Libidgel

Enrabando a minha tia safada

Minha tia Aline é uma coroa de 42 anos separada é muito tesuda apesar dela ser apenas irmã de meu pai por que foi criada pela minha avó eu tenho muito respeito por ela.
Apenas fico sacando como ela é gostosa e adora rebolar.
Caracas eu sou estudante sem dinheiro as minas não dão mole ai me acabo na punheta.
Mas minha sorte mudou quando o marido de minha tia Aline depois de brigarem se separarem.
Dizem ser para sempre, mas acredito que voltam.

Pois foi assim que começou minha saga:
Minha tia Aline, uma delícia de coroa comprou um notebook ai conversando ela me pediu umas dicas de como conversar no bate papo, expliquei a ela foi aí que eu pedi que ela me adicionasse no watt app para podermos conversa com mais frequência caso ela precisasse de algo seria mais fácil, até porque eu não acessava redes sociais!
Assim ela me mandou seu número e assim eu adicionei aos meus contatos do zap.
Depois de algum tempo ela colocou uma foto de biquíni no status eu curti e comentei dizendo que ela estava muito bonita.
Ela riu e depois desse dia começamos a troca de mensagens de vários temas e assuntos do dia a dia como trabalho, namorada minha e etc. Foi ai que numa sexta-feira à noite ela disse que estava se sentindo sozinha.
Ela me convidou para ir em sua casa para conversarmos um pouco, pois só havíamos nos falado pelo zap, que fazia dias que não nos víamos que estava com saudades!
Assim pouco mais de 20 h eu fui já imaginando como seria nossa conversa, eu sem ninguém ela já separada há pouco mais de 2 meses. Fui entrei e sentamos no sofá e começamos a conversar e dar boas risadas. O clima estava bom, mas cadê a coragem de xavecar foi ai que ela me ofereceu uma cerveja. Como estava muito calor aceitei, ai eu disse que quando bebo fico muito tarado.
Ela riu e falou que bom pelo menos tenho coragem de tirar o atraso ai saiu indo para cozinha e voltou com uma bandeja com duas latas de cervejas e um prato de aperitivo.
E começamos a beber e o clima foi ficando mais quente e ela trouxe mais bebidas, ai já na terceira cerveja começamos a nos beijar, no início um beijo rápido depois foi um beijo muito quente como se a gente tivesse algum contato a muito tempo. Coisa mesmo de ir direto para cama.
Ai eu fui no banheiro e na volta eu fingir cambalear e disse que já ia embora.
Ela disse que daquele jeito eu não ia de jeito nenhum que eu iria dormi ali na casa dela.
Tentei argumentar, mas eu estava fingindo que estava bêbado, ai ela começou me ajudando a tirar minha camisa e foi beijando meu peito, passando a mão pelo meu corpo.
Me levou até um quarto e disse pronto é aqui que você vai dormi.
Eu logo fui tirando minha bermuda ela ficou parada me olhando ai eu disse vai ficar me olhando ou vem me ajudar! Ela literalmente deixou o pudor de lado.
Minha tia Aline se ajoelhou na minha frente abaixou minha cueca e sem perda de tempo já foi colocando sua boca no meu pau com muita maestria, chupava ele com muita vontade, eu fiquei que nem um louco pois meu tesão era enorme.
Puxei ela pelo braço fazendo ela se levantar e encostado na cama
A coloquei de pé e comecei a chupar sua buceta, que já estava molhadinha de tanto tesão!
Ela gemendo e dizendo pra mim parar, que não era certo mas se contorcia gemendo em pouco tempo já estava me chamando de seu amor, dizendo que não estava aguentando que queria eu inteiro dentro dela.
Sem perder muito tempo eu a coloquei na cama e fui por cima entre beijos e amasso em pouco tempo minha tia estava em um galope desenfreado quicando no meu pau.
Ela por sua vez subia e descia com muita habilidade e maestria, rebolava e gemia e não demorou muito para que ela gozasse.
Mudamos de posição agora ela de quatro (4) e eu enfiando meu pau naquela buceta gostosa e quente, ela não parava de gemer, de me chamar meu nome quando eu senti que ela estava gozando novamente soquei sem dó, louco para explodir e encher sua buceta com muita porra.
Ela gemia e chorava de tesão.
Ficamos na cama fazendo uma infinidade de posições ,aí depois ela veio por cima de mim me beijando, sempre gemendo, eu não parava de chupar seus seios e beijar sua boca.
Ai em minutos já estava pronto para gozar e ela toda safada dizia: Então goza meu amor me dá leitinho… Dá!
-Ai que delícia ouvir isso e eu prontamente enchi a buceta dela de leite fazendo de nossa noite um momento maravilhoso…
Amanhecemos assim perdi a conta de quantas vezes ela gozou.
Aí foi o momento crucial de conversarmos ficou acertado sigilo e descrição e à partir desde dia eu era uma presença constante em sua cama.
Bateu o tesão eu corria para lá e em seus braços saciava meu desejo de macho.
Fizemos de tudo que nos era permitido. Tia Aline adorava sexo oral, anal sempre finalizava nossos momentos com muito êxtase e foi com intensa decepção que ouvi de sua boca que iria voltar para o marido.
-Mas porque Aline não estamos bem?
-Estamos bem demais só que é necessário que ele volte, mas jamais você vai deixar de ser meu macho e sobrinho querido!
Mas foi preciso me conformar que jamais poderíamos assumir nossa relação tinha idade, parentesco, ela não queria ser vista na família por alguém que corrompeu um jovem inexperiente.
E não foi por isto que deixamos de nos relacionar só bastava ela me ligar e com poucas palavras que conversávamos…Eu já partia igual um louco cheio de tesão para assim saciar nossos desejos.
Espero que gostem desta louca aventura o tempo passou eu me casei, minha tia, teve um filho que tenho certeza de ser meu, agora recentemente ficou viúva.
E eu como um bom sobrinho sempre disposto a ajuda-la no que for preciso principalmente no quesito sexo e safadeza.
Pra que vida melhor do que uma esposinha em casa me esperando e eu chego da casa de minha tia com a cabeça do pau esfolado de tanto foder.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.