FIZ MÉNAGE COM MINHA VIZINHA E A IRMÃ DELA

Este relato é a continuação do anterior ‘CONHECI E METI NA IRMÃ DA MINHA VIZINHA’ e conforme havia encerrado, já com a Gabi (a visitante) e a irmã dela Ângela (minha vizinha) dentro da minha casa,
sentamos todos nas poltronas, eu na menor de frente pra elas e antes que eu dissesse alguma coisa, a Gabi falou: ‘Não disse que te faria uma surpresa antes de retornar para a minha cidade, pois aqui está, é a minha irmã, a vizinha que você diz adorar tanto e que me disse te achar um homem muito interessante e te adorar muito também. Fingi que não estava entendendo e perguntei o que ela (referindo-me a Ângela) estava fazendo ali no que seria a nossa despedida e ela (Gabi) sorrindo disse que ela estava ali para ser minha também, mas obviamente que com ela junta’ e em seguida me perguntou se eu gostei da surpresa e lógico que eu disse que sim, daí em diante não perdermos mais tempo e como a Gabi viu que eu já estava de cacete duro por baixo do meu short, sugeriu que eu o apresentasse para a irmã dela o que de imediato sem pudor algum eu fiz. Levantei-me, aproximei-me delas e de uma só vez arriei meu short e minha cueca junto, deixando o meu cacete duro e pulsante totalmente a mostra. Sem hesitar, a Gabi, segurou-o, deu um beijo e uma chupadinha de leve e o direcionou na direção da boca da irmã, falando para ela me provar, o que de imediato ela fez, segurando-o, levando a boca até ele e engolindo-o de uma só vez iniciando uma bela chupada sob o olhar da irmã, que já se tocava na xota com uma das mãos por baixo da sainha que usava. Depois de ver a irmã me chupando por alguns minutos, perguntou-a se estava bom e ao ouvi-la dizer que estava ótimo, passou a dividi-lo cm ela e assim ambas passaram a se revezar nas chupadas, vez ou outra chupando ao mesmo tempo e se beijando. Vendo a cena meu tesão só aumentou e se o meu cacete já vibrava antes, passou a vibrar ainda mais. Elas então se levantaram e passaram a se despir ao mesmo tempo e em instantes estavam ambas com seus belíssimos corpos, totalmente a mostra para mim, o da Gabi eu já conhecia, mas o da Ângela eu estava vendo pela primeira vez e era tão lindo quanto o da irmã. Vendo aquelas bucetinhas peladinhas na minha frente, não resisti e agachando-me frente a elas cai de boca alternadamente naquelas rachas, fazendo-as gemer a cada lambida, linguada e chupada que eu dava, olhando-as se beijarem e se acariciarem. Foram uns bons minutos com elas ali de pé na minha frente, sendo chupadas por mim, mas logo que começaram a gemer mais alto e ter os primeiros orgasmos, sugeri que se posicionassem sobre a poltrona para que eu pudesse fode-las gostoso e assim elas fizeram. Gabi então falou para a irmã ficar de quatro e me disse para fodê-la bem gostoso, pois queria assistir e ouvir a irmã que é bem recatada e estava traindo o marido pela primeira vez, entrar na minha vara e gemer bastante. Quando eu já me posicionava para penetrá-la, ela abocanhou o meu cacete e chupou-o por alguns instantes, para em seguida dizer que agora sim, eu estava no ponto para meter na irmã dela o que de imediato eu fiz enfiando o meu cacete bem devagarzinho naquela bucetinha (bem apertada por sinal) que embora estivesse bem meladinha, teve certa dificuldade para aceita-lo dentro dela. Aos poucos aquela bucetinha linda dela foi se dilatando e meu cacete passou a entrar e sair daquela racha mais facilmente, levando-a a loucura, pois ela dizia que estava muito bom e que nunca tinha levado outra pica a não ser a do marido (o seu primeiro e único homem até então) que era bem menor e mais fina que a minha, dentro dela. A irmã assistia tudo se masturbando sem nada falar e depois de alguns minutos disseque também queria me sentir dentro dela e pedindo para que eu me deitasse sobre o tapete, passou a me cavalgar enquanto trocava carícias e chupava os peitinhos da irmã que também gemia de prazer. Metemos por um bom tempo ali no chão da sala até que resolvemos ir para a minha cama no quarto, onde as duas continuavam se pegando gostoso no rala e rola enquanto eu as penetrava alternadamente na bucetinha e também no cusinho, levando-as a espasmos e gozadas em sequências. Metemos gostoso no primeiro ménage delas nem sei por quanto tempo, até que eu não aguentando me segurar mais, disse que ia gozar e as duas disseram que queriam sentir a minha porra sobre seus rostos e na boca e se posicionando deitadas lado a lado, só esperaram que eu jorrasse meu leitinho sobre elas conforme me pediram, o que logo fiz, caindo exausto ao lado delas na cama. Descansamos por alguns minutos e depois fomos todos para o banheiro para tomarmos banho juntos e lá entre carícias com a água caindo sobre nossos corpos, nos excitamos novamente e eu acabei fodendo-as ali mesmo no banheiro, até fazê-las gozar e eu também chegar mais uma vez ao orgasmo. Foi uma tarde de despedida sensacional, já que a Gabi teve de retornar logo depois para Barra Mansa, onde mora e desde então só temos mantido contatos por telefone, zap e webcam. Quanto à irmã dela, nem preciso falar que depois daquela tarde passamos a nos encontrar com frequência e meter gostoso pelo menos uma vez por semana, às vezes na minha casa, outras num hotelzinho situado num bairro próximo de onde moramos. Gostaram? Então não deixem de votar e comentar. Conto com vocês e podem aguardar que em breve publicarei novos relatos verídicos.

Sexshop
Sexo por Telefone

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.