Me entreguei para o amigo do meu pai

Aqui me chamarei Mel, tenho 25 anos, sou negra de cabelos cacheados, bunda grande e seios médios, desde muito nova chamava a atenção por ter corpão com rostinho de menina. Meu pai é mergulhador oficial da marinha e na minha casa anda muitos militares, e todos me olhavam com cara de desejo, quando meu pai se ausentava, também sempre fui do tipo que gosta de provocar, eu com 14 anos falava de sexo abertamente e todos achavam que eu não era mais virgem, pois gostava de aparentar experiência, embora, toda a experiência que eu tinha era apenas de ler livros eróticos, e ver alguns videos escondidas na internet. Certo dia, meu pai saiu em missão e como eu já tinha 16 anos ele confiou em me deixar sozinha em casa, o que eu amei, achei que ia chamar minhas amigas e fazer a festa, só que quando eu tava pronta pra ligar para elas, aparece lá em casa o amigo do meu pai que mais ia lá em casa, eles eram tipo melhores amigos, ele estava de licença médica por isso não saiu em missão também.
-Oi, Melzinha, seu pai está?
-Não, você não sabia que ele saiu em missão?
-Nossa, é verdade! Como estou de licença até esqueci dessa missão.
Você tá sozinha?
– Sim, meu pai depois de tanto tempo se sentiu seguro pra me deixar sozinha!
– Ele é louco, se eu fosse seu pai, não deixaria, minha princesinha sozinha!
– Não tem perigo, aqui todo mundo se conhece! Quer entrar?
– Melhor não, o povo aqui fala demais, não que eu não queira entrar e te fazer companhia.
– Para de ser bobo tio, não tem ninguém olhando, entra logo!
– Tá bom, mas temos que tomar cuidado na hora de eu sair, não quero esse povo maldando com isso!
– Nossa você tá arruma pra ficar em casa!
– Ah, é que eu estava de saída, ia ver as meninas.
– Então vou embora.
– Não, fica! Vamos conversar, já que nunca tivemos muitas oportunidades!
– Verdade, te vi crescer e nunca conversamos, também seu pai morre de ciúmes de você!
– Rsrs… Se depender dele, morro solteira!
– Rsrs… Verdade, tbm se eu tivesse uma filha linda assim, também seria super protetor!
– Não sabia que o tio me achava linda, obrigada!
– Sempre achei, eu falava isso desde que você nasceu, só que agora é diferente, se eu ficar falando isso as pessoas podem ver maldade, e seu pai é como se fosse meu irmão!
– Que bom que não é. Seria um desperdício ter um tio assim!
– Menina!
– O quê? Você acha que eu sou boba e não sei que você olha pra mim diferente?
– Você é uma criança, não sabe de nada!
– Fala que você não quer me beijar, agora? Caso contrário, você nunca teria entrado aqui!
– Eu errei em entrar, verdade!
Também se fosse um pouquinho feia, mas, é assim, nem parece criança, é uma verdadeira tentação!
– Então, você quer me beijar?
– Te beijar? Eu quero mais. Mas, não devo!
Nessa hora, comecei a provocá-lo mais, e prendi os meus cachinhos, tirei o meu tênis e falei que tava muito calor, ele apenas concordou com a cabeça, não satisfeita, tirei o tênis dele também e deixei minha rosto bem na altura do seu pênis, quando subir deixei minha mão encostar lá, e já tava super duro.
– Menina, eu não sou de ferro, não faz isso comigo!
– Isso o quê? Deixar você louquinho por mim?
E beijei o seu pescoço, nisso ele não existiu, me puxou e começou a me beijar com paixão, foi de longe o melhor beijo da minha vida, até o momento, naquele dia, eu descobrir o que era desejo de verdade, eu era virgem e queria aquele homem dentro de mim de todo jeito, o detalhe é que ele me achou tão experiente que achava que eu não era mais virgem! Continuamos nos beijando cada vez com mais fogo, até que ele levantou o meu vestido e começou a beijar minha xaninha por cima da calcinha, daí, eu fiz um movimento de lavantar as pernas na hora ele entendeu que eu queria mais, e tirou minha calcinha e começou a chupar-la e foi com tanto desejo lambusava ela, e ia a procura do meu clitóris, e a minha xaninha virgem piscava de desejo por aquele homem, eu sentir uma coisa tão boa, que só depois de muito tempo eu entendi que aquilo era o meu “G” o meu orgasmos. ( de tanto assistir vídeos e ler livros eróticos, ficava imaginando o dia que teria um homem chupando a minha xaninha, e nem no meu melhor pensamento era tão bom, quanto foi esse dia). Ele tirou o resto do meu vestido e começou a mamar nos meus peitinhos, enquanto baixava sua bermuda, não sei como, ele apareceu com uma camisinha, colocou e me penetrou, nessa hora deixei escapa um grito, de dor e prazer, e só ai ele percebeu que eu era virgem, olhou pra mim, com um olhar de desejo e susto, mas não parou continou com os movimentos até gozar e cair sobre mim exausto.

Sexo por Telefone

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.