Eu e Minha Enteada Gostosa

Olá sou o julio(ficticio), o q vou relatar aqui é real, por isso usarei nomes ficticios. Sou moreno 1,78 mc de altura um pouco gordinho mais um gordinho gostoso. Tudo começo quando conheci minha esposa a três anos atraz; foi tudo muito rapido nos conhecemos e ja fomos morar juntos… Minha esposa tem duas filhas uma q na epoca tinha 8 e a outra 13 anos. Sendo q a nati (ficticio) com 8 morava com ela e a vivian de 13 com a avó; minha relação com minha esposa sempre foi muito legal pôs sempre estavamos de bem com a vida, a nati sempre foi uma menina muito apegada com a mãe por isso sempre cobrou ciumes por estar dividindo a atenção de sua mãe com outra pessoa. Eu e a nati desde o inicio não nos demos muito bem pôs não sou de tolerar crianças q querem ter mais autoridades q os adutos. Mais vamos ao q realmente interessa, sempre q eu chegava em casa a nati estava só de calcinha mais nunca reparei para ela com segundas intençôes, o tempo passou e ela foi crescendo e seu corpo foi mudando, ao completar 10 anos ja era outra menina com o corpo em formação e com curiosidades sobre assuntos de sexo. Certo dia ao transar com minha esposa percebi q a nati tava na porta do nosso quarto tentando escutar o q estava aconcendo…foi ai q me veio a ideia de gemer bem auto na hora q gozei, no dia seguinte a nati olhou para mim com cara de safada como se quizesse fala algo, disfarcei e fingi q não percebi. Mais sabia q tinha uma novinha doida para aprender sobre sexo e eu não poderia perder essa oportunidade; ao chegar em casa a noite do trabalho fui jogar futebol com os amigos, por volta das 23:00 hs voltei e me deparei com a nati com uma blusinha transparente e uma calcinha com um lacinho bem na testa da sua bucetinha q dava para ver o risquinho da sua rachinha q marcava a calcinha. Não sei o q me deu mais meu pau logo ficou duro e não tive como disfarçar, a nati olhou para o volume no meu shorts olhou para mim e abriu um sorriso, naquela hora eu senti q era um sinal mais queria ter mais certeza q minha enteada queria provar o meu pau; fui pro banheiro mais aquela imagem da rachinha da nati na calcinha não saia da minha cabeça e comecei a me masturbar pensando na minha enteadinha gostosa gozei como nunca e sai do banheiro e la estava ela sentada no sófa de pernas erguidas nessa hora quase fui a loucura ela me olhou de novo e foi para seu quarto, fiquei ali na sala sentado no sófa pensando se erá loucura minha ou minha enteada estava realmente tentando me seduzir quando derrepente ela abri a porta do seu quarto me olha novamente com aquela cara safada e volta para cama mais dessa vez dexando a porta do quarto entre aberta. Não resiste a tamanha tentação e fui no seu quarto e la estava ela descoberta deitada com o peito para cima me dando uma visão maravilhosa da sua buceta… Comecei passando o dedo por cima da calcinha e ela dormindo ou fingia dormir, foi me batendo um nervosismo pois a qualquer hora
minha esposa poderia levantar e acabar flagrando o q se passava naquele momento. Mais o meu tesão era maior q o medo continuei passando o dedo até ela deu um suspiro e senti q era hora de ir mais adiante, puxei a calcinha para o lado e lambi o meu dedo deicando-o bem liso e passei em sua bucetinha q para minha surpresa já se encontrava bem molhadinha, fiquei ali por uns cinco minutos quando ela começou a se contorcer , vi q a safada tava fingindo q dormia, não pensei duas vezes e meti a lingua naquela bucetinha lisinha sem pelo e vermelhinha. Fui chupando todo aquele melzinho q tava na sua racha e me masturbando outra vez e mais uma vez gozei como nunca parecia q tinha abrido uma torneira e não conseguia fechar. No dia seguinte quando acordamos ela me olhou como se nada tivesse acontecido e eu resolvi tocar no assunto e perguntei…nati vc gostou do q fizemos ontem??? Ela me olhou e disse; nem sei o q fizemos tava com muito sono, mais se vc quizer me lembrar pode fazer de novo… não resisti deitei ela na minha cama e comecei chupar ela novamente até q com alguns minutos depois senti um liquido quente escorrer em minha boca, suguei tudo e ela ficou ali parada por uns segundos. Peguei meu pau e comecei roçar na sua raxinha ela ficou me olhando assustada como se nunca tivesse visto o cacete. Esfreguei sem penetrar até gozar ali na portinha do seu buraquinho.
SE GOSTAREM CONTO O Q AINDA VEM ACONTECENDO ENTRE NÓIS ATÉ HJ. ELA JA VAI COMPLETAR 12 ANOS E TA MAIS GOSTOSA AINDA…

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail