Comi a casada dentro da portaria

Para quem não leu meus contos anteriores deixa eu me apresentar meu nome é Marcos tenho 50 anos sou moreno 1,75 e sou casado, está história que vou contar aconteceu aos uns 11 meses atrás, trabalho como Porteiro em um condomínio em São Paulo certo dia a portaria estava com muito movimentada e chegava prestadores a todo momento até que terminou meu turno eu estava super cansado fui para vestiário tomei um banho e fui pegar meu ônibus que por sinal estava lotado então arrumei um canto e fiquei por ali mesmo, dois pontos depois subiu a Dona Suzana do bloco 9 apartamento 44 branca dos cabelos pretos magra uns 30 anos Casada, ela segurava umas sacolas então me ofereci para ajudar logo ela veio na minha direção e logo se ajeitou no canto que eu estava então perguntei

 

Sexshop

a ela? a Senhora pegando ônibus? Então ela disse: meu carro quebrou vou ajudar minha irmã que teve um filho papo

vai e papo vem o ônibus ficou cheio nisso dona Silvana acabou ficando na minha frente naquele cantinho pequeno e com o balanço do ônibus a sua bunda arrepidada batia no pau de 22 cm e 7 de grossura, mesmo eu tentando envitar meu pau ficou duro na bunda dela e me deu um misto de tesão com vergonha na quela situação em público ela também ficou com vergonha porque seu rosto ficou vermelho, mais logo fui decendo pessoas e o ônibus começou a ficar vazio então consegui sair de trás dela entreguei suas sacolas e disse: vou descer ela me agradeceu e disse que

iria descer em dois pontos seguintes. No dia seguinte chegou uma encomenda para ela na portaria interfonei ela disse que iria buscar, quando ela chegou mostrei o local que ela iria assinar ela chegou mais perto e colou a sua perna na minha e jogou um certo charme eu agi naturalmente por está no local de trabalho, até que veio o domingo 06:30 da manhã estava chovendo muito e acabou a força e costuma não ter movimento na portaria na parte da manhã então vejo o carro dela encostando perto da portaria ele desce vem na direção da portaria ela bati na porta eu abro ela entra e fecha porta ela estava com um vestido preto fiquei surpreso com açao dela, então ela fala: depois daquele dia no ônibus sonho com vc me comendo toda noite e vai ser agora que vc vai me comer meu pau de 22 cm e 7 de

grossura ficou duro na hora com as palavras e com o seu jeito sensual, quando eu iria falar algo ela tampa minha boca senta no meu colo e fala baixinho no meu ouvido: não fala nada quero só sentir você todo dentro de mim ela me dá um beijo ardente com desejo abre o zirpe da minha calça e coloca meu pau para fora e fala nossa nossa nossa nossa então ela começa a encaixar meu pau na sua buceta e gemendo assim: ai ai ai ai que pau gostoso vou gozar vooooo gozar aí ai ai vou gazar ai ai ai só tinha entrado a cabeça ela já estava gozando muito no meu pau então começei a empurrar meu pau na buceta dela ela me segurou forte e arranhava forte minhas costas e chupava meu

pescoço enlouquecidamente então coloquei todo meu pau na buceta dela e começei a dar várias estocada ela gemia e dizia me fode seu gostoso me fode quero gozar de novo então começei a dar tapas na bunda dela e coloquei um dedo no seu cuzinho então ela disse: assim assim assim estou gozando estou gozando ai ai ai ai ai ai ai mete mete mete então não aguentei e enchi a buceta dela com toda a minha porra ela me abraçou forte com respiração ofegante então ela disse nossa tive um orgasmo aqui dentro não acredito? Me deu mais beijo como agradecimento e se foi, depois de um tempo só na troca de olhares ela me disse que queria ir no motel comigo e queria fazer de tudo mais que seria a última vez eu concordei mais conto depois.

Sexo por Telefone

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.