Consegui comer minha prima depois de 20 anos

Olá estou escrevendo com consentimento de minha prima, porém por pedido dela não felarei nomes. Vou falar um pouco dela: hoje ela tem 42 anos, casada, tem 2 filhos, deve ter uns 1,70 de altura, bundona grande, peitos medios, loira, olhos claros, e um corpo que muita menina de 20 anos não tem, Desde que eu me lembro (diferença de idade são 9 anos) ela sempre falava besteiras, palavrões e e sacanagem. Aos 7 anos + ou – lembro dela se trocando na minha frente e mostrando a buceta peludinha e abrindo os labios vermelhinhos. Como era inocente não tinha muito iniciativa e não sabia realmente o que era aquilo. Fora outras coisas que aconteceram como ela pegar no meu pau e falar que era pequeno ainda e quando crescesse ia ser dela. Dois anos mais tarde tive minha primeira experiencia sexual com ela. Minha avó tinha falecido e como era criança meus país não deixaram eu ficar no velório e pediu pra minha prima levar eu e meus outros primos pra casa, e ela foi dormir comigo pra não deixar a casa sozinha e outro primo já da idade dela na outra casa também para tomar conta da casa.
Logo que chegou ela foi tomar banho e me chamou pra ir junto, no banheiro ela me esfregou e começou a brincar com meu pintinho punhentando de vagar e acelerando , nunca tinha sentido aquilo, ja batia as punhetinhas mas nada tao intenso quanto a aquilo, e gozei se é que posso chamar aquilo de gozar, mas minha pernas amoleceram e babei , ela caiu na risada da minha situaçao.
Mais o menos nesse período ela começou a namorar com quem hoje é seu marido. Me lembro da minha tia reclamando que os dois só viviam trepando, e sempre que nois dois estávamos sozinhos ela fazia algo pra me provocar. Quando eu já tinha uns 13 anos ela fez algo que me deixo maluco. Um dos primos ia casar e ela ia ser madrinha, como minha família morava perto da dela eu vivia na casa dela e nesse dia fui até a casa de minha tia. Chamei e ela gritou entra que só ta eu aqui. Quando entrei ela tava no banheiro e abriu a porta peladinha colocou uma toalha no corpo e foi pro quarto, abriu o guarda roupa e pegou um creme e começou a passar nas pernas.
Eu fiquei vendo tudo aquilo e tentava ver a buceta que estava raspada, e ela deu umas duas três esfregada na danada, e pegou uma sacolinha dentro do guarda roupa e sacou em vibrador enorme( hoje eu sei que tinha 25 cm) deu umas duas passadas no grello e foi socando tudo pra dentro até o final em seguida começou um vai e vem frenético. Eu fiquei abismado com aquilo e queria meter meu pau nela também. Porém foi interrompido por um som de carro da minha tia chegando.
Depois disso logo ela engravidou e casou – se continuou morando com minha tia e logo mudou pq não aguentava mais meu tio reclamar dos dois trepando. Praticamente perdi o contato com ela pois morava bem longe, só via quando tinha alguma festa da família ou no natal e ano novo.
Há alguns anos trabalho com festas infantis, decoração, mesas, bolos etc.. E umas das minhas funcionárias pediu demissão, e fiquei sem ninguém de confiança pra me ajudar então minha mãe teve a ideia de ligar pra minha prima pois estava desempregada.
Conversei com ela e ficou combinado que pelo menos 2 vezes na semana ela não trabalharia a tarde pois já limpava a chácara de um pessoal e não podia perder aquela boca, pois já não morava mais com o marido e precisava do dinheiro. Com o passar dos dias íamos falando mais das intimidades e lembrando aquelas passagens que eu relatei anteriormente, confessei que bati muita punheta pra ela por causa do que ela fazia comigo, ela deu risada, falou de como eu era tímido e a cara que eu fazia quando ela me provocava, enfim relembramos de muitas coisas da familia.
Um belo dia ela precisava fazer a tal limpeza na chacara, mas o serviço apertou e ela precisava ficar. Falei a ela que a levaria embora e ajudaria ela a limpar mas precisávamos terminar o serviço. Acabamos e fomos para tal chacara e logo começamos a limpar para podermos ir embora logo. Num determinado momento me deu vontade de mijar e fui do lado da casa saquei a pingola pra fora to mijando e minha prima deu de cara comigo, fiquei sem reação mas ela logo falou que pelo menos o tamanho tinha mudado, virou as costas como se nada tivesse acontecido e foi fazer o que tava fazendo.
Voltei para ajudar meio sem graça e ela falou que do jeito que tava a coisa não podia nem ter visto, pq fazia tempo que não fazia nada e tava quase no desespero. Na hora me veio toda aquela lembrança, de tudo o que ela fez comigo e criei coragem, abaixei o short, coloquei o pau pra fora e falei pra ela acabar com aquilo logo.
Ela tentou desconversar, pediu pra eu subir o short e que não era assim. Eu fui pro rumo dela peguei sua mão e mesmo forçando coloquei no meu pinto e falei que era assim que ela queria e que agora era diferente. Ela começou um vai vem tímido mas logo tomou gosto, se ajoelhou e começou a chupar. Ela chupava meu saco lambia as bolas a cabeça, cuspia e voltava a chupar. Pedi para chupar sua buceta na hora ela abriu as pernas e eu cai de boca, chupei, chupei, chupei. Tava louco pra meter meu pau na sua buceta e ela ficou de deitada tipo frango assado e cai em cima, o pau deslizou buceta adentro, meti forte dei várias estocadas e ela pediu pra calvalgar, deixei ela por cima alguns minutos pulando igual uma louca até gozar me arranhando os braços de tanto apertar.
Não sei como não gozei, pedi pra ela fica de quatro Mirei aquela buceta e mandei bronca, já tava até esquecendo do cu dela, quando abri aquela bundona e vi o cuzinho Vermelhinho piscando, não deu outra, dei uma cuspida enfiei o dedo e em seguida meu pau sem queixa nenhuma po partevdela do mesmo jeito que tinha metido na sua buceta.
Falei pra ela que ia desconta todas as punhetas que ela me fez bater, tudo no cu dela. Bombei forte pra arrebenta o cu dela mais parecia estar acostumada. Tirei meu pau e ela de um puta dum peido, não falei nada, e ela pediu pra eu gozar logo mas não no cu dela se não ela ia se cagar toda. Dei pra ela chupar e gozei e maravilhosamente foi porra na cara, nos cabelos , nos olhos e ela sugou todo o resto. Nos vestimos e ela correu pro banheiro. Saiu e falou que por pouco não tinha cagado no meu pau. Terminamos o serviço e levei ela embora. Comi ela por vários dias, mas agora ela voltou pro marido e de vez em quando na chácara como ela. Mostrei o site pra ela e sugeri de ralatar. Ela concordou e disse que fará a versão dela e relatará outras experiências que teve na vida aqui. Vamos esperar para ver

 
Sexo por Telefone

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.