Amor de irmãos

Há cerca de cinco anos,vim morar com minha irmã Bianca em São Paulo,pois sabia que na capital eu teria mais opções para conseguir um emprego. Acabei por fazer alguns bicos para não ficar sem nada. Eu morava num quartinho nos fundos pos era independente, assim eu podia sair e chegar quando quisesse sem ter que incomodar ninguém. Minha irmã trabalhava numa firma de cosméticos e seu marido era metalúrgico em São Bernardo Depois de algum tempo arrumei um emprego fixo e com um salário até que razoável. Nessa mesma época minha irmã Bianca ficou grávida ,então estávamos numa alegria só, pelo meu emprego e pela sua gravidez. Nove meses depois nasceu uma linda garotinha ,a Beatriz,isso me fez ficar mais ligado à minha irmã.Todos os dias ao chegar do trabalho eu tomava meu banho, e ia de encontro à minha irmã Bianca e a minha sobrinha Beatriz,beijava-lhe a testa e as vezes pegava a Beatriz no colo, pois eu adoro criança. Muitas vezes quando minha irmã ia amamentar a Beatriz, eu ficava admirando aquela cena,aqueles lindos seios e me imaginando chupando-os no lugar da minha sobrinha. Minha irmã Bianca as vezes me surpreendia, e percebendo que eu estava vidrado naqueles belos seios me jogava um pano no rosto e sorrindo falava: que foi ô,nunca viu um peito não. E eu sorrindo dizia: eles são lindos, a Beatriz é que tem sorte de poder chupa-los a todo momento, queria estar no lugar dela. As vezes ela tirava os dois seios pra fora, e enquanto minha sobrinha mamava em um, ela acariciava o outro e vendo que eu não tirava os olhos ela sorria e balançava a cabeça como quem quer dizer , você não tem jeito. Tava tudo indo muito bem, todos felizes, mas ai veio a fatalidade. Meu cunhado indo pro trabalho se envolveu num acidente que culminou em óbito,minha irmã tava viúva e com uma criança de colo. Uma tristeza profunda e um grande desânimo se abateu sobre ela, e durou vários meses, passei a dormir num quarto dentro da casa,assim poderia lhe dar apoio e ajudar a cuidar da minha sobrinha e dos afazeres da casa. Isso me fez ficar mais próximo da minha irmã e mais intimo também. Muitas vezes precisei eu dar banho nela e na minha sobrinha também, pois ela tava numa depressão de dar dó. Sua licença maternidade tava acabando e ela precisava voltar ao trabalho,precisei lava-la ao medico e depois de avaliar sua situação conseguiu mais seis meses de afastamento do trabalho para tratamento. O tempo foi passando e eu fui dando a Bianca e a Beatriz o máximo de carinho e atenção que eu pude ,sem descuidar da casa e sem deixar faltar nada. Coisa de bom marido e pai, mas eu era só irmão e tio. Aos pouco minha irmã foi melhorando e saindo da depressão. Certo dia ao procura-la e fazer o ritual de sempre, um beija na testa ela retribuiu da mesma forma e me agradeceu dizendo que eu fui um grande irmão pra ela,carinhoso, atencioso e que por mais que ela quisesse nunca iria conseguir pagar por todo o bem que eu fia a ela e a minha sobrinha. Dei-lhe um selinho na boca e desse:Adoro você minha irmã, pena que sou apenas seu irmão,gostaria de ser bem mais que isso. Ela me deu um abraço bem apertado e demorado, depois me olhou nos olhos e disse: Me dê só mais um tempo, mas pode se considerar bem mais que um irmão, eu seria injusta se te negasse isso. Passados alguns dias, após o jantar minha irmã segurou minhas mãos ,me olhou nos olhos e disse:Eu sei que a tempos você me deseja como mulher, eu também já me imaginei na cama com você, fazendo tudo que um homem e uma mulher podem fazer. Se você quiser só transar comigo,vamos transar, matar nossos desejos, nosso tesão, mas você disse que queria ser bem mais que irmão, o que seria esse Mais? Respondi: depois de tudo que você passou eu não me contentaria em só transar com você, queria poder cuidar de você a da Beatriz,protege-las, viver com você como marido e mulher.Mal acabei de falar ela me abraçou e me beijou ardentemente, e dali fomos pra cama e transamos o resto do dia. Nunca imaginei que transar com irmã fosse tão maravilhoso,já chupei aqueles peitos, aquela buceta, já fodi tanto aquela buceta e aquele cú , e cada dia procuramos dar o máximo de prazer um ao outro. Como todo casal tem fantasias e o meu cunhado não era tão aberto a isso ela me pediu pra enfiar o dedo no meu cú enquanto chupava minha pica, deixei e gostei, nunca gozei tanto como esse dia. A nossa relação é maravilhosa e cada dia procuramos variar e inventar coisas novas, para não cair na monotonia. Ela disse ter muitas fantasias que nunca pode realiza-las, e quer por todas elas em pratica. Como sou um marido liberal e ela também, tudo que ela quiser eu vou colaborar. Ela quer colocar um casal em nossa relação,e cada vez que ela enfia o dedo no meu cú ela olha pra min e ri, pergunto porque e ela diz ,nada to só imaginando. Já vi que vai sobrar pro meu cú, mas por ela eu faço qualquer coisa, topo tudo. Ela merece.
Ass: Mayara Nascimento

Sexshop
Sexo por Telefone

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.