Chupando novamente o namorado no carro

Eu estava no trabalho pensando naquele dia que chupei meu namorado no carro. Aquilo foi me dando um tesão, comecei a ficar excitada e pensei em ligar pra ele.
Liguei pra ele e disse que tinha um compromisso na hora do almoço mas gostaria de encontrar com ele quando terminasse. Falei com ele a hora que estaria liberada e ele disse que me encontraria na saída do prédio onde eu iria. Assim que terminei meu compromisso liguei pra ele e ele disse que estava chegando. Esperei alguns minutos e ele chegou. Entrei no carro e uma coisa me chamou a atenção. Olhei e o pau dele estava para fora da calça. Ri e perguntei o que ele estava fazendo assim e ele disse que não estava aguentando de tesão e que assim que entrou no carro saindo do trabalho ja colocou o pau pra fora e veio brincando até me encontrar. Eu disse a ele que não podia demorar muito e perguntei onde a gente iria, ele não quis me contar e disse pra eu relaxar. Ele ligou o carro e começou a dirigir. Eu não aguentei ficar so olhando pro pau dele fora da calça e fiquei batendo uma punheta de leve so pra manter ele aceso. Os vidros do carro que ele estava usando esse dia não eram muito escuros mas davam alguma privacidade pra gente. Ele ia dirigindo e eu segurava o pau dele de leve, descobria a cabecinha, batia uma punheta bem de leve. O pau dele foi ficando mais duro e eu doida pra dar um beijinho naquela cabecinha mas ainda era arriscado fazer isso no meio do trânsito. Enquanto ele dirigia percebi pra onde ele estava querendo ir, ele ia sair do centro e pegar a estrada. Adorei a idéia, la teríamos chance de dar uns amassos sem nos preocuparmos muito. Fomos conversando, falando algumas besteiras e quando vi que ja estávamos nos afastando do movimento da cidade não aguentei mais e caí de boca naquele pau gostoso. Lambi a cabecinha, segurava ele e enfiava todo na boca. Ele não sabia se gemia ou se prestava atenção na direção. Ficava falando “isso minha putinha, chupa meu pau vai, chupa gostoso”. Fui ficando com tesão, adoro essa sensação de perigo, saber que algum ônibus ou caminhão poderia passar do nosso lado e o motorista olhar pra dentro do carro e ver aquela situação. Larguei o pau dele e olhei pra ele com cara de safada. Abri os botões do meu vestido e abaixei o sutiã, colocando os seios pra fora. Ele olhou pra mim rindo e disse que desse jeito eu ia fazer ele perder a concentração na estrada. Ele disse isso e com uma das mãos segurou um dos meus seios e ficou brincando com o biquinho, isso me deixa louca, senti minha bucetinha ficando molhada. Enquanto ele brincava com o biquinho eu batia uma punheta bem gostosa no pau dele. Ele foi descendo a mão, levantou meu vestido, enfiou a mão no meio das minhas pernas, afastou a minha calcinha e chegou até o meu grelinho. Ele ia guiando o carro com uma mão e a outra ia massageando meu grelinho, eu fui ficando com mais tesão, comecei a gemer, alguns caminhões passaram por nós e acho que os motoristas viram porque alguns chegaram a buzinar. Ele mexia no meu grelinho e falava “vai minha putinha, goza com o meu dedinho, goza gostoso pra mim”. Abri mais as pernas pra ele continuar brincando com a minha bucetinha, comecei a fazer movimentos como se estivesse rebolando em um cacete, o tesão foi aumentando, eu gemia e falava “isso, assim amor, vai mais rápido que vou gozar… isso… assim… eu vou gozar…vou gozar…ai amor to gozando… to gozaaaando !!!” Gozei gostoso com o dedo dele no meu grelinho. Quando me acalmei vi que o seu pau estava muito duro e resolvi ajudar ele a gozar. Chupei gostoso o pau dele, enfiava ele todo na boca, ele tentava prestar atenção na estrada, e segurava meus cabelos pra eu continuar chupando. Eu chupava e punhetava ele, senti o pau dele latejando e sabia que não ia demorar pra gozar. Ele parou o carro no acostamento, pegou uma toalha que estava no banco de tras e disse que ia gozar. Ele me puxou pra dar um beijo nele, segurou aquele cacete duro, punhetou rápido e logo depois gozou na toalha. Arrumei meu vestido, ele se limpou e fechou a calça e resolvemos voltar. Ele me deixou na porta do meu trabalho, nos despedimos e entrei. Minha chefe quando me viu sorrindo perguntou se o almoço tinha sido bom e eu so respondi “foi o melhor almoço que ja tive!!!”

LibidGel

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.