Eu e a mana dividindo o namorado dela

Como eu contei em outro conto, o meu ex amante agora é namorado da minha mana, mas agora voltou a ser meu amante, e depois do nosso reencontro me disse que me ia fuder sempre que eu desejasse, e neste dia em que ficamos juntos quando foi à tardinha ele foi buscar a mana e tomamos um chimarrão juntos, como iam sair à mana resolveu que iria tomar um banho. Quando vi que a mana ligou o chuveiro me levantei e fui até nosso quarto, tirei a calcinha e fui até a porta da sala e chamei-o, quando me viu sem calcinha e com o vestido levantado até a cintura ele perguntou se eu era louca, que a irmã sairia do banho a qualquer hora, então fiquei de costas para a porta do banheiro e empinei meu rabinho perguntando se ele não queria, o safado tirou a pica para fora e começou a esfregar na minha bunda, eu me virei, me agachei e meti a pica na boca, chupei gostoso, mamei até deixar completamente enlouquecido e virei de costas e pedi que gozasse na minha buceta, enfiou a piça de uma só vez, doeu,mas eu não poderia gritar e socou…socou muita pica na minha buceta e sabendo que a mana logo terminaria o banho, pedi que tirasse e gozasse na minha boca, e começou a bater uma punheta bem pertinho da minha boca e logo senti a esporrada, senti a porra saltando do pau e chupei até limpar todinho e quando estávamos terminado ouvimos o chuveiro desligar, e corri para o quarto e ele para a sala. Coloquei minha calcinha e corri para a sala, onde ele já sentado me ofereceu uma mate. Logo a mana saiu enrolada em uma toalha, avisou que não demoraria e eu disse que iria ao banho,quando sai os dois já haviam saído de casa, pensei em mandar um watts, mas poderia a mana ver e acabar com a nossa safadeza, deitei na cama pelada e me toquei gostoso, enfiei os dedinhos na xana, esfreguei o grelinho e coloquei a outra mão no meu cuzinho e assim gozei rapidinho.
Sexta-feira eu pedi carona para irmos a Jaguarão visitarmos nossa família, e ficou combinado que ELE nos pegaria à tardinha, como não é muito longe, chegaríamos a tempo de beber alguma coisa e jantarmos. A mãe já havia ligado e perguntado o que queríamos jantar e o que beberíamos, pois iria ao outro lado da fronteira comprar. Eu disse que tomaria cerveja, e a mana pediu um uísque e para jantar faria uma tábua de frios para nos esperar e depois nós que seríamos os cozinheiros.
18h30 Ele passou lá em casa, descemos e infelizmente eu teria que ir atrás, pegamos a estrada tomando um chimarrão e conversávamos de tudo até que escureceu, a água terminou e quando passamos por Arroio Grande vi que a mana dormia, e como eu viajava de chinelos e vestido tirei a minha calcinha e pelo lado da porta coloquei no colo dele que tomou um susto e atirou a calcinha para trás, e quando viu pelo espelho minhas pernas abertas e minha xaninha exposta colocou a mão para trás e cheguei para frente, fiquei bem no meio dos bancos dianteiros e os dedos dele tocaram minha bucetinha que já estava molhada, e socou o dedo, esfregou meu grelinho, levou a mão na boca e chupou os dedos, nossa ele ta tão louco quanto eu, mas a mana resmungou algo e nos interrompeu e ele me pediu um halls, e a mana acordou.
Chegamos a Jaguarão, descemos as coisas e a mãe perguntou para ELE o que ele iria beber, falou em cerveja e ai ela disse que havia comprado poucas achando que só eu iria beber e que ele tomaria destilado, mas disse que estava muito quente e que preferia tomar uma uruguaia (Zilertal; Patrícia) ou uma importada, mãe falou que os freeshops estavam todos fechados àquela hora, e foi quando me lembrei de um mercado lá na coxilha que ficava aberto até perto das 23h, a mana falou que não iria lá, mas ELE perguntou onde ficava que iria buscar, e foi quando sugeri de ir junto e mostrar onde era, claro se a mana não se importasse, e disse que não, que já iria começar a beber, e pegamos o carro e andamos algumas quadras e eu pedi um beijo,disse que no Uruguai me daria, e quando passamos a ponte ele enfiou a mão nas minhas coxas e já foi procurando minha buceta, eu reclamei do beijo, então parou o carro e com a mão na minha buceta ele me beijou deliciosamente, e já procurei o zíper, abri a calça e começei a mamar como uma vadia, chupando gostoso no meio da rua, me pediu calma pq iria dirigir para um local com menos movimento, eu disse que pela hora adiantada que fossemos até o armazém para então buscarmos a cerveja ou um barril. Chegamos ao mercado na Coxilha e pegamos dois barris de Heineken 5 litros, pois cada barril ganhava uma taça, um estava gelado e abrimos assim que entramos no carro, tomamos duas taças e ele pegou o caminho de volta, e pediu para eu chupar, fiquei de quatro no banco e chupei,mamei,engoli todo o caralho, chupei a cabeça e ELE com os dois dedos massageando, masturbando meu grelo que estava acesso, muito duro kkkkkk, e só me pediu para ir com calma, pois estava guiando e não queria gozar na minha boca. Passamos a ponte e mostrei um caminho com pouco ou nenhum movimento devido ao horário e pedi para parar, falou que ali deveria ser perigoso, eu disse que não, cidade pequena não tem estes perigos e mal ele estacionou, e eu montei nele, a pica entrou toda, sumiu por completa na minha buceta tal o meu desejo, e começei a cavalgar como uma amazona montada em um cavalo, e que cavalo gostoso, eu rebolava e pedia porra e de tanto rebolar começei a ter orgasmos múltiplos e me coloquei a gritar pedindo PORRA, queria leite dentro da minha buceta e misturado com meu gozo e ELE gozou lá dentro da minha grutinha, empurrou PORRA quase que no meu útero, nossa cai para o banco do lado toda esporrada, e disse que era melhor irmos, vai que achassem que estávamos demorando demais, ele fechou a calça e voltou a dirigir lá para a casa dos meus pais, e foi só ai que me dei conta que estava sem calcinha, tinha tirado na estrada, e a porra começou a escorrer, vi que ia sujar todo o bando, mas ele me mandou eu pegar o paninho de limpar o carro, e sentei kkkkkk, quando chegamos em casa, que desci do carro a porra começou a escorrer, minhas coxas meladas e eu não sabia o que fazer, corri para o banheiro da casa dos fundos, dizendo que estava apertada e aproveitei para tomar um banho e tirar a porra que me melava as coxas, aqui na casa dos meus pais eles tem uma casa para eles e para nós tem um sobrado com uma sala, uma cozinha com fogão a lenha e churrasqueira,uma sala e uma escada em caracol onde fica o banheiro e dois quartos, um com cama de casal e outro com duas camas de solteiro.
Depois de uns 20 minutos desci, como estava quente coloquei um vestido curto azul marinho de alças e como não poderia deixar de ser coloquei uma calcinha fiozinho bem socadinha e nada de sutiã. Estavam todos na “nossa cozinha” bebendo e comendo a divina tábua de frios que a mãe havia preparado e resolviam o que seria o jantar, sentei e comecei a beber e comer, a mana estava sentada ao lado DELE e já meio bêbada, pois essa começou a beber cedinho, e disse que ele aproveitasse para tomar um banho, pois seria ele o cozinheiro, mandei um watts dizendo que deixasse a porta destrancada. Subiu e depois de uns 10 minutos eu disse que iria buscar alguma coisa, sei lá, quando subi vi que o safado havia deixado a porta encostada, entrei e logo me viu, eu falei que queria fuder, disse que eu era louca, então pedi para chupar a pica, e nisso notei que o pau já estava ficando duro, me ajoelhei sequei ele um pouco, como desceria molhada? e dei uma chupada gostosa, arranquei gemidos, e metia toda aquela pica na boca, socava uma punheta e chupava o saco todo molhado, mas ele disse que parasse, que poderia chegar alguém e então disse que mais tarde pegava ele, peguei alguma coisa e desci. Depois que ele tomou banho foi à vez da mana, mas como estavam meus pais não pude fazer nada, só beber, ela voltou só de vestido curto também e eu curiosa para saber se estava de calcinha ou não, ele fez a janta, meus pais foram para a casa da frente e nós ficamos bebendo, até que ela disse para eles subirem que estava bêbada, e pegou ele pela mão, fiquei curiosa, duvido que a tarada não fosse dar para ele. Esperei uns 15 minutos e fui para a escada para ver se ouvia alguma coisa, ouvi uns gemidos e um “mete devagarzinho” e não tive dúvidas em subir e ir até a porta do quarto que ela bêbada não deve ter se dado conta e ele tarado e safado deve ter deixado aberta de propósito, e vi uma cena deliciosa, minha irmã de encostada na parede e ELE enfiando a piça no cú dela, nossa que tesão, ele metia tudo no cú dela, e tirava, dava para ver o rabo arrombado da mana, e logo metia a cabeça da pica e só socava tudo quando ela implorava, não sabia que a maninha gostava de ser empalada, enrrabada assim pq dava para ver que estava adorando e metia os dedos freneticamente na xaninha vermelha( já deveria ter tomado umas socadas para depois dar o cú) e ouvi quando ela avisou que ia gozar e ele disse que iria junto, e foi ai que eu esbarrei em alguma coisa e eles me olharam, e ela ficou me olhando e pediu para ele tirar e gozar para eu ver ( – TIRA MEU AMOR E GOZA FORA PARA ELA MATAR VER TUA PORRA), nisso ele tirou e eu vendo que ela não se importava de eu estar ali levantei meu vestido e começei a esfregar meus dedos na minha xaninha e o carinha gozou na bunda da mana e depois vi a porra escorrer para o cú dela bem arrombado,e me acabei na masturbação, gozei e gemi gostoso, e ele disse que iria tomar um banho, passou por mim e quando esbarrou eu senti um arrepio gostoso. Mana me chamou e sentei na cama ao lado dela, e nisso me perguntou se eu gostava de dar o cuzinho, disse que quando o cara sabia fazer eu curtia, tbm perguntou se eu tinha gostado de ver os dois, ai falei como se não tivesse dado para ele ainda que tinha gostado da pica e do jeito que ele metia nela, perguntou se eu queria provar, eu me fazendo de boba perguntei se ele iria gostar, e me disse que assim que ele saísse do banho saberíamos.
Quando ELE saiu do banho estávamos as duas na cama ela a mana nua e eu com o vestido levantado, e mana perguntou o que ele achava, disse que não estava entendendo, então ela tirou meu vestido e disse: – fode ela; e me deitou na cama de maneira que ajoelhado pudesse me chupar, e enfiou a língua quente que tanto gosto na minha xana e chupou como eu gosto, eu gemia e ele lambeu,mordeu e chupou meu grelinho, e quando achei que ia me acabar na boca ele me pegou da mão, levou-me até a parede e me colocou de costas, pediu para eu ficar na ponta dos dedos e socou de uma só vez a piça para dentro da minha buceta gulosa,senti a pica tomar meu útero e foi bombeando,metendo, socando forte e eu gemia e pedia mais piça até que a mana vendo tudo disse para ele socar no meu cú, apontou a cabeça da pica no meu buraquinho e pedi para que ele metesse devagarzinho, com o pau melado da minha xana a cabeça entrou no meu cú, dei um gritinho até que meu cú se acostumou com ela e pedi mais pau, ele foi entrando, me invadindo e senti as bolas tocarem meu corpo, ai comecei a rebolar na pica, e foi quando ele começou a tirar doto, olhava o cú aberto e socava com força, tirava e mostrava meu cú arregaçado para a mana, e ela disse que ele arrobasse meu cú com força e o safado enfiou e enfiou e socou e socou até eu pedir para que gozasse pq estava me esfolando, e a mana pediu para ele tirar e que eu me ajoelhasse e terminei batendo uma punheta que foi quando ele gozou na minha cara, esfreguei a porra nos meus seios, e deitamos os três, ele disse que iria tomar outro banho e foi junto com a mana para o banheiro, assim que saíram eu me masturbei, não tinha gozado, e quando voltaram me convidaram para dormir com eles, disse que não, pois a mãe tinha a chave e o que ela iria pensar de ver nós duas com ELE, e fui para cama. De madrugada me acordo com ELE nu ao meu lado querendo me fuder, perguntei da mana, disse que estava dormindo, então ele deitou na cama, chupei um pouco a pica até deixar lustrosa, subi em cima e deixei i caralho entrar todo dentro de mim, e disse que era minha vez de cavalgar, e rebolei muito, coloquei o dedo no meu grelinho e não demorou eu me acabei….gozei como uma cadela, como uma puta sedenta de pica, e pedi porra na boquinha, tirei o pau e pedi para que ele ficasse de pé, me agachei e recebi porra na boca, lambi, limpei todo o pau e disse que agora ele fosse dormir com a mulher dele rsrsrs, que a amante estava com sono.

Sexshop
Sexo por Telefone

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.