Dominando a puta do corno

Bom,meu primeiro conto aqui,vou me apresentar : Sou um macho sarado de cabelos loiros,olhos castanhos,não sou muito alto porém minha pegada e bom papo com as mulheres facilitam muito ! Rsrs

Bom,vamos ao que interessa : Catarina sempre foi uma verdadeira dama : Bunda enorme,peitos grandes porém sem exageros,cabelos pretos,branquinha e de olhos castanhos : Uma verdadeira gostosa !…Sempre tive um desejo enorme por ela,e sabia que um dia teria ela nas minhas mãos.Ela mostrava um certo interesse por mim,usava o “empurra e puxa” : Mostrava interesse e depois não tanto.Achava que eu não percebia rsrs…Aquela donzela era demais para o corno.Eu apenas esperava o momento certo que nem um lobo.

Ela tinha um namorado,que era muito meloso e por vezes não dava atenção pra ela,um marmanjo desses merece ser corno mesmo ! O tipico corno inseguro que se mostra bravo !

Enfim,um dia Catarina teve uma discussão com o corno,o que a deixou bem triste,obviamente ela veio desabafar comigo,eu rapidamente vi a oportunidade : a convidei para comer em um restaurante ! Ela,com medo da reação do corno,rejeitou no início,eu lá a consegui convencer a vir.

Chegando lá,Catarina me comeu com os olhos e elogiou :

“-Nossa,tá gostoso ein !”

Percebi imediatemente o interesse.Nem parecia aquela princesa,ela realmente se estava soltando…Fomos para dentro,ficou tudo por minha conta…Percebi olhares durante o jantar.Foi ai que decidi que ia tomar iniciativa :

Passei a mão pela perna dela,acariciando levemente aquelas pernas lindas enquanto olhava para ela com um olhar firme e sério,acreditem,elas ADORAM, não é meninas ? Enfim,fui passando os dedos em cima de sua calcinha já molhada num ritmo lento,com intensidade…Ela no inicio se mostrou dificil,porém eu falei para ela se tranquilizar,que o corno era apenas inseguro e suas reações eram apenas uma reflexão disso : Consegui levar a puta para um motel.

Chegando lá,a empurrei na cama e obviamente comecei pelas preliminares : Eu a masturbava agora num ritmo levemente mais rapido,mas sempre mantendo a força e intensidade,enquanto isso eu a segurava pelas coxas…Ela se contorcia muito ! Lhe dei um beijo molhado e fui descendo até a barriga sempre a masturbando e ficando por sua barriga e deixando ela à espera que eu descesse mais um pouco…Por fim,desci e comecei um oral nela…Ela comecou por gemer,mas imediatamente mostrei minha autoridade : Dei um tapa forte em sua bunda com força e ordenei que gemesse só quando eu desse ordem.Passei a lingua no local que dei o tapa.

Continuei o oral com a intensidade e um ritmo mais rápido enquanto masturbava seu clitóris,ela se controlava para não gemer.Fui aumentando o ritmo,ia chupando aquela linda buceta apertada,parecia que o corno nem sequer tinha tocado ali.Enfim,ela gozou enquanto gemia bastante,permiti mas só daquela vez mesmo. Eu adoro quando uma mulher geme,e seus gemidos eram uma coisa maravilhosa de se ouvir.

Ordenei que ela se colocasse de joelhos de uma forma rigida :

“-De joelhos !”

Catarina imediatamente se colocou de joelhos e comecou um boquete num ritmo rápido,quase engolindo meu pau,percebia se facilmente que aquela mulher estava há um bom tempo sem um pau de verdade.Dá vontade de matar um corno daqueles mesmo.Eu me controlava para não gozar,enquanto ela fazia o boquete,eu segurava seus cabelos com força,mostrando mais uma vez quem manda.

Quando ela acaba o boquete,seguro sua cara com a mão levantando a lhe dou um beijo molhado e ordeno que se ponha de lado.

Comeco por penetrar devagar,ela pede que eu aumente o ritmo,eu apenas respondo com tapas na bunda,e aumento o ritmo,ela gemia e gritava :

“-Ahh ! Seu pau é muito grandee ! ”

Eu apenas a fodia sem dó,ela gritava e gemia que nem uma putinha,aumentei mais meu ritmo e a masturbei enquanto a fodia,fazia carinho pelo seu corpo e massageava seus peitos e beijando a carinhosamente no pescoço.

Não aguentei e anunciei que iria gozar,gozei em seus peitos grandes,que cena !

Ela se despediu com um gostinho de “quero mais”,porém tinha um marmanjo esperando por ela.Na despedida agarrei forte em sua bunda. Ela dá um sorriso safado e fala :

“Para a próxima quero mais gato !”

Bem,foi isso,até ao próximo !