Ana gozou na minha mão em São Paulo

Conheci uma morena muito rabuda na estação campo limpo do metrô trocamos telefone e sempre trocávamos fotos íntimas, ela era solteira mas tinha 2 filhos, tinha uns 28 anos devia ter 1.75 de altura e tinha os cabelos cacheados na altura do ombro, mas o que me chamou atenção foi o tamanho do bumbum da morena e com lábios carnudos amei… como já disse no meu perfil sou casado e teria que ir na casa da minha cunhada buscar um documento no parque do engenho, e essa morena morava perto de casa, quando soube que iria lá a mando da esposa ligo mandei mensagem dizendo que iria passar na casa dela pra pegar ela é ir dar uma volta, e falei logo pra ela ir sem calcinha até porq já tínhamos feito várias putaria pelo telefone, passei na casa dela e logo me deparei com aquela morena rabada com um micro short, sentou no banco do passageiro e logo chegaria na casa da minha cunhada, deixei ela na esquina, fiz o que tinha que fazer e voltei pra traz pegando novamente a morena… ela muito disposta ganhou mo moral comigo, como moramos na região do metrô voltei pela Carlos caldeira filho uma av da zona sul, logo avistei uma árvore atraz do term capelinha como já era noite e estava bem deserto era um lugar fantástico pra satisfazer aquela mulher que estava a 6 anos sem tranzar; logo parei o carro e falei pra ela ir pro banco de traz, comecei a beijar sua boca carnuda muito deliciosa, passei o dedo na boceta dela e estava toda molhada encharcada, comecei a bater uma siririca pra ela e beijando sua boca ela gemia muito e logo gozou no meu dedo, fiquei com a mão toda melada porq ela deu um jato de prazer acredito pelo tempo q ela não metia, logo abaixei a calsa e tirei a cueca, como não tinha muito tempo falei pra ela sentar no meu pau de frente pra mim, ela riu e veio sentando porém falou que estava doendo muito, e tirou, falei que o tempo estava acabando, foi quando ela voltou a colocar e eu forcei pra entrar… ela deu um grito e gemeu, eu apertei ela nem forte por um minuto e ela começou a rebolar bem devagar no meu pau, foi quando aumentou a intensidade e enfiei o dedo no cozinho dela e ela disse que estava muito bom e foi rebolando mais foi quando gozamos juntos aí disse pra ela abrir os olhos e gozar olhando pra mim pra não esquecer de quem estava dando prazer pra ela… fizemos mais uma loucura no carro dentro do horto do ype, mas essé será um outro conto….

Sexshop

“Comentei o que acharam e se já fizeram loucuras assim, deixe sua crítica ou elogio, um forte abraço aos amantes de uma leitura erótica e até o próximo conto real…

Sexo por Telefone

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.