Aceitei a corona e dei a xoxota

O que mais me excita e dar minha bucetinha para estranhos, e tudo aconteceu quando eu estava indo pra faculdade,coloquei um vestido bem curtinho, que valorizou meu bumbum e meus seios..
E e fiquei no ponto , parada esperando ônibus, os carros passavam e buzinavam pra mim,e isso toda mulher adora, ser desejada..

LibidGel

Na verdade nem queria ir pra aula, mais eu precisava sair de casa porque se nao meus pais nao iriam gostar se eu faltasse..

Pra minha surpresa, um carro parou e me chamou..

-e ai esta indo pra onde..

Sexshop

Cheguei perto da janela do seu carro e olhei pra ele, nossa que homem lindo, uma aparecia de uns 35 anos, pernas grossa e uma barba linda no rosto,parecia ser alto e um macho que me atraia, respondi a ele..

-estou indo pro sul, pra faculdade..

-entra ai te levo ate mais perto..

Não pensei duas vezes entrei mesmo,que carro lindo, parecia ser importado mais eu nao conheço bem de carro,enquanto ele dirigia ele olhava pra minhas pernas disfarçadamente..

-Então voce mora aqui perto, voce é muito linda…
-mora sim,obrigada..

Minutos depois ele na cara de pau passa a mão nas minhas pernas..

-voce não tem medo de pegar coronas hem???

Sorri e falei..

-não tenho medo nao

-se voce ver o que eu tenho aqui no meio das pernas voce ficaria..

sorri e falei

-adoraria conhecer esse mostro ai que voce esconde..

-vadia, voce quer então voce vai levar..

Ele acelerou o carro e foi direto pra um motel..

Ele passou a mão nas minhas pernas e chegou ate minha xota..

-nossa puta que pariu, que delicia de xota,vadia vou te estuprar..

-serio amor, estupra com carinho..

Confesso que senti um pouco de medo nessa hora,mais acredito que ele não iria fazer nada só me comer porque eu sou boazinha e fogosa..

Ele pegou no seu pau sobre a calça e falou

-olha aqui ho, olha o que que te espera, quero te rasgar..
Ate chegar no motel fiquei pegando no seu pau sobre a calça que estava duro como pedra..

Desci do carro e ele subiu emcima de mim puxou meu vestido e começou a mamar minhas tetas, mamava com tanta vontade que eu pedia pra ele ir devagar, abri minhas pernas e seu pau quase entrava na minha xota por dentro da cueca..

-nossa amor, assim voce vai rasgar a cueca..

– não é toda quarta feira que isso acontece, quero mesmo é rasgar outra coisa..

ele desceu com sua lingua ate minha florzinha e me lambeu, que eu fiquei alucinada..

Tirou sua cueca e mandou eu chupar, peguei no seu pau que mais parecia uma mandioca do nordeste de tão grossa, e mamei, mamei mamei e ele gemia louco de tesao, eu engasgava e falava pra ele ir com calma..

Abri as minhas pernas e falei..

-enfia esse pau grosso na minha xana apertadinha, enfia..

Ele subiu igual um cavalo pra cima de mim e enfiou seu pau na minha xota apertadinha..
Cada vez que ele enfiava a minha xota abria,parecia um braço entrando na minha flor..

Ele gemia e falava no meu ouvido
-nossa senhora, puta merda,eu to rasgando essa buceta..

Seu pau era tão grosso que eu gemia alto que o motel inteiro parecia ouvir,ele suava emcima de mim que eu estava toda molhada..

Sentir aquele pau na pele deliciosamente grosso estava me deixando molhada, minha buceta estava cada vez mais aberta, ele tirava e colocava, cada vez com mais força e rapidez, suas bolas batiam em mim com força,seu pau estava todo dentro de mim, quando ouço ele dizer vou gozar..

-goza amor, goza dentro de mim, me enche de leite..

Aquele rapaz que eu nem conhecia abriu minha buceta e encheu de porra bem no fundo,do jeito que eu queria eu queria sua porra toda dentro de mim..

Ele alevantou e eu estava morta de pernas abertas toda lambuzada, molhada de suor..

Vestimos a roupa, ele me deixou em casa,deu o horário de voltar, trocamos telefone e transamos outras vezes, mais isso conto depois..

Foto Perfil amandagyn

Ficha do Conto

Escritor:
amandagyn

Nome do conto:
Aceitei a corona e dei a xoxota

Codigo do conto:
47997

Categoria:
Heterosexual

Data do Envio:
04/06/2014

Quant.de Votos:
47

Quant.de Fotos:
1

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.