Comi minha cunhada dormindo

Olá há muito não publico minhas aventuras aqui e, hoje resolvi contar uma situação vivida tempos atrás com a irmã da minha ex-mulher. O nome dela M… Vou dizer, não sei hoje, más na época M. além de ser um tesão de mulher, era uma perfeita safada, vivia pondo galhos no marido, eu tinha até dó dele, más como algumas circunstancias mudam nossas vidas, acabou rolando duas situações inusitadas, ou seja, acabei um dia comendo-a de forma lasciva, praticando sexo com ela, sem seu consentimento. A primeira situação aconteceu quando fomos – em família – passar um final de semana de carnaval na cidade de Praia Grande. Descemos na sexta-feira de carnaval, onde após longa viajem, ficamos instalados numa quitinete emprestada, super pequena, más fazer o que, toda viajem praiana tem seu preço. E como já era tarde, devia ser quase 0:00hrs, apenas nos instalamos e, após colocar nossas bagagens em ordem, fomos num barzinho alí perto tomar umas cervejas até umas 2:00hrs, até ai tudo bem, sem novidades. Ao amanhecer encaminhamo-nos para a praia, ficando num quiosque e, é aqui que minha aventura com M. começa acontecer. Estávamos sentados em volta da mezinha bebendo e, sem malícia alguma M. estando com um shortinho – tipo calção – dava para perceber o tufo dos seus pelos pubianos, que destacavam-se naquele short. Aquela visão dos seus pentelhos foram demais, ainda mais quando ela deu uma abertura de pernas, ai sim pude ver que M. tinha uma buceta peludona. Lembro de M. ter dito, que não iria entrar no mar de biquine, pois precisa depilar-se…Ai meus amigos, foi neste momento que tudo mudou, passei a ter tesão por M. Comecei a observar M. como mais atenção e, discretamente dirigia meus olhares por entre suas pernas. Como ficaríamos por 4 dias, aproveitando o feriado de carnaval, o meu tesão por M. o meu tesão começou a falar por mim, ainda mais quando eu podia notar sua buceta peluda, até que um dia depois, M. colocou um biquine, nossa aí foi demais, pode realmente certificar-me que M. tinha um verdadeiro bucetão, vou dizer: _Minha ex-nulher era gostosa, mais M. ganhada no requisito comissão de frente, era um verdadeiro capô de fusca todo peludo. Eu, algumas vezes entrava até no mar para disfarçar minha ereção, pois não podia dar na vista, ainda mais com o marido dela sempre ao meu lado, bebendo e conversando. Certa noite, aproveitando a bebedeira de ambos – minha cunhada e seu marido – ao anoitecer, já na madrugada, fora o calor insuportável e a falta de sono, aproveitando a escuridão do quarto e, como eu estava deitado com minha ex-mulher num colchão próximo de ambos, não aguentando o tesão por M. arrisquei tocar em seu sexo. Nossa, foi demais!!!… Comecei a tocar suavemente em seus pés e, depois suas pernas, e como M. estava dormindo com aquele short-calção, aos poucos fui abrindo suas pernas, de forma a deixa-las bem abertas procurando a direção do seu sexo, que loucura!!! Eu, ali alisando suas pernas, meu coração parecia sair pela minha boca, tamanho o tesão. Ao deixar M. de pernas totalmente abertas, aos poucos subi com minhas mãos até tocar naquele shortinho e calcinha. E com um dos dedos puxei um pouco seu shortinho e calcinha por entre suas pernas tocando em sua buceta peludona, que gostoso, estava demais, enfiei meus dedos dentro suavemente, sentindo já sua lubrificação vaginal, sem contar o forte cheiro de xixi… Apenas enfiava minhas mãos e chupava meus dedos,que gosto tem a buceta de M. Foi quando resolvi dar umas chupadas, lentamente procurei ir até seu sexo, puxando com uma das minhas mãos o short e calcinha para baixo, porém quando estava com minha boca quase próxima de sua buceta, M. se movimentou e, com medo recuei. Naquele dia aconteceu somente isto. Voltamos da praia, eu agora com mais tesão pela minha ex-cunhada, precisava fazer algo, o tempo passou e, eu somente na minha imaginação… Como M. quando bebe fica meio que desacordada, esperei uma próxima oportunidade e, adivinhem, para minha sorte aconteceu o inesperado, como eu disse, foi neste dia que aconteceu a segunda situação, onde pude realmente comer minha ex-cunhada.Teve um final de semana que ela foi para minha casa, meu ex-cunhado por estar de birra com ela, não foi. Pois quando já era de noite, após chegarem do serviço M. e minha ex-mulher foram lavar roupas, ambas começaram a beber. Dado momento fui a té a lavanderia, M… e minha ex-mulher já estavam meio que bêbadas, dando altas gargalhadas e falando muitas besteiras, como estava com uma forte dor de cabeça, não bebi muito, fiquei apenas em duas latinhas, o que me fez deitar mais cedo. Sai da lavanderia e fui dormir, isto por volta de umas 09 horas da noite, pegando num forte sono. Acordei já na madrugada, com todos dormindo, fui ao banheiro, dei uma mijada e, na volta para o quarto, vendo minha ex-cunhada deitada num colchão no chão em outro quarto, o tesão me acendeu, deitei-me ao lado da minha ex-mulher, mas não conseguia dormir, estava pensando em M. toda jogada no chão, num ronco pesado. E já com más intenções, não conseguindo dormir, resolvi ir até o quarto onde M. dormia… Aproveitando a escuridão, entrei no quarto de deitei-me ao seu lado. M. dormia um sono pesado, pois roncava muito, ainda mais bêbada, o que facilitou tocá-la e, desta vez ir muito além… M. vestia um bermuda jeans, um pouco apertado… Comecei a tocar em sua bunda por cima do short e assim abusar de M. que pelo estado que estava não tinha alguma reação, ao contrário dormia o sono dos justos. Aproveitando-me daquela situação, fui enfiando minha mãos por dentro da bermuda e calcinha, alisando sua bunda uns bons minutos até tocar em seu cuzinho, vou dizer: _Que cuzinho gostoso!!!… Bem cheirosinho!!!…Como M. não se movia dei um jeito de virar seu corpo, deixando-a de ladinho, o que permitia tocar em seu sexo e, assim o fiz, desabotoando um botão da bermuda e descendo o zíper bem devagar, com todo cuidado para não acorda-lá. Quando já tendo afrouxando a bermuda e, descido-o um pouco para baixo, pude realmente tocar agora sua buceta peluda por cima da calcinha, onde primeiro passei minhas mãos, sentindo aquele tufo de pelos… Puxei sua calcinha para baixo e fui enfiando minhas mãos, nossa que cheiro de buceta subiu no ar, lembro até hoje aquele cheiro de buceta peludinha toda úmida de xixi… Enfiei o dedos dentro de sua buceta e, fiquei tilitando seu grelinho… Que gostoso!!!… Estava sentido o gosto da buceta de M. Enfiava meus dedos bem lá dentro, tirava-os e chupava… Eu, estava dominado pela buceta peluda de M. Após um tempo tocando-a, não aguentei, cai de boca, passando minha língua em sua buceta e grelinho , estava muito bom, eu ali provando o sabor da minha ex-cunhada, dando várias lambidas em seus grossos pelos com gosto e forte cheiro de xixi… Fiquei um tempinho ali me deliciando com a buceta de M… E já de pau duro num tesão danado, pensei hoje come-lá!!!… Então desci um pouco mais bermuda e calcinha pernas abaixo, deixando-os arriados quase até seus joelhos, e já tendo sua bunda exposta, fui dando uns beijinhos e passadas de língua até chegar em seu cuzinho… Pois eu estava usando e abusando do cuzinho e buceta de M. Vou ser sincero, nunca tinha sentido o gosto de uma buceta e cuzinho diferente como a de M. ela é muito gostosa, um tesão de mulher. Aquela buceta peluda e cuzinho estavam me deixando louco!!! Em ato contínuo após muitas lambidas, chupadas e dedadas fui ajeitando o seu corpo de forma aproveitar-me de M. Abri um pouco mais suas pernas… Tirei meu calção e, ficando nu fui para cima de M. pois agora tinha acesso livre e, e com a cabeça do meu pau fui passando em seu cuzinho e buceta… Eu estava eufórico, com muito tesão, não estava acreditando que ia comer minha ex-cunhada… Coloquei meu pau em seu cusinho, dei umas forçadas, más não penetrei, apenas fiquei com meu pau ali, na portinha do cuzinho de M. Feito isto, conduzi meu pau em sua buceta peluda, enfiando-o devagar, com medo de acordá-la… Eu sentia o calor daquela buceta peluda, toda úmida, lubrificada, mijada, em pequenos movimentos de vai e vem… Que delícia!!!… Fui penetrando-a cuidadosamente, até estar com meu pau bem dentro e começando a socar… E carinhosamente com meu corpo em cima de M. comecei a come-lá… Uau!!! Que buceta!!!… Que sensação de prazer!!!… Estava dentro daquela buceta peluda, cheio de tesão, cutucando passadamente com meu pau todo duraço entrando e saindo, sem pressa de sair de cima de M. Eu não queria mais sair dali, estava muito gostoso… Penetrei a buceta de M. de forma lasciva e com muita vontade!!!… M. não se mexia!!!… Estava totalmente em sono profundo, devido a sua bebedeira!!!… O que facilitou muito em come-lá!!!… E já estando ali, naquele gostoso movimento de vai e vem, não aguentei!!!… Venho o primeiro gozo… O segundo… Meu pau pulsava!!!… Uau!!!… Gozei!!!… Gozei!!!… Foram umas boas golfadas dentro da buceta peluda de M. Nossa!!!… Que abuso!!!… Estava comendo-a sem proteção alguma, sem camisinha!!!… Sei que é loucura de minha parte, más o meu tesão foi mais alto, eu, realmente precisava daquilo, tinha ter a sensação de como era comer minha ex-cunhada, sentir a umidade, calor e o gosto de sua buceta peluda. Eu tinha que gozar dentro de sua buceta peluda, deixar algo de mim – meu sémen – o fruto do proibido, o meu prazer e tesão por M. Eu tinha necessidade de M Ter o prazer de fazer sexo com ela!!!… Queria gozar com ela, te-la para todo sempre, embora aproveitando-me de M. que dormia num sono pesado e, sem saber do acontecido. Então gozei!!!… Sim, gozei e muito!!!… Eu precisava daquele gozo, do nosso único momento, pois jamais iria acontecer novamente. Após gozar, sai de cima de M. subi a bermuda e calcinha e fui para o meu quarto. Deitei-me ao lado da minha ex-mulher, porém, não satisfeito ainda, um tempo depois retornei ao quarto, e M. ainda dormia como eu deixei… Desabotei novamente a bermuda, descendo com calcinha, até os joelhos e fiquei ali abraçado com M.. Sua buceta peluda exalava cheiro de sexo… Cheiro de Porra!!!… Só que desta vez, limitei-me apenas a cheirar e limpar a buceta de M, removendo os vestígios do meu gozo… Esta situação foi real, pena que não teve outra oportunidade. E assim o fiz, o sexo proibido, o sexo por fraude, o sexo sem consentimento, a prática do incesto e, não tenho arrependimento até hoje. Confesso, nunca comi uma buceta peluda e tão gostosa como a minha ex-cunhada, foi demais a sensação de ter abusado, aproveitado de sua buceta peluda, tamanho o meu prazer. Pena que hoje, após a separação de sua irmã, nunca mais tive oportunidade de conversar ou estar com M…

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail