Dei pra um desconhecido gostoso do ônibus

Olá, meu nome aqui é fictício porém a estória verdadeira, Me chamo Mary ann, tenho 30 anos, sou muito bem casada com um homem que sou apaixonadíssima, ele além de ser um ótimo pai é também uma delicia na cama, pois bem, navegando na internet me deparei com esse site, então a partir desse dia, digamos que minha vida mudou bastante em relação ao sexo, pois jamais havia traído meu marido. Sou uma mulher de beleza média, sou branquinha, bronzeada com marquinha, 1m,65cm, não sou bunduda, mas meu marido diz que ela é linda, seios grandes e biquinhos rosados, em resumo, na rua chamo atenção, recebo muitas cantadas. pois bem, hoje eu vou relatar algo piratorio que me aconteceu bem recente.

Sexshop


bom eu vou sempre pro meu trabalho de ônibus e van, trabalho em um telemarketing de uma grande empresa conhecida, sempre me vesti comportadinha, de vez em quando uma calça apertada marcando o bumbum e minha xoxota, mas nada exagerado. nesse dia eu estava com uma calça jeans exatamente assim, apertando minha xana e meu bumbum, camisa preta de botão, um salto alto preto que meu marido acha muito sexy por sinal, uma minuscula calcinha preta, que não é fio dental mas é bem pequena e um soutian preto.

pois bem, nesse dia eu sai de casa como todas as manhãs, fui pro ponto pra pegar o onibus, de manhã sempre está vazio e tudo ocorreu normalmente como um dia qualquer, saltei do onibus, peguei a van e cheguei no trabalho. termina o expediente lá vou eu pro ponto de onibus achando que seria um dia como outro qualquer, ah, esqueci de dizer que era sexta feira e por volta das 14 h. meu onibus chegou e entrei, estava um pouco cheio e não tinha lugar pra sentar, fiquei de frente pra uma senhora que estava sentada, ela até se ofereceu pra segurar minha bolsa e uma sacola com 3 ovos de páscoa que eu tinha comprado antes de ir pro ponto de onibus, sim era páscoa óbvio, rs.

Disk Sexo

O onibus foi enchendo cada vez mais e eu lá, firme e forte segurando aquele ferro duro, mal sabendo o que me aguardava naquele dia, foi quando entrou um homem de mais ou menos 1m, 80cm, branco, não era sarado, mas era bonito e muito charmoso e tinha uma cara de safado e canalha, barba por fazer e me deu um olhar que me comeu ali mesmo no onibus, na mesma hora não sei o que me deu que fiquei excitada, isso nunca tinha me acontecido, ja tinha pensado em trair meu marido claro, ja até transei com ele pensando em outro, que mulher nunca fez isso? mas partir pro real era outra coisa, não tinha coragem embora vontade sim.

bem, não tendo como me sentar fiquei ali mesmo no meio do corredor cheio de gente pra tudo que é lado, no meio daquela muvuca, eu me segurando para não cair espremida entre as pessoas, senti quando ele comecou a se aproximar de mim, vindo devagar, se espremendo, então encaixou a pica no meu rabo e nossa, ela ja estava muito dura, minha buceta ficou molhada na hora, mas virei o rosto depressa e fechei a cara, pensando que alguem poderia ver aquilo e eu passar vergonha em deixar um desconhecido me encoxar, ele sem graça riu e afastou um pouco o pau da minha bunda mas de repente no balanço do onibus, todos se espremendo senti novamente aquela pica grossa e dura no meu cu, olhei pros lados e percebi que ninguem tava vendo nada, as pessoas nao estavam nem ai, entao resolvi deixar, mas nao me mexi, fiquei paradinha. o onibus balancando e ele se aproveitando do meu bumbum com aquela pica gostosa, comecei a imaginar mil fantasias com aquele cara, foi nessa hora que meu marido me ligou, quando vi que era ele no celular me deu um medo e ao mesmo tempo um tesão descontrolado, minha xoxota ficou em chamas, atendi e ele me perguntou se eu ja estava no onibus, pois era pra comprar mais dois ovos de pascoa, como eu ja estava louca, com meu marido de um lado e um desconhecido me enrabando do outro resolvi dar mais uma apimentada na situação entao dei uma empinadinha de leve no bumbum, senti que ele ficou doido com isso e foi ai que ele encaixou mesmo, tava louca pra subir em cima daquela piroca ali mesmo, pensando que eu bem que poderia estar de mini saia pra ele colocar minha calcinha pro lado e me fuder ali com o onibus cheio mesmo, que tesão que eu estava, meu marido nem desconfiou de nada, ficamos uns 5 minutos no celular entao desligou, que pena pois tava super excitante aquilo, mas nao podia prende-lo senão ia desconfiar.

passei entao a me concentrar somente naquele homem desconhecido da pica grossa e dura que estava louco pra uma aventura no onibus, resolvi ficar mais atrevida, dei uma olhadinha pra tras e abri a boca, olhando pra ele de rabo de olho, fazendo uma carinha de safada, sabemos que os homens adoram isso. o cara começou a pulsar a piroca na minha bunda e eu empinando cada vez mais, a velhinha segurando minha bolsa e os ovos nao estava nem ai, entao me soltei e virei uma putinha no cacete daquele desconhecido no onibus, empinei mesmo pra ele perceber que eu tava adorando aquilo, ele se abaixando pra eu sentar naquela piroca e eu sentando, entao nao resisti, eu tinha que colocar a mao pra sentir a consistencia daquela rola que parecia ser bem grossa e eu estava certa, era grossa mesmo, grossa e dura que nem o ferro que eu estava segurando, apertei, alisei, arranhei com as unhas, e ja nao estava preocupada se alguem do outro lado estava vendo, ele estava de bermuda cargo preta, e acreditem, abriu o ziper, fiquei com medo, mas mesmo assim enfiei a mao dentro e pude segurar aquele pau maravilhoso, tenteicolocar pra fora mas nao saia, acho que pq era muito grande, que vontade de cair de boca e chupar aquele cacete todo, minha xoxota tava encharcada de tesão, entao a senhora me devolveu a bolsa e a sacola com os ovos pois ia saltar, pensei, ah nao, nao quero sentar, aqui ta muito gostoso o que eu faço? na maior cara de pau eu nao sentei, o banco ficou vazio e as pessoas comecaram a me olhar como quem diz, nao vai sentar nao? entao um senhor foi la e sentou para nossa alegria, rsrsrs

ele sussurrou GOSTOSA no meu ouvido, fiquei toda arrepiada e como estava com a bolsa na frente da minha bucetinha fingi que fui ajeitar a calça mais uma vez com uma das mãos e peguei a mão dele e trouxe em direçao a ela, quando ele tocou na minha xoxota com a mao eu enlouqueci, tava tao gostoso que estava torcendo pra ele dizer que ia saltar e me chamar pro apartamento dele, acho que eu ia topar pois estava louca de vontade de dar, sentir um caralho daquele me fudendo toda, mas nao aconteceu, o onibus chegou em minha parada, desci com as pernas bambas e a cabeça rodando, pois não conseguia atinar pro tamanho da loucura que acabei de vivenciar, cheguei no meu predio e me bateu um medo, pensei mil coisas, ate que foi meu marido que armou essa situaçao, nossa, fiquei com muito medo, mas com muuuito tesão, muito mesmo!!!

No elevador fui me preparando psicologicamente, tentando voltar ao normal, pois ainda estava desnorteada por aquela piroca, cheguei em casa e liguei pro meu marido dizendo que tinha chegado, nos falamos normalmente, entao fui tomar um banho, tive que me tocar gostoso e gozei imaginando aquele homem safado me comendo toda em cima de uma cama.

e pra vc que pensa que a estoria acabou ai esta enganado, pois eu encontrei ele de novo no onibus e vcs nem imaginam o que aconteceu, vou contar em outra estoria, ok?

beijos a todos vcs, esse site é excelente pra gente contar pra alguem as loucuras que fazemos!!!!!!

Sexo por Telefone

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.