Sexo por Telefone

Comendo o cuzinho gostoso na frente do maridão

Essa história que vou narrar aconteceu na semana passada para ser mais exato no dia 03/07 quando fui para Águas de Lindóia participar de uma capacitação. Saímos numa quinta-feira para retornarmos no domingo. Chegamos lá por volta das 19 horas e fomos preencher nossa ficha num hotel já reservado para o encontro. Peguei a chave e subi para o quarto. Ajeitei minhas coisas e fui conhecer as dependências do hotel. As vinte e trinta tivemos nossa primeira palestra que durou uma hora e meia. Subi para o quarto pois estava cansado e dormi tranquilamente. No dia seguinte mais encontros e assim passamos o dia com palestras e atividades em grupo. No sábado o encontro terminou mais cedo pois o jantar foi regado a música e dança. Aproveitei então para sair e conhecer a cidade. Nesse passeio entrei num barzinho para tomar um chopp e alí começou minha aventura mais deliciosa que poderia imaginar. Ao lado da minha mesa estava um casal bebendo e conversando. Eu já estava no meu segundo chopp e o casal já estava alegre e nos altos beijos e abraços. Num dado momento nos cumprimentamos e o casal me convidou para sentar com eles. Pensei não ir pois não estava a fim de segurar vela mas com a insistência acabei aceitando.

 

Ele se chamava Gustavo e ela Cintia. Os dois estavam alí a passeio e iriam embora na terça-feira. Conversamos de tudo e rimos de tudo. Como já estava tarde o casal e eu resolvemos pagar a conta e irmos embora. Cintia então me convida para ir com eles em seu apartamento que estavam hospedados. Disse que já era tarde e que teria um dia cheio no dia seguinte. Porém mais uma vez com a insistência acabei topando mesmo porque nessas alturas eu já observava mais detalhadamente o esposinha do Gustavo. Cintia usava uma calça branca colada ao corpo e que fazia destacar sua bela bunda e seios deliciosos numa blusinha fina e delicada. No apartamento Gustavo pegou uma garrafa de vinho e disse:

– Agora vamos terminar a noite com essa garrafa de vinho!

Logo topei já estava ali mesmo. Enquanto isso Cintia foi ao quarto trocar de roupa. Quando voltou quase pirei ela usava uma camisolinha branca e transparente revelando ainda mais sua bela bunda. Parecia me provocar pois desfilava toda hora na minha frente inclinando o bundão quase que na minha cara.

Começamos então a beber e falar um monte de besteiras. Com o aquecimento que o vinho provocava Gustavo e Cintia começaram a se beijar. Fiquei sem graça e disse que achava melhor ir embora. Cintia então diz:

– Não! Fica com a gente já está tarde!

– É mesmo D. dormi aqui amanhã você vai. Vamos tomar todas hoje afinal a noite está só começando!

Cintia propôe então assistirmos um filme. Gustavo pega o filme e coloca no aparelho. Quando começou não acreditei: se tratava de um filme pornô. Deitamos no tapete e começamos a assistir. Um silêncio pairava no ar. Eu já estava com o cacete estourando na calça só de ver Cintia de camisolinha e para ajudar um filme de putaria para me torturar. Observei que o filme se tratava de uma suruba entre um casal e um garoto de programa. Gustavo e Cintia se alizavam enquanto eu estava a sofrer com a rola na calça. Gustavo e Cintia se aproximam de mim e se deitam ao meu lado. Para minha alegria Cintia ficou deitada entre nós dois. Cintia descaradamente olhava para o volume na minha calça e eu já nem mais me importava com a situação. Ela então virou para o lado do Gustavo e deixou sua bundona encostada em mim. Vendo aquilo não tive dúvida vou esfregar meu cacete nela, que se foda. Tirei o pau pra fora e iniciei uma punheta. Os dois então olham a cena e riem. Gustavo dá sinal de aprovação:

– Até que enfim em D. pensei que você fosse ficar aí parado a noite toda!

E Cintia passando a língua nos lábios diz para seu marido:

– Nossa que pau gostoso benzinho posso atacar?

– Claro querida se ele quiser pode dar um trato nele!

Logo vi que os dois tinha tudo planejado. Com a deixa encostei meu pau na Cintia e fiquei esfregando minha rola no bundão dela. Confesso que por nunca ter transado com uma mulher e o marido junto fiquei meio sem graça mas logo me tranquilizei quando Gustavo disse que eles adoram transar a três e que foi sua mulher quem me escolheu. Cintia então cai de boca no meu pau.

– Aaaaaaaaaaa…iiisso chupa cadela…

– Ai que rola gostosa hhhhhuuuuuuummmmmmmmm…

– Nossa que boca Cintia!

Cintia engolia meu pau com maestria enquando seu corninho chupava sua bucetinha depilada. Da sala fomos para o quarto e a putaria continua. Que bunda linda ela tinha meus olhos era só para aquele rabo. Seu marido percebeu e disse:

– Que bunda gostosa ela tem já comeu um cú desses cara?

– Meu, confesso que não, e se ela deixar eu enfio o pau!

– Vai com calma. Você vai comer mas primeiro eu vou fuder a bucetinha dela e depois o bundão dela é seu ok!

Depois de propor isso ele pediu que sentasse numa poltrona que havia no canto do quarto enquanto ele comia sua buceta. Cintia gemia de prazer o olhava pra mim. Gustavo então me chama para participar porém sem penetrá-la. Cintia então agarra meu pau e começa um boquete delicioso enquando seu marido fode sua buceta.

– Isso Cintia chupa o pau dele bem gostoso chupa sua vagabunda!

Com a chupada quase gozo em sua boca. Segurei para deixar o leitinha guardado para quando fuder o cuzinho dela. Gustavo então dá um forte grito e goza dentro de Cintia. Ele ainda demora um pouco para tirar o pau. Ele então me diz:

– Agora é sua vez amigão!

Sua mulher mais do que depressa fica de quatro na beira da cama e me chama. Seu marido me deu uma camisinha e disse que é só no cú dela pois nas trepadas que já deram ela só dá a bucetinha para ele. O cú era do convidado. Coloquei a camisinha e já fui me encostando naquele rabo delicioso. Cintia rebolava e dizia:

– Come esse rabo bem gostoso que meu marido corno gosta de ver!

Encostei a cabeçona e fui empurrando devagar. Seu marido sentado na poltrona olhava com atenção.

– Isso D. arromba meu cú bem gostoso vai!

Que delicia de cú quentinho e carnudo. Cintia rebolava e gemia.

– Olha Gustavo meu cú está levando rola de outro macho!

Eu socava com vontade naquele bundão enquanto Gustavo iniciava uma punheta.

– Caralho Gustavo sua mulher tem um cuzinho gostoso da porra!

– Eu sei sempre como esse rabo mas o negócio dela mesmo é dar para alguém que ela convide! E você se deu bem nessa cara!

Ela apertava o cuzinho no meu pau para sentir mais tesão. Eu com tesão descontrolado enfiava até o saco. Sentia a cabeça da rola sendo sugada por aquele cú faminto por pica. Já comi muito cú mais é a primeira vez que vejo um cuzinho apertando meu pau para dentro. Depois de tanto esfolar o rabo dela anunciei que iria gozar. Cintia então rebola com mais força e recebe minha porra cú a dentro.

– Iiiiiissssoooo D. goza aí safado goza seu puto…aahhhhhhhhhhh…de-líííí-ciiii-aaaaaaa…

Gozei feito louco naquela bunda deliciosa. Tirei a camisinha e derramei em cima do rabão dela. O corno do marido por sua vez gozou na boca de Cintia entre gemidos. Depois da foda fomos tomar banho e dormimos juntos. Claro que enquanto Gustavo dormia eu aproveitei e comi mais uma vez o cuzinho de Cintia e dessa vez gozei dentro do rabão dela sem camisinha.

De manhã, como se nada tivesse acontecido, nos despedimos e cada um seguiu seu caminho. Preferimos não trocar email e nem telefone pois a transa foi para curtir o momento sem compromisso.

Confesso que nunca pensei que conseguiria transar a três pois não conseguia imaginar o marido ou o namorado vendo a mulher sendo comida por outro. Quando a coisa começa a esquentar aí engrena e fica gostoso. Basta começar.

Espero contato de casais e mulheres sozinhas para um delicioso encontro.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.