Flagrei minha prima tocando siririca

Minha prima na siririca foi algo que eu nunca esperei ver na minha vida, e confesso que sempre tive o maior tesão nela, desde que nós dois eramos mais novos, aí como ela morava em outra cidade aqui do interior, a gente se via sempre nas férias, e quando ela fez 18 anos, passou no vestibular e veio morar aqui em casa para poder cursar a faculdade e eu e meus amigos passamos o maior sufoco porque a Emily, só anda de shortinho curto e camisetinha mostrando o umbigo o tempo inteiro pela casa.
Já toquei altas bronhas pensando na minha prima morena que tem uma bundinha gostosa, uns peitinhos bem durinhos que parecem furar a blusa a qualquer momento e pelo shortinho dela sempre vejo sua bocetinha marcada e dá pra perceber o quanto é inchadinha e greluda, e por um tempo achei que fosse ficar louco de tesão, eu não dormia só pensando em foder a minha priminha, mas sabia que aquilo era errado, já que ela nem me dava moral.

Um dia meus pais foram para a casa de praia de um casal de amigos e iriam ficar todo o fim de semana lá, e eu ia dormir na casa de uma mina que eu pego de vez em quando, e até avisei para a Emily que ia dormir fora, mas de última hora resolvi não ir porque minha mina tava de tmp e eu já sabia que ia ser um saco aturar, então depois da aula fui pra casa, entrei devagarzinho para dar um susto na minha prima, entrei e fui até o quarto dela e levei o maior susto!
Cheguei em casa e a safada tava se masturbando
Ela tava de porta aberta, com o som ligado, peladinha tocando uma siririca bem gostosa enquanto com a outra mão tocava e apertada seus peitinhos gostosos e na hora minha pica ficou dura, então sem aguentar mais eu na maior cara de pau perguntei se a coisa tava boa, e ela deu um pulo da cama, jogou o travesseiro em mim e me chamou de filho da puta, mas eu entrei, tranquei a porta e disse que a gente podia brincar juntos, mas ela mandou eu sair e claro que não fiz né? deitei na cama e falei pra ela que a gente podia curtir e ninguém ia ficar sabendo, e chamei ela pra deitar comigo.
Ela pensou um pouco e respondeu que se eu contasse aquilo pra alguém eu estaria fodido e então veio, deitou do meu lado e começou a tocar no meu pau por cima da calça e disse que era maior do que ela pensava, continuou ali, acariciando minha pica e depois de um tempo colocou pra fora e pedi pra ela chupar, o que ela fez meio desajeitada, parecia que nunca tinha chupado um caralho, mas ensinei pra ela e ela começou a melhorar.
Minha prima engolia meu pau sem frescura, chupava até o talo e eu sem aguentar mais pedi pra chupar sua boceta, que tava bem molhada e deixou minha cara ensopada com seu melzinho gostoso e a cada linguada minha, eu ouvia ela gemer e se contorcer na cama, então sem aguentar subi em cima dela e fui meter a rola, mas ela disse pra eu ir devagar que ela só tinha dado a boceta uma única vez e doeu muito, então eu disse que molhada como ela tava ia ser fácil e eu colocaria bem devagar, aí abri as pernas dela devagar, me deparei com aquele grelo durinho esperando um carinho e fui passando a cabeça do meu pau na entrada da boceta dela e deixei ela louca.
tocando siririca
Eu queria fazer ela me pedir pra meter e continuei brincando assim um tempo até que ela louca de tesão pediu:
– Mete logo e para de enrolar Júnior.
E eu morrendo de vontade enfiei, ela gritou, arranhou minhas costas mas eu comecei a estocar e ela começou a reclamar de dor mas eu garanti que logo ficaria gostoso e continuei, até que ela passou a curtir, gemer de prazer, arranhar minhas costas e falar que tava uma delícia, aí eu pedi pra ela sentar, ela quase não aguenta, mas fui ajudando ela bem devagar e logo a safada tava praticamente pulando no meu pau.
Não demorou e eu gozei dentro daquela boceta, não me aguentei e deixei ela encharcada com minha porra, e foi uma delícia ver a boceta dela piscando e escorrendo meu leitinho, e depois disso fomos tomar banho juntos, trocamos beijos e mais safadeza e o resto do nosso fim de semana foi de puro sexo até os meus pais voltarem