frio ficando apenas eu e os meninos, e o corno apagadinho na cama. Na hora de dormir fui para o quarto dos solteiros, pois além de estar PUTA com Bruno, estava decidida a dar minha bocetinha pra qualquer um dos dois meninos. Neste quarto haviam dois beliches, deitei numa cama embaixo do Edu, e Rô ficou no lado oposto em outra beliche. Peguei no sono rapidamente, mais meu descanso foi interrompido por Edu que arrastou cuidadosamente o short de meu baby doll para o lado, confesso que me assustei com sua ousadia, mas AMEI sua atitude. Ele deu um cheiro em minha virilha que me arrepiou da cabeça aos pés. Meu coração ficou descompassado, mil coisas vinham em minha mente, meu noivo dormia num quarto no mesmo corredor… Rô na outra cama bem próximo a nós, fora alguém da turma que pudesse voltar pra casa mais cedo. Mas quando o tesão bate… Não tem mais volta, queria jogar aquele jogo, iria deixar rolar pra ver o que aconteceria. Edu ficou mais ousado, tirou minha calcinha de lado, sem fazer questão se eu iria ou não acordar. Expôs toda extensão de minha rachinha, e passava somente a pontinha de sua língua quente e úmida. Fiquei encharcada na hora, não dava para continuar que estava dormindo. Comecei a fazer carinho em sua cabeça empurrando ela em direção a meu sexo. Edu concentrou seus lábios carnudos em meu clitóris aplicando uma forte pressão ao mesmo tempo em que enfiava um dedo em minha bocetinha e outro no cuzinho. Gozei gostoso mordendo o travesseiro. Meu cuzinho e minha bocetinha piscavam de gratidão por aquela chupada. Edu me tirou da cama e pôs o colchão da cama de cima no chão, e sem maiores cerimônias me posicionou de quatro e penetrou minha xota carente de uma só vez, minha lubrificação era tanta que meu colega não teve dificuldade alguma. Estava delirando de prazer com aquela piroca morena todinha atolada em mim, que nem reparei Rô surgindo ao meu lado completamente nu, ofereceu um imenso caralho branco para eu mamar. Era meu primeiro swing, o tesão era tanto que nem pensei duas vezes, abocanhei aquela tora até onde pude. Era uma sensação de TOTAL SUBMISSÃO, estava ali a mercê de dois machos POTENTES. Edu acelerou os movimentos em minha bocetinha e anunciou que estava prestes a gozar, e quando me ofereceu seu cacete sorvi cada gotinha de seu néctar, me deliciando com o sabor de um macho diferente. Agora era a vez daquele cacete imenso do Rô foder minha xaninha agora. Ele deitou com aquele belíssimo exemplar de cacete apontando para as nuvens, não pensei duas vezes montei gostoso aquele macho, cavalguei como uma amazonas, sua piroca parecia que ia me rasgar ao meio. Edu que até então estava um pouco afastado só tocando uma chegou mais para perto me oferecendo seu pau que já estava quase no ponto para o segundo round. Estava uma delícia o gosto de meu melzinho misturado ao seu leitinho… Já estava fora de mim, nem me lembrava de Bruno ou dos outros hóspedes da casa. Fui completamente dominada por aqueles dois machos. Já estava próxima de mais um orgasmo quando Rô me posicionou de frango assado. Ele metia de forma lenta, mas com estocadas muito fortes e cirúrgicas. Dava pra ouvir o forte som de seu saco batendo em mim. Enquanto isso Edu mamava meus seios e me beijava a boca. Era uma loucura!!! Ser possuída por dois garanhões, até então era a melhor noite de sexo de minha vida. Nem em meus sonhos mais devassos achava que poderia ser a putinha submissa de dois machos AO MESMO TEMPO. Os meninos inverteram as posições, eu agora mamava no colosso do Rodrigo enquanto Edu fodia minha bocetinha na posição de frango assado. Estava tão melada que o suco que saís de minha xota escorria todo para a entrada de meu cuzinho. Edu aproveitou da situação e encaixou a cabecinha de sua piroca na portinha de meu anelzinho. Começou uma pressão usando mais jeito do que força, sentia meu buraquinho agasalhando aquele pau milímetro por milímetro. Em dado momento quando já tinha entrado uma boa parte começou um vai vem cadenciado, o filho da puta tinha a manha de foder um cuzinho gostoso. Uma sensação indescritível tomava conta de meu corpo, sentindo a pele de meu cu espremendo aquela pica deliciosa. Não tardou muito e Rô inundou minha boquinha gulosa com seu leitinho quente. Neste momento já esfregava meu grelinho alucinada enquanto Edu saciava sua sede de cu metendo sem dó nem piedade em meu buraquinho. Gozei antes dele, um gozo muito intenso, que só quem curte sexo anal pode saber da sensação que estou descrevendo. Edu tirou aquela pica morena de dentro de mim e esporrou sobre meus seios e meu rostinho… Depois disso me despedi dos meninos e dormi ao lado do corninho bêbado. O trouxa nem desconfiou de nada, e ainda por cima tava cheio de amor pela manhã beijando minha boca que horas atrás bebeu porra de dois machos.

Ainda saí com os meninos depois disso algumas vezes, e ninguém nunca descobriu.

Disk Sexo

Aconselho a todas as mulheres que pelo menos uma vez experimentem um ménage a trois, pois a sensação de dois machos dominando seu corpo te faz sentir uma fêmea de verdade.

Sexo por Telefone

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.