Dia dos namorados com a esposa e a sogra

Dia dos namorados com a esposa e a sogra.

Como já relatei anteriormente, a minha comemoração do dia dos namorados no ano passado foi com a minha sogra.

Este ano fiz todo o plano.

Sexshop

Martha, a minha sogra ainda se recupera de uma cirurgia e decidimos leva La ao sitio.

Logo que chegamos a acomodei na cama, me deitei ao seu lado, enquanto a minha esposa organizava toda a casa.

Eu já estava seco por Martha, fiquei o tempo todo lembrando como havíamos passado a última data, ela comentava cada detalhe.

Não demorou muito para que meu cacete começasse a encostar na bundinha dela, ela ainda conferiu como já estava bem duro apertando ainda sobre a calça.

Abri meu zíper, colocando o para fora, afastei a sua calcinha e guardei o meu cacete bem na portinha.

Senti o meu cacete ficar cada vez mais molhado e comecei a movimentar, deixando a cabeça esfregar no seu grelinho.

Escutei um gemido e o meu cacete molhando.

Martha pediu que eu me retirasse e fui fazer companhia a minha esposa, que comentou:
_ Fazendo judiação com a mamãe, coitada.

Fiquei por alguns minutos e assim que retornei ao lado de Martha, ela já estava de camisola em plena 10:00 hs da manhã.

Me coloquei ao seu lado, a abracei de conchinha.

Passava a mão em seu corpo e pausava em seus seios, descia em seu ventre, deixando somente meu dedo indicador tocar na sua bucetinha.

Retirei as minhas roupas e levantei a sua camisola, pequei meu cacete e brincava com todo o cuidado em sua bucetinha, colocando somente a cabeça do meu cacete.

Ela anunciava o seu segundo gozo naquela manhã aos gemidos:

_ Aí, aí, que gostoso.

Gozou de um jeito tão gostoso que expulsou o meu cacete para fora.
Olhei no espelho que estava a nossa frente, lagrimas escorriam em seu rosto.

Ela dizia:

_ Vocês são os melhores filhos que tenho, nunca vou saber retribuir.

Ficamos abraçados até ela dormir.

Me levantei e minha esposa já estava deitada em nossa cama, a coloquei na mesma posição em que estava com Martha e metia com força, não demorou muito e minha esposa estava gozando. Me pedindo para gozar.

Naquele dia queria mais, muito mais.

Queria saber meu limite, o quanto tempo ficaria sem gozar.

Comecei as 9:00 horas do sábado com Martha e terminei no domingo as 3:00 horas. Entre um quarto e outro.

Passamos assim nosso dia dos namorados. Eu com o meu cacete todo ralado, a minha esposa com a bucetinha ardendo e a minha sogra com a promessa de acabar comigo assim que se recuperar.

Sexo por Telefone

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.