Eu e o Vigilante, que pegada Noturna

É real, chegamos ao último mês do ano, daqui a pouco será 2017, como o tempo passa rápido, não é mesmo?

 

Temos nos encontrados algumas vezes, e que encontros! Tenho relatados cada Contos de arrepiar, com riquezas de detalhes que certamente vocês gostam. Reconheço que muitos são das vizinhas ou colegas, e certamente se perguntam, será que Anini não pega ninguém ? Rsrsrs, é lógico que sim, porém amo ser “voyeur”.

Hoje é meu dia, vou relatar minha pegada recente. Então sou profissional vinculada a uma instituição, porém complemento meu orçamento prestando assessoria para uma Consultoria.

Vocês já sabem sou mulata de 42 anos, corpão malhado, seios fartos, bumbum grande, coxas e pernas grossas. Sou vaidosa como toda mulher, gosto de cremes e perfumes. Adepta de cabelos cacheados soltos, unhas vermelhas, em resumo peruada.

Costumo usar saltos altos de scarpin nas cores variadas, saia lápis de cores diversas e blusas estilo camisaria num corte bem feminino, que me dar uma certa elegância com sensualidade.

Sou solteira mas tenho um relacionamento conturbado com um primo. No momento tive um caso rápido com um vigilante que trabalha do edifício onde presto consultoria.

Estava saindo do escritório tarde da noite, um dos vigilantes récem contratado, estava no corredor do meu andar. Eu fechando a sala, ele se aproximou e fechou a porta, me entregou a chave segurando minha mão, me enlaçou, eu carente nem reagi, cheirou meu pescoço e alisou meu corpo todo, passando pelos seios bumbum ahhh! Faltou fôlego tamanho era o meu desejo.

Me soltou desaparecendo pelas escadas, fiquei anestesiada, com a priquita ou boceta beliscando, um desejo imenso, depois acionei o elevador desci, ele lá em baixo no posto procurei-o com o olhar, ele sério e fui para casa.

No outro dia no inicio da noite fui ao banheiro, tomei uma ducha na xoxota, troquei a calcinha, escovei os dentes, retoquei os cabelos, e por último um perfume cítrico.

Aguardei-o esperançosa, deixei a porta aberta ele apareceu imaginem! Homem maduro, moreno claro, corpulento, boca larga e olhar penetrante, biotipo gaúcho. Entrou, meu coração disparou … se aproximou e alisou meus cabelos, eletrizou tudo se abaixou e me beijou, eu um fogaréu.

Gente! Que homem! Queria … queria e me entreguei ofegante aos carinhos. Ele me cercou e se alojou entre minhas pernas, cheirou o pescoço e desceu a bocarra por entre o meio dos seios… ficou cheirando … sentiu meu perfume, uma morte.

A porta continuou aberta e o corredor sombrio com uma única luz acessa bem fraca. Atrevido ele abre o primeiro botão … me olhando tirou um dos seios do bojo do soutien … segurou-o e com os dedos polegar e indicador apertou o mamilo espremendo… eu tremendo sussurrei.

– “Seu atrevido, vou … vou reclamar ao chefe. “
– “Vou lhe fazer uma mulher saciada”.

– “Quem disse que eu quero?”
– “Quer, quer eu sei.”

Sem espacejar colocou a bocarra no mamilo e chuuupou … aí aí aí fique sem reagir, apertou o mamilo com os lábios e abocanhou-o todo… gemi alto … ele tirou o outro e chupou-o alternadamente … eu quase morrendo… hummm … segue com a bocara nos peitões gulosamente abrindo o restante da blusa tirou-a e jogou no birô.

Fiquei com o soutien exposto, ele com os olhou gulosos nos peitões. que são um convite, os deixou livres … presunçoso mamou fartamente eu choramingando de desejo … ele amando o meu tesão … experiente ele massageava … mamava … sugando todo.

Gente que sensação, indescritível. Partiu para a saia, abre o zíper, sempre me chupando nos peitões beijando minha boca sem me dar trégua. Gente difícil de contar, ele suspendeu na marra a saia me desnudando parcialmente. Calcinha colada na xoxota com quase tudo mostrando.

Ahhhh! Levantou-se e me pegou no colo, me levou para a mesa de reuniões e me sentou em cima. Fiquei de micro calcinha vermelha e scarpin preto, gestualmente sensual, ele se livrou da sua camisa e abriu o zíper da calça sem tira-la apenas tirando da cueca a pica, o pau, a pingolona , o mastro ou melhor o pau, estremeci.

Ele me olhou guloso… comilão … devorador curioso nas minhas formas e segurou as laterais da calcinha … puxou sem êxito … pegou o estilete da mesa e cortou uma lateral da calcinha depois na outra … estremeci os peitões arrepiados do ar condicionado, cheios de desejo.

Imaginem! Eu nua com os restos da calcinha na mesa… o corpão desnudo, com os peitões tremendo! era um convite ao prazer, eu ia tirar o resto da calcinha e “grudar” minha xana na mesa deixando cheiro de xoxota … ele não deixou.

A porta aberta … ele se sentou na cadeira giratória me posicionou na minha frente segurou ” minhas pernas” e … abriu -as … fiquei com a xoxota exposta … depilada com o bigodinho … se curva e cheirou o resto da calcinha… aí … aí … aí … partiu para a xoxota … bolinou o grelinho já grande com o nariz … gemi o primeiro toque na minha ” priquita,” xoxota, boceta, xana.

Sabe o que fez? Lingou-a … chupou-a … mordicou-a tive sobressaltos gemi nua somente de sapato de salto .

Ele me olhou envenenando minha alma, lambi … lambi … e chupa chupa … levanta a cabeça e volta a chupar meus peitões … mama mama e bolina a xoxota… quuuuero mais e … segurei sua cabeça, direciono-a à xoxota e o pressiono de encontro com a boceta, para ele mergulhar… ele atolou a língua na xoxota … boceta … priquita … xibiu … e … chuupou … sugou … e … gozei… gemendo.

Confesso agora, foi divino! O gauchão é um deus do amor,do desejo,do sexo. Desci e me abaixei na frente dele ainda sentado … segurei a rola e chupei toda com gosto de fome … o olhei safada e ele sem respiração se contorcendo com prazer … abocanhei … segurei e língua na pica toda … chupei com pressão na cabeçorra … cheirosa … avermelhada … dura … duríssima … me afastou e levantou-me

A porta aberta atiça o perigo … subi na cadeira larga giratória … de quatro com a bunda pra cima … ele se curvou e chupou tudo meu mel da xoxota … abriu minhas pernas … e foi para o cuzinho … cheira cheira … urrei abalada como louca … ele chupando … se fartando.

Agora em pé ereto se posicionou na minha xoxota … pincelou com o pau, ou cacete, ou picona, sei lá e … meteeeeu a pingolona. Pensem como estremeci gritando… cadenciou … meteu … tirou … meteu … apertava meus peitões nos bicões e senti um prazer como poucos na vida … gozando…

Sussurrei:
– “ Você é um pretensioso.”
– ” Você uma gostosa.”

– “ Você m imprudente.”
– “ Você deu corda.”

– “ Que audacioso, mas me coma todinhaaa.. uma ordem.”

Ele tirou a picona da xoxota passou um creme de mãos em cima do birõ e lambuzou … bolinou meu cuzinho … foi … foi … foi … e meteeeu … ahhhh! Que sensação! Uma delicia … mas doía, ele sem importar com meu resmungos comeu … comeu eu me vi num mar de desejo e gozei. Ele sabe como seduzir uma mulher e segue comendo meu cuzinho com a deliciosa grossa rola e mete mete mete e goza.

Me levantei da cadeira e ele me beijou… ouvimos passos no corredor ele se apressou e fechou a porta… seu colega perguntou.

– ” Erval, está tudo bem?”
– ” Sim.”

Me troquei apressada com a xoxota e cuzinho cheio de esperma.

Ele guardou os restos da calcinha no seu bolso, guarda a picona pois não tirou a calça e veste a camisa. Ficamos namorando nos beijando como loucos num tesão danado.

Descemos pelo elevador nos beijando… o esperma descendo pelas pernas … saia molhada… o elevador cheira a sexo puro. Em baixo no hall do prédio comercial, ele diz.

– Senhora vou leva-la ao estacionamento.

Em pé junto do meu carro ele atrevido e imponente me beija e abre minha blusa estou sem soutien segura meus peitões doloridos e chupa … chupa … seguro-os e ele se farta … gemo … tira a rolona da calça e seguro … eriçado … suspendo a perna a saia rasga mas … o tesão nos domina e ele enfia a pingolona na xoxota inchada.

Gente! Que insensatez nossa, porém nos queremos, gulosa a minha boceta, xibiu, xoxota engole toda a pica e ele me come … com estocadas fortes …come … tremo e gozamos … o colega ver tudo de longe …

Continuo … depois contando o restante, agora vou me acalmar.

Sexo por Telefone

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.