Comendo a Minha Aluna de Informática

Sou professor de informática e técnico em informática e manutenção de computadores, dou aula para vários alunos e alunas, tem uma menina dos seus 18 aninhos que adoro me esnobar todo dias me cumprimentava bem alto: boa noite Tio, tudo bem com você?
Noutro dia, boa noite Tio, os outros alunos e alunas me tratavam como professor, mais outro dia ela chegou à sala e disse: boa noite professor, preciso da sua ajuda! Tirei o saro: que foi descobriu que sou seu professor? Vamos a chamar de Ana, ela era uma menina moleca, sempre de shorts ou saia curta ou calça lege, eu sempre nota ela e deliciava deste seu jeito de moleca mais já era uma mulher possuindo curvas e formas generosas. Os olhos azuis, cabelos loiros compridos que dava melhor ar aquele rostinho inocente, de uma beleza com traços infantis. Olhando o seu corpo, quem poderia dizer à idade que tinha, com pernas grossas, quadris largos, cintura fina e seios médios, Corpo tipo violão.
Esperta tinha seu jeito próprio de seduzir, de cativar as pessoas. Sabia que era gostosa e aquele comportamento de menina, provocava desejo a qualquer homem. Apesar de apreciar sua beleza e suas curvas não passava pela minha cabeça de conseguir leva-la para cama ou conseguir maiores intimidades. Agora ali estava ela com carinha de apavorada como tivesse cometido um crime, perguntei o que foi? Ela disse: professor meu notebook este travado e acho que perdi tudo o que tinha nele, tentei recuperar ai foi que ele ficou sem funcionar, e minha mãe quer mandar pra um técnico e eu disse que o senhor poderia me ajudar, ou não? Bem acho melhor você levar no técnico, pois eu não acostumo a me envolver com aluna em assunto técnico particular! Ela fez uma carinha de menina mimada e quase chorando disse: não posso professor! Por quê? Tem coisas que me compromete e se minha mãe descobrir está frita, e sei que o senhor é um homem serio e confio em ti pra fazer esse favor pra mim! Pensei ai tem mais tudo bem disse eu! Vou levar seu notebook e tento recuperar os dados e te devolvo certo! Ela disse o senhor poderia ir em casa e fazer isso lá, pois minha mãe não desconfiaria de mim e ela sabe que é meu professor e isso dá confiança a ela, tudo bem? Certo amanha que hora, ela disse: 09h00minhoras pode ser? Tudo bem estarei lá! Na ora marcada lá estava eu, dona Lucia me recebeu bem e disse: ela esta perdida sem seu notebook, vê o que o senhor pode fazer, fiquei ali na sala e comecei a pesquisar e poucos minutos já estava com seu notebook funcionando, passei o antes vírus e vi uma pasta de foto escondia no seu documento, abri e… Que isso fotos da Ana em frente do espelho em diversas poses, fazendo biquinhos e segurando os peitinhos, passando a mão na xoxotinha e uma foto que me chamou atenção: ela chupando o cacete, acho que era seu namorado, meu pau criou vida e tive que me controla, pois estava ali na sala e sua mãe poderia me ver excitado, por um momento pensei em enviar por meu email, mais me contive e continuei a olhar as fotos! Quando fui interrompido pelo barulho de alguém chegando, mais que rápido fechei a pasta e continuou verificando a máquina, era Ana que chegou e disse: e dai professor conseguiu arrumar meu notebook? – Que isso, a safadinha estava de shortinho curtinho e chinelo e seu corpinho lindo, estava mais gostosa que nunca, fiquei ali meio atordoado com aquela visão e com as fotos dela nua ainda na cabeça, confesso que fiquei vermelho e disse este quase pronto… Ela sorriu e perguntou: salvou tudo? Sim tudo não perdi nada! Ela disse viu tudo já? Ate as… Deixou no ar a pergunta e eu nada respondi, só dei um sorriso safado. Sua mãe veio ate a sala e perguntou se eu queria algo eu disse obrigado já estou acabando! Deu certo então?
– Sim. Está OK. Quanto é o seu serviço? Nada isso foi mais uma nova experiência pra mim, uma aula! Fiquei mais um tempinho ali tentando abrir novamente aquele arquivo para ver aquela beldade nua, mais ela estava sentada ao meu lado e como um adolescente fiquei nervoso e queria muito ver as fotos novamente mais tive que desistir, disse: pronto terminei!
Ao sair sua mãe me acompanhou e conversamos um pouco e notei que ela ficou nervosa de longe preocupada com que eu dizia a sua mãe! E antes de entrar em meu carro o meu celular tocou era Ana, alo! Professor obrigado viu! Por quê? Por guardar meus segredos, valeu viu! Olha guarda meu segredo viu, não conte a ninguém! Nem sei do que você esta falando, dei uma risada, e desliguei! Era uma quinta-feira quando recebi uma ligação era Ana, ela disse: professor preciso de você hoje à tarde! Para que? Ela disse: meu notebook deu pau de novo posso levar ate você? Tudo bem, ela disse passa seu endereço, na hora combinada, ouve a campainha tocar, quando abro a porta ali estava Ana, sem o seu notebook, disse cadê seu notebook? Ela disse, só vim te agradecer por que você fez, sei que viu minhas fotos, nem precisa dizer que não, pois vi como ficou excitado e por mais que tentou esconder eu notei, ela entrou e quando fechei a porta ela ficou próxima de mim, ela disse valeu mesmo e sabe que curti saber que você viu minhas fotos, gostou do que viu? Fiquei paralisado sem saber o que fazer, pensei em atacar aquela menina, mais esperei para ver o que ela queria de mim, ela era minha musa dos meus sonhos depois de ver aquelas fotos, inspirou várias punhetas. Sou grata a ti sei que sempre te esnobei, mais estou agradecida por não ter contado para minha mãe sobre as fotos. Ela se aproximou mais e quando dei por mim já estava beijando aquela boquinha deliciosa, meu membro ficou duríssimo por causa daquela situação. Ela me abraçou e eu a apertei roçando meu pau duro no seu corpo. Sua mão desceu até o meu cacete e o apertou por cima da calça, deixei escapar um gemido e ela disse: sou virgem não posso transar, Por isso só faço com meu namorado oral! Ali de pé ela foi se abaixou e sem reagir me entreguei àquela menina, sua mão nervosa foi abrindo o zíper da calça e tirou meu pau para fora e disse: nossa como ele é grande Professor! Quando sua boca encostou na cabeça dele, uau meu sonho estava sendo realizado, aquela boquinha iniciava um boquete gostoso! Sua língua passeava pela cabeça dele e vinha e tentava engolir ele todo, deixei minha calça cair e ela acariciava meu saco e mamava nele…olhava pra mim como dizendo é assim que gosta? Ficou ali deliciando do meu pau em sua boca, não resisti e puxei ela e levei ate o sofá e tirei sua roupa, ali estava ela nuazinha como na foto! Corpo lindo acariciei e beijei, joguei-a no sofá e chupei sua bocetinha e fui subindo beijando seu corpo e meu corpo ficou em cima dela, naquela posição quando cheguei ate beijar sua boca, meu pau encostou em sua bocetinha, ela se jogou no tapete e ficando de costa pra mim, beijei seu pescoço e senti sua bundinha no meu pau, ela jogava sua bundinha contra ele, e disse: professor pode só na bundinha! Ela gemeu e se ajeitou e meu pau foi ganhando espaço entre sua nádegas e fiquei esfregando ele no seu cuzinho, ela rebolava sensualmente e disse a ela: que delicia de menina como mexe gostoso!
Ela estava entregue, resolvi a passear por aquele corpo com minha língua e desci beijando sua nuca sua costa ate chegar a sua bunda gostosa e passei a língua pelo rego abrindo sua nádegas, senti seu cuzinho na minha língua, ela gemeu e empinou a bundinha, eu aproveitei e chupei sua boceta, hora língua na boceta, ora no cuzinho, ela se contorcia de prazer e dizia: Ai professor que delicia! Ela estremecia e rebolava de excitação dando uns gemidinhos. Virei ela de frente e passei a lamber a sua bocetinha. Com um dos dedos massageava seu anus em movimentos circulares e aos poucos fui pressionando o seu cuzinho tentando penetra-la com meu dedo, levemente sem deixar de chupar sua boceta. Ela só gemia e como não reclamava de dor ou coisa parecida, fui enfiando cada vez mais até te-lo inteiro enterrado no seu cuzinho. Lembrei-me de suas fotos e comecei a fazer movimentos de dentro para fora. A garota fechava os olhos e gemia baixinho. Passei um dedo na sua bocetinha deixando o melado e tentei colocar mais um dedo em seu anus. Ela sentiu um pouco de dor e ergueu seus quadris, mas não falou nada para reclamar. Com os dois dedos atolados no seu anus percebi que ela estava preparada. Coloquei-a de ladinho e fiquei por trás beijando sua nuca enquanto passava meu pau pelo seu cuzinho. Passei um pouco de saliva na mão e levei até o seu anus. Então lubrifiquei a cabeça do pau na babinha que escorria da sua bocetinha. Ela empinava a bundinha e eu fui enfiando devagar. Ela ficou tensa e toda retesada. Forcei um pouco e a cabeça passou. Um gritou de dor escapou de seus lábios, ela relaxou e sussurrei no seu ouvido: isso relaxa o mais difícil já foi agora só falta o resto! A cabeça dele estava dentro do seu cuzinho e fiquei beijando sua orelha e passando meu dedo em seu grelinho e ela disse: Vai professor mete tudo logo! Forcei mais um pouco e minha pica entrou,quando ela sentiu que estava tudo dentro, ela respirou forte e ofegante, rebolou, então a deixei curtir e comecei a meter gostoso nela, ela empinava e comecei a enfiar com força e rapidez. Ela gemia e rebolava na minha pica. Então resolvi mudar de posição e tirei o meu pau e a virei de frente, colocando suas pernas no meu ombro e vi aquele cuzinho arregaçadinho, a penetrei naquela posição apreciando aquele rostinho se contrair de dor e excitação. Meti com vontade, ela gemia e pedi: isso professor Mete mais e mais… Não aguentei e gozei naquele cuzinho enchendo seu rabinho com a minha porra. Ali ela toda melada, foi pro banheiro e fui lavar ele e ela lavou sua bunda mostrou o estrago que eu fiz no seu cuzinho. Ela me disse que estava um pouco ardido, mas que tinha adorado retornamos para sala e chupei aquela bocetinha ate ela gozar e pincelei meu pau naquela bocetinha, ela gemia e gozava sem parar, deixei chupar ele e acabei gozando em sua boca! Respeitei a vontade dela de guardar sua bocetinha para uma ocasião certa depois disso, ela até me enviou algumas daquelas fotos posando nuazinha só para mim, com promessa de ser minha a sua bocetinha, mais isso é outra h

 
Sexo por Telefone

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.